Home » Animais » Cachorros e Cães » Dogue Alemão Europeu: História, Características e Cuidados

Dogue Alemão Europeu: História, Características e Cuidados

Dogue Alemão Europeu

O Dogue Alemão Europeu é uma majestosa e impressionante raça de cão. Conhecida por seu tamanho maciço e comportamento gentil, esta raça conquistou o coração de muitos amantes de cães ao redor do mundo. Criado originalmente na Alemanha, o Dogue Alemão Europeu tem uma história rica e um fiel público de entusiastas.

Uma das características distintivas do Dogue Alemão Europeu é o seu tamanho, que tem mais de 32 centímetros de altura e pesa até 200 quilos. Seu tamanho maciço exige medidas especiais, como dar-lhes suplementos conjuntos de filhotes e, claro, itens essenciais para cães maiores, como arreios XL.

Apesar de seu tamanho, o Dogue Alemão Europeu é conhecido por sua natureza gentil e afetuosa, tornando-se uma escolha popular para famílias e indivíduos. Contamos com a ajuda de manuais do Dogue Alemão e especialistas em raças para um guia europeu completo do Dogue Alemão.

O Que é um Dogue Alemão Europeu?

Um Dogue Alemão Europeu é simplesmente um Dogue Alemão que é criado na Europa, principalmente na Alemanha, Dinamarca e Bélgica, ou de outras linhagens europeias. Embora algumas linhagens europeias raras tenham Dogues Alemães mais adequados para serem cães de trabalho do que a maioria dos Dogues Alemães, não há diferença significativa entre o padrão da raça para os Dogues Alemães Europeus e os Dogues Alemães Americanos.

Existem muitas variações do Dogue Alemão disponíveis no mercado hoje. Afinal, criadores diferentes podem se reproduzir para coisas diferentes. Estas podem ser cores incomuns como o Branco e o Manto dos Dogues Alemães. Há até variações de tamanho como Miniatura Dogue Alemão para quem quer uma versão mais pequena (spoiler; eles não são pequenos).

Nota: Alguns criadores podem anunciar os dinamarqueses europeus como mais desossados e mastim do que o Dogue Alemão americano mais magro e simplificado. No entanto, os padrões da raça Dogue Alemão não apoiam essa afirmação, e muitas vezes não há divisão na raça Dogue Alemão entre diferentes regiões ou entre cães de trabalho, de exibição ou de estimação.

Se você comparar o padrão da raça para o FCI ou European Kennel Club e o padrão da raça American Kennel Club, verá que não há diferença significativa no que os criadores estão criando em termos de aparência ou temperamento.

Indiscutivelmente, alguns criadores na Europa podem se concentrar na criação de Dogues Alemães que são mais pesados, assim como algumas linhagens americanas podem ou não fazer isso. No entanto, alguns dinamarqueses anunciados como “europeus” podem ser apenas cães criados para serem mais volumosos e pesados, o que pode ser enganoso ou até mesmo uma farsa.

De um modo geral, um Dogue Alemão europeu é simplesmente um Dogue Alemão criado na Europa ou de linhagens europeias. Embora alguns criadores possam se concentrar na criação de Dogues Alemães que são mais pesados, não há diferença significativa entre os Dogues Alemães europeus e americanos de acordo com o padrão da raça.

Alguns argumentam que é mais fácil encontrar um Dogue Alemão “funcionando”, como no vídeo abaixo, de linhagens europeias que tenha personalidade e aptidão para o trabalho de proteção. É verdade que é mais fácil encontrar linhagens de trabalho em pastores alemães europeus, pastores belgas ou rottweilers, mas tecnicamente não há uma linha de trabalho de dinamarqueses alemães. É possível que você encontre alguns criadores europeus que criam seus Dogues Alemães mais pela habilidade de trabalho, mas você pode igualmente encontrar isso em Criadores Americanos.

Dogues Americanos versus Europeus

Dogue alemão é uma raça majestosa de cães conhecida por seu grande tamanho e natureza gentil. No entanto, existem algumas diferenças fundamentais entre os dinamarqueses americanos e europeus que merecem ser notadas. Não está claro se essas diferenças entre os dinamarqueses americanos e europeus são legítimas. No entanto, muitas pessoas acreditavam amplamente que os dinamarqueses europeus parecem marcadamente diferentes dos dinamarqueses americanos.

Tamanho

Uma das diferenças mais notáveis entre os dinamarqueses americanos e europeus é o seu tamanho. Os dinamarqueses europeus tendem a ser maiores e mais pesados do que os seus homólogos americanos.

Isso se deve ao fato de que os dinamarqueses europeus são criados para fins de exibição e, às vezes, como cães de trabalho. Então, muitas vezes eles são selecionados por seu tamanho e estatura. Por outro lado, os dinamarqueses americanos são criados mais para companhia e tendem a ser um pouco menores.

Aparência

Além de seu tamanho, existem algumas outras diferenças na aparência entre os dinamarqueses americanos e europeus.

Os dinamarqueses europeus tendem a ter Cabeças mais quadradas, torsos mais largos, construções mais musculares, pescoços mais longos e orvalho mais pronunciado (pele solta sob o queixo). Em outras palavras, eles têm uma aparência muito mais mastim. Por outro lado, os dinamarqueses americanos têm uma aparência mais simplificada e uma construção mais esbelta, cabeças menores e pele mais firme, parecendo mais cães do que Mastiffs.

Temperamento

Quando se trata de temperamento, os dinamarqueses americanos e europeus são conhecidos por sua natureza gentil e amigável. No entanto, existem algumas diferenças sutis de personalidade entre os dois. Alguns amantes de cães argumentam que os dinamarqueses europeus tendem a ser mais reservados e dignos, enquanto os dinamarqueses americanos são mais extrovertidos e sociais.

Muitos também acreditam que é mais fácil encontrar um Dogue Alemão de linhagem europeia, enquanto os dinamarqueses americanos são mais adequados como animais de estimação e cães de exposição.

No geral, tanto os Dogues Alemães americanos quanto os europeus são raças maravilhosas de cães que fazem grandes companheiros. No entanto, é essencial considerar as diferenças entre os dois na hora de escolher qual é o ideal para você.

História do Dogue Alemão Europeu

O Dogue Alemão europeu, também conhecido como Mastim Alemão, Deutsche Dogge, ou Boarhound Alemão, é uma raça de cão do tipo mastim originária da Alemanha. A raça foi desenvolvida pela nobreza alemã, que queria um cão que pudesse caçar javalis e servir como cão de guarda.

A raça foi originalmente chamada de Boar Hound, mas seu nome foi mudado para Dogue Alemão no século 18. Hoje, o Dogue Alemão é uma das raças mais populares do mundo e é reconhecido por grandes clubes como o AKC e o Kennel Club, no Reino Unido.

Os criadores europeus são conhecidos por desenvolverem cães de trabalho mais adequados. É por isso que raças como Rotties, Malinois e agora Dogues Alemães de linhagens europeias ou da Europa têm uma pequena diferença daquelas criadas na América ou no resto do mundo. Além disso, não há diferença na história dos dinamarqueses europeus e regulares.

Características Físicas

O Dogue Alemão Europeu é um gigante de um cão, com seu tamanho impressionante como marca registrada da raça. Eles são um pouco mais volumosos e mais musculosos do que o seu Dogue Alemão regular. Eles têm um peito profundo e largo e um corpo bem proporcionado.

Além disso, enquanto os dinamarqueses são mais magros, com uma construção mais atlética e um tuck-up (cintura) mais pronunciado, os dinamarqueses europeus têm uma cintura mais grossa com mais volume. Seus flews (lábios superiores) também são maiores.

A cabeça de um Dogue Alemão europeu é grande e quadrada, com um focinho profundo e olhos expressivos. Suas orelhas são tipicamente floppy, mas alguns cortam-nas para ficar ereto, embora a prática esteja ficando menos comum.

Qual o tamanho dos Dogue Alemão?

Os Dogue Alemão podem crescer mais de 32 centímetros de altura no ombro e pesar até 175 a 200 libras. São uma das maiores raças de cães do mundo.

Pelagem & Cor

Esta raça tem uma pelagem curta e grossa que pode vir em uma variedade de cores, incluindo:

No geral, o Dogue Alemão Europeu é uma raça impressionante e imponente que chama a atenção por onde passa. Seu tamanho e força o tornam um excelente cão de guarda, mas sua natureza gentil e personalidade afetuosa o tornam um amado animal de estimação da família também.

Saúde e Expectativa de Vida

Os dinamarqueses europeus são cães moderadamente saudáveis, mas como todas as raças, eles são propensos a certos problemas de saúde. A pesquisa do Dogue Alemão mostra que alguns problemas de saúde a serem observados incluem displasia do quadril, inchaço, doenças cardíacas e certos tipos de câncer.

  • Displasia do quadril é comum em raças grandes como o Dogue Alemão Europeu, com 19% de ocorrência. Aqui, a articulação do quadril não se desenvolve adequadamente e pode levar a artrite e dor.
  • Bloat, também conhecida como torção gástrica, é uma condição com risco de vida onde o estômago torce e pode reter gás e alimentos, levando à falta de fluxo sanguíneo para os órgãos vitais.
  • Cardiopatia incluindo cardiomiopatia dilatada, também é uma preocupação para o Dogue Alemãos. Estudos ligam o MDC a defeitos genéticos aos quais os dinamarqueses são suscetíveis. Problemas cardíacos podem causar insuficiência cardíaca, e os sintomas podem incluir tosse, falta de ar e fadiga.
  • Câncer, incluindo osteossarcoma, um tipo de câncer ósseo.
  • Problemas oculares como entrópio (virada interna da pálpebra), conjuntivite, glaucoma, olho de cereja e catarata.
  • Síndrome de Wobbler: Um distúrbio da coluna vertebral que pode resultar em uma marcha oscilante e problemas neurológicos.
  • Instabilidade Vertebral Cervical (IVC): Uma condição que afeta as vértebras do pescoço, que pode levar a dor e problemas de mobilidade. Eles podem ser mais suscetíveis a esta condição do que os dinamarqueses regulares devido aos seus pescoços mais longos.
  • Condições ortopédicas relacionadas ao crescimento: Os dinamarqueses são suscetíveis a condições como panosteíte e osteocondrite dissecante (TOC), que afetam o desenvolvimento ósseo e articular.
  • Problemas moderados como obesidade, problemas dentários, alergias, infecções de pele e ouvido.

É importante estar ciente dos possíveis problemas de saúde e trabalhar em estreita colaboração com um veterinário para garantir que seu Dogue Alemão permaneça saudável e feliz pelo maior tempo possível.

Expectativa de Vida do Dogue Alemão Europeu

A expectativa de vida de um Dogue Alemão europeu é tipicamente de 8 a 10 anos, com alguns vivendo apenas 6 a 7 anos. Na verdade, eles têm uma das vidas mais curtas do mundo. Suas vidas parecem extremamente curtas, mas é esperado para raças gigantes, já que envelhecem mais rápido do que as menores. É por isso que é vital limitar sua exposição a produtos químicos domésticos, incluindo incenso.

Temperamento e Comportamento do Dogue Alemão Europeu

Os dinamarqueses europeus são conhecidos por seu temperamento gentil e amigável. Eles são leais e afetuosos com seus donos e são conhecidos por serem bons com as crianças. Eles também são protetores de sua família e fazem bons cães de guarda.

No entanto, é essencial notar que os dinamarqueses europeus são uma raça grande e podem ser intimidantes para estranhos. A socialização e o treinamento adequados são essenciais para garantir que eles sejam bem comportados e não se tornem excessivamente agressivos.

Em termos de nível energético, os dinamarqueses europeus são geralmente calmos e descontraídos. Eles gostam de passar tempo com seus donos e se contentam com exercícios moderados. No entanto, eles exigem exercícios diários para manter sua saúde e prevenir a obesidade.

Dogue Alemão Treinamento e Socialização

A formação e a socialização são cruciais para os dinamarqueses europeus. Estes cães são inteligentes e ansiosos para agradar, tornando-os relativamente fáceis de treinar. No entanto, eles também podem ser teimosos e independentes, por isso o treinamento precoce e consistente é essencial.

A socialização desde quando são filhotes também é fundamental para os dinamarqueses europeus. São cães naturalmente amigáveis e bem-humorados, mas podem se tornar tímidos ou agressivos se não forem expostos a uma variedade de pessoas, animais e ambientes desde pequenos.

Quando se trata de treinamento, o reforço positivo é o método mais eficaz para os dinamarqueses europeus. Isso significa recompensar o bom comportamento com mimos, elogios e afeto, em vez de punir o mau comportamento. A coerência também é essencial, uma vez que os dinamarqueses europeus podem rapidamente ficar confusos se receberem sinais contraditórios.

Além do treinamento básico de obediência, os dinamarqueses europeus também podem se destacar em atividades de treinamento avançado, como agilidade, obediência e rastreamento. Essas atividades não apenas fornecem estimulação mental, mas também ajudam a fortalecer o vínculo entre o cão e seu dono.

Dieta e Nutrição

Os dinamarqueses europeus são uma grande raça de cães que requer uma dieta específica para manter sua saúde e bem-estar. Alimentá-los com uma dieta equilibrada e nutritiva é importante para garantir que eles recebam todas as vitaminas e minerais essenciais de que precisam.

Um alimento para cães de alta qualidade formulado especificamente para raças grandes é uma obrigação. Deve ter um alto teor de proteína, com pelo menos 25% de proteína, e um teor moderado de gordura, com cerca de 12-15% de gordura. Isso ajudará a manter sua massa muscular e dar-lhes a energia de que precisam para se manterem ativos.

É importante alimentar estritamente o seu filhote de cachorro com ração para evitar que ele cresça muito rápido. O crescimento acelerado em filhotes de raças gigantes tem sido associado a problemas de desenvolvimento como displasia coxofemoral e osteocondrose.

Pesquisas mostram que também é vital que eles não tenham pouco ou muito cálcio em sua dieta, e o cálcio deve estar sempre na proporção correta com o fósforo, pois isso também pode levar a que os ossos se formem incorretamente.

Além de sua dieta regular, os dinamarqueses europeus podem se beneficiar de suplementos como glucosamina e chondroitin para apoiar a sua saúde articular. É essencial consultar um veterinário antes de dar ao seu cão quaisquer suplementos.

Necessidades de limpeza

Os dinamarqueses têm uma pelagem curta e lisa que requer o mínimo de limpeza. No entanto, a higiene regular ainda é necessária para manter a saúde geral e a aparência.

  • Escovar a pelagem uma ou duas vezes por semana com uma escova de cerdas macias ajudará a remover cabelos soltos, sujeira e detritos. Isso também distribuirá os óleos naturais por toda a pelagem, mantendo-a brilhante e saudável. Uma luva de borracha também pode remover os pelos soltos e massagear a pele.
  • O banho só deve ser feito quando necessário, pois banhos frequentes podem tirar a pelagem de seus óleos naturais. Um shampoo suave para cães deve ser usado, e o cão deve ser cuidadosamente enxaguado para evitar qualquer resíduo.
  • Os dinamarqueses são propensos a infecções de ouvido, por isso é essencial limpar os ouvidos regularmente. Uma bola de algodão ou pano macio umedecido com um limpador de orelha recomendado por um veterinário deve ser usado para limpar suavemente o interior do retalho auricular e do canal auditivo. É importante não inserir nada no canal auditivo, o que pode causar lesões.
  • Escove os dentes pelo menos duas vezes por semana e use uma solução canina sem escova em alguns dias restantes.
  • O corte das unhas também deve ser feito regularmente, pois unhas longas podem causar desconforto e até levar a problemas nas articulações. Um cortador de unhas ou moedor de cachorro pode ser usado, e é importante evitar cortar o rápido (o vaso sanguíneo dentro da unha).

Condições de vida

Os dinamarqueses europeus são cães de grande porte e, como tal, exigem muito espaço para se movimentarem. Eles não são recomendados para morar em apartamento, pois precisam de muito espaço para esticar as pernas e se exercitar. Uma casa com um grande quintal seria a situação ideal para um Dogue Alemão.

Nota: Um grande problema com os Dogues Alemães é quando os donos que os obtêm não levam em conta o tamanho adulto de seu cão. Isso muitas vezes significa que os dinamarqueses precisam ser realocados quando os donos se mudam para casas que não permitem cães grandes ou gigantes. Antes de obter um Dogue Alemão, certifique-se de que você pode levá-los com você sempre que precisar se mudar em anos posteriores.

Reprodução e Filhotes

A criação de dinamarqueses europeus requer cuidadosa consideração e planejamento. É essencial escolher cães saudáveis, temperamentalmente saudáveis e que atendam aos padrões da raça. Os criadores também devem estar cientes de possíveis problemas genéticos de saúde que afetam a raça.

Ao se reproduzir, recomenda-se que tanto a mãe quanto o touro sejam testados para displasia de quadril e outros problemas genéticos de saúde. Isso pode ajudar a reduzir o risco de transmissão dessas condições para os filhotes. Além disso, os criadores devem garantir que ambos os cães tenham bom temperamento e sejam bem socializados.

As ninhadas do Dogue Alemão Europeu normalmente variam de 6 a 8 filhotes, com algumas ninhadas produzindo até 12 filhotes. Os filhotes geralmente nascem com um peso de 1-2 quilos e crescem rapidamente em suas primeiras semanas de vida. Eles requerem nutrição e cuidados adequados para garantir o crescimento e desenvolvimento saudáveis.

Perguntas Frequentes

Qual é a diferença entre os dinamarqueses americanos e europeus?

A principal diferença entre os dinamarqueses americanos e europeus é o seu tamanho e aparência. Os dinamarqueses europeus são tipicamente maiores e têm uma construção mais musculosa. Eles também tendem a ter uma cabeça mais quadrada e um focinho mais grosso em comparação com os dinamarqueses americanos.

Quanto custa um Dogue Alemão europeu?

O custo de um Dogue Alemão Europeu pode variar dependendo do criador e da localização. Em média, um Dogue Alemão europeu pode custar de US$ 1.500 a US$ 5.000 ou mais. É essencial fazer pesquisas e encontrar um criador idôneo para garantir a saúde e o bem-estar do cão.

Qual é o comportamento de um Dogue Alemão europeu?

Os dinamarqueses europeus são conhecidos por sua natureza gentil e afetuosa. Eles são leais e protetores de sua família e podem ser bons com as crianças. No entanto, eles também podem ser teimosos e exigem treinamento e socialização consistentes desde cedo.

Qual é o tempo de vida de um Dogue Alemão europeu?

A vida útil de um Dogue Alemão europeu é tipicamente de cerca de 8-10 anos. No entanto, com o devido cuidado e atenção, alguns dinamarqueses são conhecidos por viverem até 12 anos.

Quais são as cores típicas de um Dogue Alemão europeu?

Os dinamarqueses europeus podem vir em várias cores, incluindo viado, salmoura, preto, azul, arlequim e manto. No entanto, a cor mais comum é o batido com uma máscara preta.

Qual é a altura média de um Dogue Alemão europeu?

A altura média de um Dogue Alemão europeu é de cerca de 30-34 polegadas no ombro. No entanto, alguns dinamarqueses podem atingir até 36 polegadas ou mais.

Considerações Finais

O Dogue Alemão Europeu é um gigante majestoso e gentil que faz um excelente companheiro. Seu tamanho e força podem ser intimidantes, mas sua natureza amorosa e leal os torna uma ótima adição a qualquer família.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.