Home » Animais » Coiote

Coiote

Os cientistas chamaram esse animal de Canis latrans, que significa cachorro latindo. Devido à sua aparência, alguns tendem a confundi-lo com lobos ou cães domésticos, mas existem características que o diferenciam dessas espécies. A chave para distingui-los está na esbelteza de seu corpo e na intensa cor amarela de seus olhos. O coiote é um mamífero carnívoro da família Canidae que, devido à sua velocidade de corrida (65 km/h), é considerado um dos caçadores mais ágeis.

Coiote

Vive na América Central, América do Norte e América do Sul, mas curiosamente evita áreas habitadas por lobos, pois constituem uma forte ameaça para eles. O urso, a águia e o puma são adicionados à sua lista de predadores.

É impressionante que o coiote tenha ampliado seu habitat, mostrando uma incrível capacidade de adaptação. Por exemplo, na cidade de Los Angeles (EUA), eles podem subsistir comendo lixo, pássaros domésticos ou comida de cachorro.

Características do Coiote

O coiote tem visão e olfato muito aguçados. Mede cerca de um metro de comprimento. Seu peso varia de acordo com o sexo. A do macho geralmente varia entre 8 e 20 kg, e a das fêmeas entre 7 e 18 kg. Suas orelhas e focinho são longos, e sua cauda larga e fofa excede 30 centímetros.

A aparência do coiote pode ser confusa, pois embora ele seja saudável e em boas condições, ele parece um pouco esquelético. É uma espécie digitígrada, ou seja, depende apenas dos dedos para se movimentar.

As cores de sua pele diferem, dependendo da área em que habitam. Por esta razão, podem ser encontrados exemplares com peles brancas, laranja, castanhas, acinzentadas, acobreadas ou pretas.

Seu pescoço e barriga são brancos, e os lados da cabeça, focinho, pernas e membros anteriores são marrom-avermelhados. Quem mora no norte costuma ter uma pelagem mais longa e áspera, com nuances pretas no dorso, enquanto os habitantes de regiões desérticas têm pelos mais curtos e menos densos.

Diz-se que o coiote perde o pelo uma vez por ano, entre maio e junho.

Alimentação de coiote

O coiote tem uma dieta onívora (animais e plantas), o que lhe permitiu adaptar-se a outros territórios. Algumas de suas presas incluem coelhos, víboras, pássaros, roedores, ovelhas, veados, galinhas, gado e peixes.

Quase todo o seu “cardápio” é composto por carnes. No entanto, também come ervas, peras, maçãs ou amoras. Você pode caçar a qualquer hora, mas prefira fazê-lo tarde da noite.

A comunidade científica revelou que o coiote “arma” a equipe com o texugo para caçar. Ele usa seu olfato desenvolvido para localizar o animal, enquanto seu “parceiro” cava o covil com a ajuda de suas garras. Eles dividem o trabalho porque o canino acaba com a presa, que ele então compartilha com seu parceiro.

Características do Coiote, alimentação, habitat, reprodução, informação

Habitat do coiote

Pacotes de coiotes podem ser encontrados em terra Canadense, Americano e Mexicano. Também na região central da América, especificamente em solos guatemaltecos, salvadorenhos, hondurenhos, nicaraguenses, costarriquenhos e panamenhos. Da mesma forma, coiotes foram observados em solo colombiano.

Antigamente eles eram encontrados exclusivamente em áreas desérticas ou em campos. Agora eles se dispersaram por áreas arborizadas, montanhas, pântanos ou terras dedicadas ao cultivo.

O coiote pode se adaptar a climas frios ou quentes. Eles tendem a se esconder em suas tocas, onde a fêmea se protege até ter seus filhotes.

Comportamento

O coiote marca seu território usando sua urina, que tem um cheiro forte. É organizado em matilhas com coiotes reprodutores, sempre respeitando a estrita hierarquia interna. Os coiotes reprodutores e seus filhotes dominam o resto. São animais monogâmicos, eu expectativa de vida é de cerca de 14 anos.

Reprodução de coiote

O coiote conquista as fêmeas por dois ou três meses. Se retribuir, eles começam a acasalar. Geralmente acontece no início de fevereiro. É comum formar híbridos com cães e lobos.

A fêmea completa um período de gestação que excede 60 dias, e deu à luz uma ninhada de meia dúzia de cachorros.

Os pequenos coiotes são alimentados pela dupla e até pelos irmãos mais velhos que permanecem na matilha. Eles geralmente têm lutas ásperas, mas inofensivas.

Dez semanas após o nascimento, os pequenos coiotes saem da toca pela primeira vez para se socializar. Cerca de 15 dias depois, os coiotes adultos treinam os jovens para caçar. Após nove meses, eles estão prontos para serem emancipados. Normalmente, eles formam seu próprio grupo a 16 km da “casa” paterna. No entanto, alguns jovens optam por ficar com o rebanho. Com um ano de idade eles estão prontos para acasalar.

O coiote

Curiosidades

Graças ao seu olfato poderoso, o coiote é capaz de localizar pequenos animais, mesmo escondidos sob a neve. Ele caça roedores e os deixa vivos, para que seus filhotes aprendam a caçar. É tão inteligente que engana várias espécies, inclusive pássaros.

Os humanos não são muito amigáveis ​​com os coiotes, pois tendem a ser transmissores de patologias como a raiva. Além disso, eles atacam o gado e danificam as plantações. Em contrapartida, são animais que desempenham um papel vital no controle de pragas e roedores.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.