Home » Animais » Faisão

Faisão

O faisão é um ave pertencente à família Phasianidae. Embora seja nativo da Ásia, pode ser encontrado em quase todo o mundo. Habita florestas abertas e pastagens. Seu nome científico é Phasianus colchicu. Parece um pouco com uma galinha, mas sua plumagem é mais exótica e sua silhueta mais estilizada. Na gastronomia é muito valorizado pela delicadeza e maciez da sua carne, e pelos baixos teores de gordura e colesterol que contribui para o organismo.

Faisão

Características do faisão

O dimorfismo sexual do faisão é evidente. O macho pode atingir 90 centímetros (cm) de altura, enquanto a fêmea costuma atingir 63 cm. A tonalidade de suas penas também os diferencia. Os dela são marrons, enquanto os dele são brilhantes, com tons de vermelho, marrom, azul, verde ou amarelo. Em alguns casos pode apresentar manchas pretas. Ambos os sexos têm pernas cinzentas.

O peso do faisão também varia de sexo para sexo. A dos machos é de 1,2 kg (kg) em média, enquanto a das fêmeas é de 0,9 kg.

A cabeça é pequena, proporcional ao seu corpo. Seu bico é arqueado e forte. A cauda, ​​longa e fina, é composta por 16 a 18 penas. As asas são largas, curtas e arredondadas. Ele voa verticalmente e pode atingir 10 metros de altura em poucos segundos, podendo escapar muito rapidamente em momentos de risco.

Alimenta-se de matéria animal e vegetal. Prefere sementes, frutos, folhas, além de pássaros e pequenos mamíferos como lagartos e cobras, entre outros.

Diversidade de espécies

Ao longo dos anos, pouco mais de 40 variedades de faisão foram registradas. É raro encontrar variedades completamente puras, pois existem muitas misturas do faisão comum ou Phasianus colchicus. Eles podem ser distinguidos pela cor da plumagem, pela ausência ou presença de uma faixa branca no pescoço, pela cor da garupa, assim como pelas coberturas das asas e pela base da cauda.

Uma das espécies mais conhecidas é o faisão-de-coleira, que se caracteriza pelo tom avermelhado de sua face e tórax. O pescoço reflete tons brancos e esverdeados, enquanto o peito e o dorso são mosqueados ou listrados, e a cauda “enfeitada” com listras escuras.

o faisão

Outro muito popular é o faisão dourado. Geralmente vive em cativeiro e é muito fácil de identificar pelo topete laranja, corpo vermelho, dorso amarelo e asas azuis. Um verdadeiro espetáculo visual. A cauda tem a forma de um V invertido.

Reprodução de faisão

A reprodução do faisão na natureza acontece na primaverapois é uma ave que necessita de muito sol nos primeiros dias de vida para seu desenvolvimento, ou seja, é fotossensível.

Constrói regularmente o seu ninho no solo, perto de extensas plantações de cereais. Pode pôr entre 8 e 12 ovos, com a particularidade de pôr um a cada dois dias, enquanto a incubação dura entre 22 e 24 dias.

Os machos praticam a poliginia, razão pela qual são acompanhados por um harém de fêmeas. Cada faisão macho pode ter entre 6 e 10 pares. É normal que eles lutem entre si pela posse e controle deles.

Nos casos em que a ninhada pode ser destruída, eles geralmente colocam uma segunda ninhada, mas com menos ovos em comparação com a primeira. Nestes eventos particulares, a incubação pode durar entre 23 e 26 dias.

Separação da mãe

O faisão bebê pode começar a voar tão cedo quanto 11 dias após o nascimento. É uma galinha nidifugo, que fica com a fêmea por várias semanas, até sair do ovo e poder seguir a mãe. Já aos 20 dias é capaz de pousar em árvores.

Faisão, características, reprodução, comportamento, espécies de aves

A primeira muda ocorre por volta dos dois meses de idade, geralmente em setembro. Antes de seu primeiro ano de existência, pode atingir seu tamanho e plumagem finais, bem como sua maturidade sexual.

Comportamento do faisão

O faisão é considerado uma ave gregária que geralmente se junta a bandos temporários fora da ninhada. Este animal é terrestre, ou seja, na maioria das vezes pode andar e correr, embora também tenha a capacidade de voar curtas distâncias.

Quando assustado, faz um barulho alto batendo as asas e emite sons de alarme para seus pares.

A velocidade de voo é de apenas 43 a 61 quilômetros por hora, mas pode estender para 90 km/h quando se sentir ameaçado. Uma vez que ele associa os humanos ao risco, ele geralmente é muito evasivo para evitar ser caçado.

Como se verificou, o faisão come apenas no chão, mas passa a noite nas árvores, para dormir protegido.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.