Home » Animais » Corvina

Corvina

Divulgue para seus amigos e seguidores!

O que corvina um peixe de cor branca que vive em águas salgadas, linhagem Sciaenidae, é conhecido cientificamente argyrosomus regius. Também recebe outros nomes comuns como andeja, reig, maigre ou meager. Corresponde à ordem perciforme, semelhante ao poleiro e possui esqueleto ósseo.

corvina

CARACTERÍSTICAS da Corvina

A corvina tem um corpo aerado, comprimido e alongado, com um tom cinza prateado que escurece na parte superior. Possui barbatanas dorsais de tom vermelho chumbo. É curvilíneo em sua parte dorsal ou superior e reto na parte abdominal ou inferior.

A união entre o corpo e a nadadeira caudal é reduzida e depois se abre na nadadeira e forma nela uma espécie de leque. Esta barbatana é larga e está em movimento contínuo.

Com escamas grandes e boca larga, que serve de refúgio para seus filhotes quando percebe alguma ameaça. Mostra linhas de dentes não muito visíveis, mas nítidas. Quanto aos olhos, estes são grandes e estão bastante próximos do perfil dorsal da cabeça.

De acordo com sua casta, varia consideravelmente em tamanho e peso, variando de 1 kg a 50 kg e de 30 cm a 2 metros de comprimento. Está localizado em cavidades de 15 a 300 mquer nas costas, como os estuários salgados, quer nos fundos lamacentos e arenosos.

TIPOS de Corvina

Existem vários gêneros de corvina que residem em uma pluralidade de águas, sendo os mais conhecidos os seguintes:

  • Micropogonias furnieri ou corvina listrada: Eles estão nas águas subtropicais do Atlântico, áreas costeiras e estuários. É uma variedade comestível muito procurada.
  • Sciaena umbra ou corvina preta: Essa variedade também é conhecida como corvallo, não ultrapassa os 4 quilos e se movimenta em áreas não tão profundas, 5 e 15 m. Possui uma certa peculiaridade em sua boca, que é levemente inclinada para baixo.
  • Otolithesruber ou corvina de tigre: É encontrado em lugares tropicais e subtropicais no Oceano Índico e no Pacífico Oriental.
  • Scianeagilberti ou corvina pampera: Também é conhecida como corvina peruana. Ele vive em águas quentes do sudeste do Pacífico. Prefere costas baixas e fundos rochosos.

A captura dessas espécies ocorre durante todo o ano utilizando técnicas como corrico (arrasto de engrenagens). É também uma espécie muito apreciada na pesca desportiva.

REPRODUÇÃO

A corvina tem sua época de reprodução durante a primavera e o verão, entre os meses de abril e julho. Coloca seus ovos em estuários e lagoas na costa. Eles emitem sons semelhantes ao ronco para trazer os organismos de sua espécie a um local comum para a desova. Eles geralmente se reúnem perto da costa.

HABITAT

A corvina habita o Atlântico Noroeste e o Mar Mediterrâneo. em fundos de 15 a 200 m de profundidade. É um peixe migratório que se alimenta de peixes e crustáceos. Vive indistintamente em águas salgadas ou doces, em áreas arenosas ou lamacentas ou em prados de ervas marinhas.

Também pode ser encontrado em estuários e lagoas costeiras, espécimes jovens costumam habitar água doce. É um animal com tendências erráticas e famintas que se move em cardumes de poucos organismos.

A corvina é eurihalina, ou o que dá no mesmo, são capazes de viver em águas com alta concentração de sal. Eles conseguem fazer isso sem que seu metabolismo seja afetado. No entanto, os jovens preferem baixos níveis de sal e áreas de vegetação abundante.

ALIMENTANDO

A corvina caracteriza-se por ser um peixe muito voraz. Ele persegue sua presa, trazendo-a para a superfície onde a captura. Sua alimentação é principalmente carnívora, consome pequenos peixes como crustáceos, mugilídeos, vermes e clupeids. As suas atividades são maioritariamente nocturnas, estando durante o dia resguardadas junto ao seu refúgio.

Compare seu comportamento normal, lento, calmo e pensativo com a velocidade e eficiência com que ataca sua presa. Seus movimentos de caça são rápidos e precisos.

CORVINA NA GASTRONOMIA

Este peixe é muito apreciado na gastronomia, de tal forma que se tornou uma variedade cultivada. Isso começou em países como Itália e França, depois passou para a Espanha, onde hoje há estadias no mar. Pela sua carne rica e macia, é apreciado como uma verdadeira iguaria, bem como pelas suas propriedades e versatilidade na cozinha.

A sua carne extraordinária, muito firme e delicada, exige uma preparação meticulosa. Deve-se tomar cuidado para não cozinhar demais, pois seca rapidamente. A Corvina admite diferentes processos de cozedura, sejam grelhados, assados ​​ou salgados. Da mesma forma, este peixe é consumido cru, como no popular ceviche.

Possui baixo compêndio de gorduras, abaixo de 2%, com aporte de ácidos graxos ômega 3, além de proteínas e minerais como ferro, cálcio e fósforo; por 100 gramas contém uma quota de 75 a 90 kcal.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.