Home » Animais » Célula Vegetal

Célula Vegetal

Um corpo vegetal é um ser orgânico que se desenvolve sem mudar de lugar por sua vontade. O célula vegetal É uma unidade básica, anatômica e fisiológica de um organismo vegetal. Consequentemente, este tipo de organismo é constituído por células vegetais, do tipo eucariótico, cujo núcleo é limitado por uma membrana. A fotossíntese ocorre nas células vegetais, um processo significativo na natureza em que o oxigênio tão necessário para a respiração do ser humano é liberado. Os vegetais são capazes de simplificar sua alimentação por meio desse processo.

Célula vegetal

Partes de Células Vegetais

A célula vegetal é complexa e composta por diferentes elementos, entre os quais se destacam:

  • Testemunho: É o centro da célula e carrega a informação genética, estando nos membros da mesma espécie, o mesmo número de cromossomos.
  • Membrana nuclear: É uma fina camada semipermeável de lipídios com poros que regula o acesso e a saída de material para o núcleo da célula.
  • Plasma ou membrana celular: É a camada externa que envolve toda a célula. Nele reinam lipídios e proteínas e sua superfície exibe pequenos orifícios que servem de troca entre a célula e o exterior.
  • Parede celular: É a estrutura rígida que dá forma à célula, composta principalmente de celulose, e sua função é proteger a membrana plasmática. Todas as células vegetais possuem parede celular, mas existem outros organismos que também a possuem, como fungos e alguns protistas. As células animais e quase todos os protistas não a possuem.
  • Citoplasma: É a matéria entre a membrana plasmática e o núcleo, contém o citosol e as organelas da célula. É coberto por uma película fina.
  • Organelas ou organelas: Na biologia celular são as diferentes estruturas contidas no citoplasma das células eucarióticas. As células procarióticas não possuem a maioria das organelas. Entre eles estão: Retículo endoplasmático: É o sistema de membranas que envolve o núcleo e no qual se realiza a síntese de algumas substâncias. Aparelho de Golgi: é um aglomerado de sacos achatados dispostos juntos, que envia substâncias através da membrana plasmática. Cloroplastos: São as organelas mais especiais da célula vegetal porque realizam a fotossíntese. Eles têm um pigmento verde chamado clorofila que dá a cor verde característica às plantas. Ribossomos: Eles são compostos de proteínas e RNA ribossômico. A síntese de proteínas é administrada aqui. vacúolos: É uma organela de tamanho considerável cercada por uma membrana que quase todas as células vegetais possuem. Contém líquido e é devido a eles que o tecido das plantas permanece rígido. Eles também têm a função de transportar e armazenar nutrientes, água e resíduos. mitocôndria: É coberto por duas membranas, mostrando sulcos em sua membrana interna. A respiração celular ocorre aqui e o trifosfato de adenosina (ATP) é produzido.

Funções das Células Vegetais

A célula vegetal, como substância viva, desempenha várias funções, incluindo: nutrição, movimento e reprodução.

  • Nutrição: O tipo de nutrição das células vegetais é chamado de fotossíntese ou alimentação autotrófica, elas sintetizam seus alimentos usando luz solar, água e minerais que absorvem da terra e dióxido de carbono do ar. A fotossíntese é realizada tomando 6CO2 e combinando-o com 6H2O + luz, convertendo matéria inorgânica em glicose (6H12O6) liberando oxigênio (6O2). Este tipo de alimentação ocorre nos cloroplastos.
  • Movimento: Dentro do protoplasma da célula existem correntes circulares chamadas ciclose. Ao observar as células de plantas aquáticas, como a Elodea, é fácil ver o movimento dos cloroplastos em direção à luz. As células reprodutivas de algas, musgos e samambaias se movem na água no momento da reprodução.
  • Reprodução: A célula vegetal pode se reproduzir por processos que dão origem a células iguais aos pais. É assim que você tem: Divisão direta ou bipartição celular: Ocorre em alguns organismos, como algas unicelulares verde-azuladas, bactérias e outros. O material genético é isolado e uma constrição se forma no meio do citoplasma, dando origem a duas células. Geminação: Novos organismos se desenvolvem a partir de brotos ou brotos do pai. É característico de leveduras e plantas unicelulares. O núcleo se divide uma ou mais vezes e os fragmentos aderem à periferia, envolvendo-se no citoplasma e causando protuberâncias que permanecem presas à célula que lhes deu origem. esporulação: É frequente em bolores do gênero Penicillium, Aspergillius e outros. O núcleo da célula vegetal é dividido em membrana celular; o plasma nuclear é compartilhado entre eles e as partes assim formadas se separam em uma célula ou esporo independente, que, quando a membrana celular se divide, é liberada para o exterior. Mitose: É outro tipo de reprodução da célula vegetal usual nas células das plantas mais evoluídas. Nele se distinguem várias fases: Prófase. Metáfase Anáfase Telófase. meiose: A meiose é um par de divisões celulares em que o número de cromossomos diminui pela metade, de modo que os gametas recebem apenas metade dos cromossomos da célula vegetal mãe ou zigoto.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.