Home » Animais » Bichon havanês

Bichon havanês

O havanês Constitui uma raça compacta de cães de companhia que é considerada nativa de Cuba. Embora fontes afirmem que tem suas raízes entre Espanha e Itália, de onde foi levado para terras cubanas.

bichon havanês

Destaca-se à primeira vista pela sua pelagem fina e macia, pelo seu comportamento amigável e pela sua energia. O Havanese Bichon tem um peso que varia entre 3,6 kg a 6,8 kg.

A palavra “bichon” vem do francês e se refere ao seu caráter de cão de colo. Enquanto “habanero” refere-se a pele semelhante a um charuto.

Características do Bichon Havanês

A construção do Havanese é pequena e mais comprido do que alto. Geralmente mede entre 23 a 27 cm. Sua barriga está longe de ser volumosa, sua cabeça está dilatada embora achatada acima. Seu nariz pode ser marrom ou enegrecido.

Ele tem olhos grandes e amigáveis, amendoados ou castanhos. Suas orelhas caem simpaticamente para os lados de suas bochechas. Tem uma cauda que se curva sobre suas costas. Ele também tem uma franja distinta de cães com pêlo sedoso.

O bichon havanês geralmente tem apenas um mantoou. Embora às vezes também tenha uma pelagem curta. Sua pelagem pode chegar a 18 cm de comprimento, sendo sedosa, com ondas ou mechas encaracoladas.

As cores variam entre marrom avermelhado, tabaco, marrom habano, enegrecido ou nevado. Da mesma forma, você pode apresentar manchas.

Comportamento do Bichon Havanês

Ele tem um caráter animado. Ele é um amante de jogos e companhia. Quando educados adequadamente, evitam-se atitudes agressivas, nervosas ou tímidas em relação a pessoas ou outros animais.

Desconfie de estranhos. Devido a isso, pode ser treinado como um cão de alarme. Graças ao seu pequeno tamanho e baixa demanda de exercícios, será fácil mantê-lo em um apartamento.

Ele pode seguir seu dono pela casa, sem ficar com ciúmes. Ele se dá bem com grandes ou pequenos. É usado como terapia ou cão de ajuda para pessoas surdas.

Mais detalhes sobre seu personagem

Tanto a companhia da família quanto o estímulo de sua mente são essenciais para o havanês. Eles mostram grande inteligência que facilita seu treinamento. De fato, nos tempos antigos era comum vê-lo atuar em circos.

Atualmente, a raça não se destaca nas especialidades de adestramento de cães, nem nos circos. No entanto, suas habilidades são claras em áreas como agilidade, obediência de competição ou estilo livre canino.

O treinamento é feito com reforço positivo. Entre seus comportamentos a corrigir estão os latidos altos e consecutivos. Também ansiedade na ausência do proprietário ou na destruição de pertences.

Esses comportamentos decorrem da falta de companheirismo, atividade física ou estimulação mental. No entanto, são casos isolados. A facilidade de criar o Havanese é tamanha que é uma ótima opção para donos de primeira viagem.

No lar

Devido à sua tendência a nós, é essencial escovar o bichon havanês em dias alternados. Você pode fazer sem viagens ao tosador de cães. Os banheiros são recomendados quando está muito sujo, no máximo mensalmente.

Este simpático cão também não perde pelos. Para que não suje os cômodos da casa com ele. Caminhadas diárias ou jogos suaves serão suficientes para mantê-lo em forma. Se o dono tiver uma piscina, o cachorro vai adorar nadar por um tempo.

O Havanese Bichon se adapta a viver em apartamentos, bem como em metrópoles altamente populosas. Exigirá muita atenção e companhia da família. Confinado ao jardim é desencorajado. Também não é sugerido que você passe todos os dias sozinho enquanto a família trabalha.

Que cuidados são essenciais?

Eles precisam manter seus ouvidos limpos do excesso de sujeira, poeira ou cera. O excesso de pelos na área também deve ser aparado. Uma rotina completa é feita apenas por especialistas. Um check-up semanal em casa deve ser suficiente.

A cada 21 ou 30 dias suas unhas são cortadas, então elas ficam com um centímetro de comprimento. A princípio, é feito pelo veterinário para evitar que o havanês se machuque.

Se ele se familiarizar com o corte quando filhote, não será agressivo quando adulto. O ideal será um corte de cabelo em volta das pernas, evitando um acabamento arredondado. Assim como um corte ao redor dos olhos para fins de higiene.

Por outro lado, se o exemplar for para competições, os cortes são evitados. As visitas ao veterinário devem ser regulares evitar qualquer doença ou detectá-la a tempo. Além disso, para que seja vacinado e vermifugado como deveria.

Poucas doenças

O bichon havanês destaca sua saúde de ferro. São poucos os sofrimentos associados à razão, mas é sempre saudável conhecê-los. O cão pode desenvolver doenças cardíacas, displasia na área da retina, luxação patelar, catarata e otite externa.

Do resto, é conveniente estar atento à presença de lagañas. Porque rasgar frequentemente tende a desenvolvê-los. Eles são mais visíveis se for um espécime com manto nevado.

Chaves para educar

A socialização precoce é essencial para todos os cães, o Havanês não é exceção. Esse processo permitirá que você viva sem conflitos com adultos, crianças, animais e até mesmo para que não cause danos aos utensílios domésticos. Além disso, impede-os de agir de forma abrupta ou contraproducente devido ao medo. No meio da cidade, é natural que você sinta medo ou insegurança.

Algumas curiosidades do Bichon Havanês

Além do Bichon Havanês, é conhecido como o Bichon Havanês. Não porque a raça se desenvolveu em Cuba, mas por causa de sua pelagem semelhante a Havana. No entanto, deve-se notar que Cuba escolheu-o como raça nacional.

Os jovens raramente mantêm a cor da pele com a qual nasceram quando atingem a idade adulta. Além disso, esta raça pode ter alterações em seu físico. Os mais comuns incluem deformidades nas pernas, nariz não pigmentado ou inchaços (superiores ou inferiores).

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.