Home » Animais » Boi ou Gado-bovino-doméstico

Boi ou Gado-bovino-doméstico

Divulgue para seus amigos e seguidores!

Muito se tem falado sobre a origem boi, mas há apenas uma explicação válida para isso. É um touro esterilizado. A castração do macho, cuja natureza é a reprodução, deve ser realizada entre os 12 e os 24 meses. Fazê-lo mais cedo impediria o efeito anabólico da testosterona, produzida pelo órgão reprodutor, para a síntese de proteínas essenciais ao seu desenvolvimento. Realizá-lo mais tarde geraria um forte estado de estresse, que poderia levar à morte.

Boi

Após a extirpação, começa a ser promovida a engorda do animal, que ultrapassa o peso médio do touro (750 kg), chegando a aproximadamente 1.350 quilos. Daí sua força e seu uso constante para trabalhos pesados.

Etimologicamente, a palavra boi vem do latim “bos” ou “bovis”, de onde também se origina a palavra “bovino”, representativa de sua espécie.

Caracteristicas

O boi tem uma cabeça longa, olhos proeminentes e um pescoço curto. A sua grande morfologia dotou-o de pernas robustas de tamanho médio. Possui um par de chifres frontais, ocos e permanentes. Sua cauda, ​​em vez de ser ereta como a dos touros, está quase sempre para baixo, como se estivesse escondida. Em sua extremidade mostra um tufo de cabelo.

Em geral, sua pelagem é curta, podendo ser vermelha, branca, cinza ou marrom, dependendo da raça. Você também pode ter manchas dos mesmos tons.

É um mamífero do tipo artiodátilo. Aqueles que se distinguem por terem um número par de dedos nas pernas, alguns mais desenvolvidos que outros.

Origem do Boi

O boi pertence família bovina (característica de possuir chifres ósseos permanentes) e da espécie Bos Primigenius Taurus.

Foram encontradas evidências de que os egípcios, e mais tarde os romanos, muito antes da era de Cristo, foram os primeiros a domesticar o boi, junto com o bode, a ovelha e o porco.

O boi

Outras pesquisas sugerem que se originou na Ásia Central, de onde se espalhou para a Índia, África e Europa.

A esterilização do gado macho era favorecida para dar robustez ao animal, e assim poder beneficiar dele para realizar certas tarefas de campo, e depois sacrificá-lo para aproveitar a sua carne e pele.

O ímpeto do boi tem sido utilizado, desde tempos imemoriais, para atividades agrícolas e para puxar carruagens de carga. Embora ao longo do tempo tenha sido deslocado por máquinas, em várias regiões da Europa e América Latina continuam a beneficiar do seu vigor, para lavrar áreas onde a irregularidade do terreno dificulta a utilização de veículos motorizados, ou onde a industrialização simplesmente não foi explorado.

Semelhante ao boi

Os cabrestos também são touros que foram castrados, mas ao contrário dos bois, são usados ​​para pastorear gado selvagem, após um longo processo de treinamento.

Em geral, são usados ​​em arenas de touradas para conduzir os touros maltratados aos currais e mostrar o caminho para o rebanho. O touro sente-se protegido com ele, copia-o, segue-o e obedece-lhe. É por isso que o cabresto é muito útil para levar espécies selvagens ao campo aberto, curral, boarding ou bullpen. É treinado especificamente para pastorear gado e servir como guia.

O cabresto costuma ser muito manso, uma qualidade das raças Berrenda no Colorado, Berrenda em preto e Morucha, e não exatamente por castração.

Dizem que o mais indicado é aquele que nasce de uma cava mansa e um touro bravo. É castrado ao desmame para torná-lo mais dócil.

Boi |  Características, origem, reprodução, carne, alimentação |  Animal

Carne saborosa e nutritiva

A carne do boi ou cabresto, oportunamente castrada e submetida a trabalhos de campo há pelo menos oito anos, é a de melhor sabor e qualidade.

A sua carne distingue-se porque tem uma cor vermelha muito intensa, de textura compacta, com linhas de gordura entremeadas. Esta gordura tem um tom âmbar ou perolado, devido ao seu tipo de dieta rica em leguminosas e cereais como arroz e milho, que lhe fornecem uma grande quantidade de vitaminas e minerais.

Quando o boi cresce nas fazendas, recebe forragem e ração, rica em fibras. Estando em áreas abertas, prefere grama e ervas.

Reprodução bovina

Quando não é submetido à esterilização, o touro, por ser mamífero, tem reprodução sexuada vivípara (animais que se desenvolvem dentro do útero ou útero). Quando ele monta na vaca, ocorre a cópula e a fecundação do óvulo.

O sistema reprodutivo do touro está dentro de seu abdômen, logo abaixo do reto. Do lado de fora estão seus genitais, cuja função primária é produzir espermatozóides e andrógenos que codificam sua natureza sexual. Quando o sêmen é de excelente qualidade, tem odor semelhante ao do leite fresco.

As vacas podem montar quando estão no cio. O ato sexual dura 18 horas e a gestação 280 dias, praticamente nove meses, então eles só podem conceber um bezerro por ano.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.