Home » Animais » Cachorros e Cães » Manto Dogue Alemão: Características e Dicas de Cuidados

Manto Dogue Alemão: Características e Dicas de Cuidados

manto Dogue Alemão

O Dogue Alemão é uma raça marcante de cachorro conhecida por seu tamanho imponente e coloração distinta em preto e branco. Esta raça é uma variação do Dogue Alemão, uma das maiores raças de cães do mundo.

Os Dogue Alemão são muito procurados como animais de estimação devido à sua natureza gentil e personalidades afetuosas. Estes pôneis caninos precisam de atenção especial para suas articulações sensíveis com suplementos, naturais e comerciais, de acordo com o conselho do seu veterinário.

Este padrão de manto é muito apreciado entre os entusiastas do Dogue Alemão e é considerado uma marca registrada da raça. Recorremos a fontes especializadas do Dogue Alemão para lhe dar o melhor guia do Mantle Great Dane e o perfil da raça.

O Que é um Manto Dogue Alemão?

Um Manto Dogue Alemão é uma variação de cor específica da raça Dogue Alemão. Manto refere-se ao padrão de cor preto e branco da pelagem, onde a cor preta cobre a maior parte do corpo, e o branco está presente no peito, pescoço e patas. Este padrão se assemelha a um manto ou manto e parece que o cão tem um cobertor colocado sobre eles.

Os Dogue Alemão são conhecidos por seu temperamento calmo e paciente, tornando-os uma excelente escolha para famílias com crianças. Ainda assim, eles são um desafio para donos novatos que não estão acostumados com um cão tão grande.

Os amantes da raça podem precisar “provar o dinamarquês” de sua casa, já que esses cães provavelmente alcançarão todos os seus balcões e derrubarão as coisas. Este cão difícil de perder é definitivamente irresistível, mas certifique-se de que você está pronto para todas as contas de comida e veterinário que vêm com o tamanho.

Geralmente, os Dogues Alemães são conhecidos como o “Apolo” de todos os cães. A variação do manto só aumenta a aparência real de um dinamarquês. No entanto, enquanto as costas e o branco são a cor de manto mais popular, você também pode encontrar mantos de viado, azul, merle e até mesmo brindle.

No geral, um Dogue Alemão é uma bela e majestosa raça de cachorro com uma impressionante pelagem preta e branca. Eles têm uma personalidade gentil e amigável, tornando-os ótimos animais de estimação da família. Com sua aparência real e construção atlética, eles certamente virarão cabeças onde quer que vão.

O Que é um Dogue Alemão Merle Mantle?

Merle Mantle Great Dane é uma rara combinação de cores da raça Dogue Alemão. Esses cães têm branco no rosto, peito e pescoço, e o “cobertor” é um padrão merle. O gene Merle (M) é responsável por esse padrão de cor, que causa um efeito manchado ou manchado na pelagem.

O padrão merle resulta de um gene dominante que afeta a distribuição de pigmentos na pelagem. Ele causa uma diluição aleatória da cor da base, resultando em um efeito manchado ou manchado. O gene Merle também pode afetar a cor dos olhos, resultando em olhos azuis ou parcialmente azuis.

O que é um Dogue Alemão do Manto Azul?

Um Dogue Alemão do Manto Azul é uma variação de cor específica da raça Dogue Alemão, caracterizada por sua impressionante pelagem azul e branca. Nesta variação, o cão tem principalmente um corpo azul sólido, enquanto o “manto” refere-se a um “cobertor” branco cobrindo o pescoço e os ombros, muitas vezes estendendo-se até o rosto e sobre a cabeça. A pelagem azul deve ser uma cor azul de aço sólida e profunda, sem manchas ou outras cores misturadas.

Em cães, a cor da pelagem azul é essencialmente uma forma diluída de preto. Essa diluição é controlada por um gene específico conhecido como gene da diluição, simbolizado como “D”. Um cão com duas cópias do alelo diluído (dd) terá seu pigmento preto iluminado para uma tonalidade azul-acinzentada. Em contraste, um cão com uma ou duas cópias do alelo “D” dominante exibirá o pigmento preto como está, sem diluição.

Portanto, um cão azul é geneticamente um cão que seria preto, mas herdou duas cópias do gene de diluição, transformando sua pelagem e, às vezes, até mesmo seu nariz e olhos para uma cor azul-acinzentada suave.

Manto vs. Arlequim Dogue Alemão

O Manto Dogue Alemão é um padrão de casaco preto e branco que lembra um cobertor preto sobre o corpo e um peito, pernas e focinho brancos. Este padrão preto pode variar em tamanho e forma e ter um padrão simétrico ou assimétrico.

Por outro lado, o Arlequim Dogue Alemão tem um padrão de pelagem branca com manchas pretas distribuídas aleatoriamente pelo corpo. As manchas pretas podem variar em tamanho e forma e podem ser sólidas ou quebradas. Você pode ler nosso artigo sobre Arlequim Dogue Alemão para saber mais sobre esses caninos.

Adicionalmente, Ambos os padrões de pelagem são propensos a certos problemas de saúde, como displasia do quadril e inchaço. No entanto, os Dogue Alemão do Arlequim são mais suscetíveis à surdez e a problemas de pele do que os Dogue Alemão do Manto.

História e Origens do Manto Dogue Alemão

Acredita-se que o Dogue Alemão tenha se originado na Alemanha, onde a raça Dogue Alemão foi desenvolvida pela primeira vez. A raça foi originalmente usada como um cão de proteção, mas rapidamente se tornou popular como um animal de companhia devido à sua natureza gentil e afetuosa.

Manto Dogue Alemão Genética

O Manto Dogue Alemão é uma coloração específica da raça Dogue Alemão. Um casaco preto com marcas brancas no peito, pescoço e pés caracteriza a coloração do Manto. Essa coloração específica resulta de um conjunto específico de genes transmitidos pelos pais do cão.

Algumas pessoas se referem à coloração do Manto como Boston. A análise genética de Little credita a coloração do manto em preto e branco ao K (gene preto) e à mancha irlandesa (seuseu). No entanto, alguns Dogue Alemão não têm o gene irlandês acima, mas os piebald sp em vez disso.

Manto Merle envolve K/M/seuseu (com o gene Merle como adição). O manto de fawn tem a sequência genética envolvendo o gene fawn (kk), tornando-se (kk/seuseu). A coloração do manto é uma característica recessiva, o que significa que ambos os pais devem carregar o gene para a coloração para seus filhotes herdá-lo.

Manto Dogue Alemão Características Físicas

A construção do Dogue Alemão do Manto é poderosa e elegante. Eles têm um corpo bem musculoso com um peito profundo e largo, dando-lhes uma aparência robusta. Apesar de seu tamanho, eles devem ser equilibrados e não excessivamente pesados.

Eles têm uma cabeça grande e quadrada e focinho bem proporcionado. Suas orelhas naturais são longas e caídas, mas muitas pessoas as cortam, embora não sejam necessárias. Seus olhos grandes e expressivos lhes dão uma expressão calorosa e amigável, e seu nariz pode ser claro ou escuro, dependendo da pelagem.

Manto Dogue Alemão tem uma aparência distinta, com casacos pretos e marcas brancas. As marcas brancas no peito, pescoço e pés são chamadas de “marcas do manto”, que é onde a raça recebe seu nome.

Qual o tamanho do Manto Dogue Alemão?

Manto Dogues Alemães são gigantes que caminham entre cães. Eles ficam de 28 a 34 polegadas (71 a 86 cm) no ombro e podem pesar entre 140 a 175 libras (64 a 79 kg) ou mais, com os machos geralmente sendo maiores do que as fêmeas.

Comportamento e Temperamento

Comportamento Geral

Os Dogue Alemão são conhecidos por seu comportamento calmo e gentil. Eles são tipicamente bem-comportados, amorosos, leais, inteligentes, moderadamente brincalhões e amigáveis. Esses cães são gigantes gentis porque suas naturezas simpáticas e afetuosas brilham através de seu tamanho imponente.

Os Dogue Alemão são uma raça grande, exigindo muito exercício para mantê-los saudáveis e felizes. Eles gostam de fazer longas caminhadas e brincar em espaços abertos. Proporcionar-lhes espaço suficiente para se movimentarem e brincarem é importante.

Esses cães podem ser protetores de seus donos, o que às vezes pode levar a um comportamento agressivo em relação a estranhos. Treiná-los para serem calmos e bem comportados em situações sociais e sempre supervisioná-los em torno de pessoas ou animais desconhecidos é importante.

Interação com Humanos e Outros Animais

Os Dogues Alemão são geralmente amigáveis e sociáveis com humanos e outros animais. Eles são conhecidos por serem bons com crianças e outros animais de estimação. No entanto, não os deixe sozinhos com as crianças para evitar acidentes. É importante socializá-los adequadamente desde cedo para garantir que estejam confortáveis perto de outros animais.

Manto Dogue Alemão Saúde e Expectativa de Vida

Problemas comuns de saúde

Como todos os cães, os Dogues Alemães são propensos a certos problemas de saúde que os especialistas estudaram exaustivamente. Alguns dos problemas de saúde mais comuns que afetam os Dogue Alemão incluir:

  • Displasia do quadril: O quadril e a articulação não se conectam corretamente.
  • Bloat (torção gástrica): O inchaço faz com que o estômago se torça sobre si mesmo. Estudos mostram que 37% a 42% de todos os Dogue Alemão podem experimentar essa condição em algum momento.
  • Cardiomiopatia Dilatada (CMD): Os Dogue Alemão têm grandes corações, figurativamente e alguns literalmente. Esta condição onde o coração está aumentado pode levar à insuficiência cardíaca.
  • Câncer: Os Dogue Alemão do manto são altamente suscetíveis ao osteossarcoma (câncer ósseo) devido ao seu rápido crescimento ósseo.
  • Síndrome de Wobbler: Condição neurológica que afeta a coluna vertebral de um cão na região do pescoço. Cerca de 4,2% dos Dogue Alemão têm síndrome de wobbler, só superada pelos Dobermans em 5,5%.
  • Hipotiroidismo.
  • Problemas oculares como entrópio (virada interna da pálpebra), conjuntivite, glaucoma, olho de cereja e catarata.
  • Problemas moderados como obesidade, problemas dentários, alergias, infecções de pele e ouvido.

Quanto Tempo Vivem os Manto Dogue Alemão?

A expectativa de vida de um Manto Dogue Alemão é tipicamente mais curta do que a de raças de cães menores. Em média, os Dogue Alemão vivem de 6 a 8 anos. No entanto, com os devidos cuidados e atenção à sua saúde, alguns Dogue Alemão manto são conhecidos por viverem até 10 anos ou mais.

Cuidados e Manutenção

Necessidades Dietéticas

Os Dogue Alemão exigem uma dieta equilibrada que atenda às suas necessidades nutricionais. Os filhotes devem ser alimentados com refeições pequenas e frequentes ao longo do dia, enquanto os cães adultos devem ser alimentados de 3 a 4 vezes ao dia para evitar inchaço.

Certifique-se de alimentar estritamente apenas ração para filhotes de cachorro para o seu filhote de Dogue Alemão do Manto. Isso ocorre porque pesquisas mostram que alimentar um filhote de cachorro de raça gigante faz com que eles cresçam muito rápido e desenvolvam problemas articulares e ósseos mais tarde.

Requisitos do exercício

Os Dogue Alemão são uma raça grande e requerem exercícios regulares por cerca de uma hora diariamente para manter sua saúde física e mental. O exercício deve ser de baixo impacto para evitar tensão em seus corações e articulações. Um bom exercício para os Dogue Alemão são caminhadas e natação. Os donos devem evitar o excesso de exercícios com os Dogues Alemães, especialmente quando são filhotes, pois isso pode causar problemas nas articulações.

Além do exercício físico, os Dogue Alemão também necessitam de estimulação mental. Os proprietários devem fornecer-lhes brinquedos e quebra-cabeças para manter suas mentes ativas. O treinamento e a socialização também são importantes para prevenir problemas comportamentais.

Treinando um Dogue Alemão Manto

Dicas de treinamento

Os Dogue Alemão são inteligentes e ansiosos para agradar, tornando-os relativamente fáceis de treinar. No entanto, eles também podem ser teimosos e fortes, por isso é importante começar a treinar cedo e ser consistente com sua abordagem.

Aqui estão algumas dicas para treinar seu Manto Dogue Alemão:

  • Comece com comandos básicos de obediência como “sente-se”, “fique” e “venha”. Use técnicas de reforço positivo como guloseimas e elogios para incentivar o bom comportamento.
  • Socialize seu Manto Dogue Alemão cedo e com frequência. Expô-los a diferentes pessoas, animais e ambientes para ajudá-los a se tornarem bem ajustados e confiantes.
  • Use uma mão firme, mas gentil, ao treinar seu Manto Dogue Alemão. Evite usar castigos físicos ou métodos de treinamento severos, pois isso pode prejudicar o vínculo entre você e seu cão.
  • Seja paciente e persistente. Mesmo que os Dogue Alemão levem tempo para aprender alguns comandos, eles acabarão pegando com repetição e prática suficientes.

Desafios comuns

Embora os Dogue Alemão sejam geralmente fáceis de treinar, existem alguns desafios que você pode encontrar ao longo do caminho. Aqui estão alguns problemas comuns e como resolvê-los:

  • Ansiedade de separação: Os Dogue Alemão são propensos à ansiedade de separação, que pode levar a um comportamento destrutivo quando deixados sozinhos. Para evitar isso, acostume gradualmente seu cão a ficar sozinho, deixando-o por curtos períodos e aumentando gradualmente o tempo.
  • Puxando a coleira: Os Dogues Alemães são cães fortes e podem puxar a coleira ao caminhar. Use um arnês de clipe frontal ou colarinho de cabeça para lhe dar mais controle e desencorajar a puxada. Recompense seu cão por andar calmamente na coleira.
  • Pulando para cima: Manto Great DaO NES pode ser propenso a saltar para cima das pessoas, o que pode ser intimidante devido ao seu tamanho. Ensine seu cão a “sentar” ou “descer” em vez de pular para cima, e recompense-o pelo bom comportamento.

No geral, treinar um Dogue Alemão requer paciência, consistência e reforço positivo. Você pode ajudar seu cão a se tornar um companheiro bem comportado e obediente com a abordagem certa.

Considerações Finais

O Dogue Alemão é uma raça majestosa e impressionante que certamente virará cabeças por onde passar. Sua impressionante pelagem preta e branca e sua natureza gentil o tornam um excelente animal de estimação da família e companheiro leal. Embora possam ser grandes, esses cães são conhecidos por seu comportamento calmo e paciente.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.