Home » Animais » Cachorros e Cães » O Chi-poo: Uma Mistura de Poodle e Adorável Chihuahua

O Chi-poo: Uma Mistura de Poodle e Adorável Chihuahua

dreamstime_m_

A raça relativamente nova, o Chi-Poo, pode combinar as melhores características de suas raças parentais, o Chihuahua e o Poodle. Isso resulta em um companheiro canino cativante que captura o coração dos entusiastas de cães em todo o mundo

Se você está pensando em obter um Chi-poo, é importante saber que essas adoráveis misturas de Poodle Chihuahua exigem cuidados dentários especiais. Devido à sua composição genética, eles são propensos a problemas dentários. Mas não se preocupe! Com enxaguantes bucais regulares e higiene dental adequada, você pode manter o sorriso do seu Chi-poo saudável e brilhante.

Vamos mergulhar no mundo dos Chi-poos e explorar o que os torna tão adoráveis e amáveis! Manual Chipoo de George Hoppendale aconselha este artigo para lhe dar um guia aprofundado sobre a raça.

O Que é um Chi-poo?

Um Chi-poo, também conhecido como uma mistura de Poodle Chihuahua, é uma raça mista de cães resultante do cruzamento de um Poodle e um Chihuahua. Estes cães pequenos e encantadores herdam características de ambas as raças parentais, criando um companheiro único e delicioso. Com sua aparência adorável, natureza amigável e inteligência, os Chi-poos ganharam popularidade.

Como muitas outras misturas de Poodle, como Doxiepoos, Mini Goldendoodles e Corgipoos, Chi-poos provavelmente terá uma pelagem antialérgica. Seus casacos baixos são muito procurados, e seus tamanhos pequenos os tornam amigáveis para apartamentos.

A História do Chi-poo

Chi poos têm uma história entrelaçada com suas raças parentais e o desenvolvimento mais amplo de cães de designer ou mistos, como as populares misturas “doodle”.

A História do Chihuahua

Acredita-se que o Chihuahua, conhecido por seu pequeno tamanho e grande personalidade, tenha se originado no México. As origens exatas da raça são um tanto misteriosas, mas é nomeado após o estado mexicano de Chihuahua.

As antigas civilizações do México, incluindo os astecas e toltecas, valorizavam muito esses pequenos cães. Acreditava-se que os chihuahuas possuíam qualidades sagradas e eram usados em cerimônias religiosas. Os antigos Techichi acreditavam ser mais próximos dos Chihuahuas, foram refinados pelos astecas e mais tarde pelos criadores modernos.

Durante o século 19, Chihuahuas foram descobertos por turistas e trazidos para os Estados Unidos. A raça ganhou popularidade, especialmente depois de ser preferida por celebridades e socialites. Hoje, os chihuahuas são apreciados como companheiros adoráveis e são uma das raças de cães mais reconhecidas em todo o mundo.

A História do Poodle Miniatura

Poodles têm uma longa história que remonta aos tempos antigos. Acredita-se que os Poodles padrão tenham se originado na Alemanha no século 15 como cães de recuperação.

No entanto, as variedades Toy e Miniature, que são as frequentemente usadas na criação de Chi-poo, têm origens distintas.

O Poodle Miniatura foi desenvolvido na França nos anos 1700 ou 1800 criando seletivamente Poodles menores para criar uma versão compacta da raça. O Poodle de Brinquedo seguiu de perto na década de 1900 como o menor Poodle formalmente reconhecido. No entanto, alguns criadores afirmam criar Teacup Poodles.

Características Físicas do Chi-poo

O Chi-poo, sendo uma mistura das raças Chihuahua e Poodle, exibe várias características físicas que combinam características de ambas as raças parentais. Vamos explorar como um Chi-poo normalmente se parece, incluindo seus tipos de pelagem, cores e tamanho.

Como são os Chi-poo?

Chi-poo são cães de pequeno porte com corpos compactos e bem proporcionados. Um Chi-poo provavelmente irá lembrá-lo de um Chihuahua, mas com uma penugem de ursinho de pelúcia de Poodle, ou apenas um casaco um pouco mais longo. Mas alguns podem se parecer um pouco mais com um pequeno Poodle em vez de um Chihuahua.

Eles têm principalmente uma forma de cabeça arredondada que se assemelha ao Chihuahua. Suas orelhas podem ser flácidas e emplumadas como um Poodle ou mais eretas como as de um Chihuahua. O focinho pode ser de comprimento médio e pode ter uma leve mordida, semelhante a um Chihuahua.

Tipos de pelagem

A pelagem de um Chi-poo pode variar dependendo das características herdadas das raças Chihuahua e Poodle. Existem tipicamente três tipos principais de casacos Chi-poo:

  1. Casaco Cacheado/Ondulado: Este tipo de pelagem é semelhante ao Poodle. É denso, encaracolado ou ondulado e tem uma qualidade antialérgica, tornando-o adequado para indivíduos com alergias. Você também receberá este casaco com mais frequência se o pai Chi for um Chihuahua de cabelos longos. Cuidados regulares e cortes profissionais ocasionais são necessários para manter este casaco.
  2. Casaco Curto: Alguns Chi-poos herdam a pelagem curta e lisa característica dos Chihuahuas. Este tipo de pelagem é de baixa manutenção e requer cuidados mínimos, como escovação ocasional, para mantê-lo limpo e arrumado.
  3. Combinação de Casaco: Em alguns casos, Chi-poos pode ter uma mistura de cabelo crespo / ondulado semelhante a Poodle e cabelo curto semelhante a Chihuahua. Esses indivíduos podem necessitar de cuidados moderados, incluindo escovação e cortes ocasionais.

Cores: Chi-poos vêm em uma ampla gama de cores de pelagem, e ambas as raças parentais podem influenciar sua coloração. As cores comuns incluem:

  • Nata
  • Branco
  • Preto
  • Marrom
  • Bronzear
  • Chocolate
  • Prata
  • Parti-color (combinações de duas ou mais cores)

A cor e o padrão de cada pelagem do Chi-poo podem ser únicos, aumentando seu charme e individualidade geral.

Qual o Tamanho dos Chi-poo?

Quanto ao tamanho de um Chi-poo adulto, pode variar dependendo do tamanho do pai Poodle usado no processo de reprodução.

Geralmente, os Chi-poos se enquadram na faixa de tamanho pequeno. Em média, um Chi-poo adulto tem entre 6 a 12 polegadas (15 a 30 cm) de altura no ombro e pesa cerca de 5 a 15 libras (2 a 7 kg). No entanto, alguns Chi-poos podem ser menores ou maiores, dependendo de sua composição genética.

Chi-poo emperamento, Personalidade, Inteligência e Treinabilidade

Como os Chi-Poos se comportam?

Os chipoodles são conhecidos por suas personalidades animadas, descoladas e divertidas. Esses caninos são afetuosos, sociais, enérgicos, leais, corajosos, curiosos e inteligentes. Eles prosperam em sua atenção e se sentem completos quando são a estrela da sala.

Eles anseiam por companheirismo humano e amam fazer parte das atividades de sua família. Esses cães geralmente formam laços fortes com seus donos e gostam de se aconchegar ou sentar em seus colos.

Chi-poos tendem a ser protetores e podem exibir algumas características de seu pai Chihuahua. Um dos comportamentos Chihuahua mais distintos que eles podem herdar é o medo, resultando no conhecido tremor Chihuahua. Um estudo sobre o medo canino mostrou que Chihuahuas foi o mais bem classificado em medo, enquanto Pembroke Corgis ficou em posição mais baixa.

Inteligência

Chi-poos são geralmente cães inteligentes, herdando essa característica de sua linhagem Poodle (o Chihuahua é tipicamente um pouco abaixo da média em inteligência de trabalho). Eles aprendem rápido e gostam de estimulação mental como tapetes de rapé. Essa inteligência os torna receptivos ao treinamento e permite que eles peguem comandos e truques com relativa facilidade.

Treinabilidade

Devido à sua insinuaçãoÁvido por agradar, os Chi-poos são cães tipicamente treináveis. Mas eles não têm longos períodos de atenção e não se dão bem com muitas correções. Métodos de reforço positivo funcionam melhor com eles, como o uso de guloseimas, elogios e recompensas para comportamentos desejados.

A socialização precoce e o treinamento de obediência são importantes para ajudar os Chi-poos a desenvolver boas maneiras e se tornarem caninos confiantes. Vale a pena notar que Chi-poos pode exibir uma teimosia às vezes, então paciência e consistência no treinamento são fundamentais.

Compatibilidade com Famílias e Crianças

Chi-poos pode fazer grandes animais de estimação da família. Eles geralmente são bons com crianças, especialmente quando são criados e socializados com eles desde cedo. No entanto, devido ao seu pequeno tamanho, é importante supervisionar as interações entre Chi-poos e crianças pequenas para evitar lesões acidentais.

Cuidados gerais para o seu Chi-poo: Exercício, dieta e tosa

Cuidar do seu Chi-poo envolve atender às suas necessidades de exercícios, fornecer uma dieta equilibrada e manter suas necessidades de limpeza. Vamos nos aprofundar nesses aspectos para garantir que seu Chi-poo permaneça saudável e feliz.

Necessidades de exercícios

Busque pelo menos 30 minutos a uma hora de exercício diário, mas ajuste-o com base nos níveis de energia e tamanho individuais do seu Chi-poo. Sempre supervisioná-los durante as atividades ao ar livre para garantir sua segurança.

Necessidades Dietéticas

Alimentar o seu Chi-poo com uma dieta equilibrada que é mais rica em proteína (pelo menos 25%). Escolha ração para cães de alta qualidade que seja apropriada para seu tamanho, idade e nível de atividade.

Seu tamanho Chihuahua torna essas misturas suscetíveis a problemas estomacais se comerem dietas cheias de enchimentos, subprodutos e produtos químicos. Procure alimentá-los de 3 a 4 vezes ao dia, pois são suscetíveis à hipoglicemia (pressão arterial baixa).

Requisitos de aliciamento

As necessidades de tosa para Chi-poos podem variar de acordo com o tipo de pelagem e comprimento. Aqui estão algumas diretrizes gerais:

  1. Manutenção do Casaco: Se o seu Chi-poo tem uma pelagem crespo/ondulada parecida com o Poodle, a escovação regular é necessária para evitar o acasalamento. Procure escovar pelo menos duas a três vezes por semana.
  2. A higiene profissional a cada seis a oito semanas pode ajudar a manter a saúde e a aparência do casaco. Se o seu Chi-poo tem uma pelagem curta parecida com a Chihuahua, escovações ocasionais para remover pelos soltos e manter a pelagem limpa são suficientes.
  3. Banho: Chi-poos geralmente requerem banho a cada três a quatro semanas ou conforme necessário. Use um shampoo e condicionador suave para cães especificamente formulado para o seu tipo de pelagem. Certifique-se de secá-los completamente após o banho para evitar irritação da pele.
  4. Cuidados com os ouvidos: Verifique os ouvidos do seu Chi-poo regularmente em busca de sinais de infecção, vermelhidão ou acúmulo de cera. Limpe os ouvidos com um limpador de ouvido recomendado por um veterinário para evitar infecções. Evite usar cotonetes, pois eles podem causar lesões.
  5. Assistência Odontológica: Como mencionado anteriormente, Chi-poos são propensos a problemas dentários. Estabeleça uma rotina de cuidados odontológicos escovando os dentes regularmente com creme dental amigo do cão ou usando enxaguante bucal. Além disso, forneça mastigadores ou brinquedos dentários que promovam a saúde dental.
  6. Corte de Unhas: Corte as unhas do seu Chi-poo regularmente com cortadores de cachorro para evitar que elas fiquem muito longas e causem desconforto. Se você não tem certeza sobre o corte das unhas, procure um tosador profissional ou assistência veterinária.

Convivência com outros animais: Chi-poos podem se dar bem com outros animais quando devidamente socializados desde cedo. No entanto, sua compatibilidade com outros animais, como cães ou gatos, depende do temperamento individual e da socialização.

Problemas comuns de saúde do Chi-poo: Cuidando do bem-estar do seu Chi-poo

Como qualquer outra raça ou mistura de cães, Chi-poos pode ser propenso a problemas de saúde específicos. Embora os Chi-poos individuais possam variar, é importante saber sobre problemas de saúde comuns que podem afetá-los. Aqui estão alguns problemas de saúde que Chi-poos podem ser suscetíveis a:

  1. Problemas dentários: Problemas dentários, como cárie, doença gengival e perda dentária precoce, são comuns no Chi-poos devido à sua predisposição genética.
  2. Luxação Patelar: Chi-poos às vezes pode desenvolver luxação patelar, que é uma condição em que a rótula se desloca temporariamente. Pode causar claudicação ou claudicação. Exercício regular e manter um peso saudável pode ajudar a reduzir o risco desta condição.
  3. Problemas oculares: Alguns Chi-poos podem ser propensos a vários problemas oculares, incluindo catarata, atrofia progressiva da retina (APR) e olho seco.
  4. Hipoglicemia: Devido ao seu pequeno tamanhoe, Chi-poos pode ser propenso a hipoglicemia (baixo açúcar no sangue), especialmente quando filhotes.
  5. Alergias: Como ambas as raças parentais, Chi-poos pode ser suscetível a alergias, incluindo alergias alimentares e alergias ambientais.
  6. Traqueia em colapso: Chi Poos pode herdar uma traqueia fraca, levando a uma condição conhecida como colapso da traqueia, causando tosse e chiado.
  7. Shunt portossistêmico ou hepático: Fluxo sanguíneo anormal no fígado.
  8. Problemas cardíacos: Sopros cardíacos, insuficiência cardíaca congestiva (ICC) ou valvopatia mitral.
  9. Legg-Calve-Perthes Doença: Degeneração da articulação do quadril, levando a dor e claudicação.
  10. Hidrocefalia: Excesso de líquido cefalorraquidiano no cérebro.

Você também precisa se certificar de que seu Chi-poo recebe suas vacinas para doenças contagiosas, como tosse do canil.

Casa ideal para um Chi-poo

  1. Pessoas que moram em apartamentos ou espaços pequenos
  2. Famílias alérgicas, uma vez que são mais antialérgicas do que outras raças (mas tenha em mente que nem todas as misturas de Poodle Chihuahua são hipoalergênicas)
  3. Adultos supervisionando Chipoodles ao redor de crianças
  4. Horários regulares, pois são propensos à ansiedade de separação
  5. Pessoas com um estilo de vida levemente ativo

Considerações Finais

O temperamento do Chi-poo combina a natureza afetuosa do Chihuahua com a inteligência e a jovialidade do Poodle. Esses cães são amorosos, animados e inteligentes, tornando-os companheiros deliciosos. Com treinamento, socialização e exercícios adequados, os Chi-poos podem prosperar em um ambiente doméstico amoroso e trazer alegria para seus donos com suas personalidades cativantes e vontade de agradar.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.