Home » Animais » Gametogênese

Gametogênese

O processo evolutivo das células germinativas em gametas é chamado de gametogênese. Também é chamado de processo de formação das células sexuais e consiste em três etapas: Proliferação ou multiplicação, crescimento e maturação. Ao completar essas fases, o número de cromossomos nas células germinativas é reduzido pela metade. De ser diplóide (23 pares de cromossomos em humanos) para se tornar haploide (23 cromossomos).

Gametogênese

A meiose e a mitose estão envolvidas na gametogênese ou na criação de gametas. Estes são feitos em duas frações: cromossômica e citoplasmática.

As partições são conhecidas como divisões meióticas e constituem dois processos conhecidos como meiose I e meiose II. Eles consistem em uma série de fases, como: Prófase, prometáfase, metáfase, anáfase, telófase e citocinese.

Os membros equivalentes de cada par de cromossomos, na meiose I, formam inicialmente uma união. Eles então se separam por mitose, distribuindo-se por toda a célula. Durante a meiose II, os cromossomos originários das cromátides irmãs se separam e se dividem em núcleos de novas células.

PROCESSOS DE GAMETOGÊNESE

Os gametas originados podem ser masculinos ou femininos, portanto existem dois processos diferentes de gametogênese. Sua formação ocorre durante a vida intraembrionária. No entanto, pode variar em homens e mulheres.

Os processos são chamados de gametogênese masculina ou espermatogênese e gametogênese feminina ou ovogênese. Embora sejam diferentes, há semelhanças entre eles. Ambos criam gametas e ocorrem tanto a meiose quanto a mitose. Nos mamíferos, esses processos estão associados à reprodução sexual e ocorrem dentro das gônadas. Suas fases começam a partir da mitose.

ESPERMATOGÊNESE

Gametogênese masculina ou espermatogênese ocorre nos testículos masculinos, a fim de produzir espermatozóides. É a gênese do esperma. Tem uma duração média de 72 horas.

As espermatogônias são as células-tronco onde os espermatozoides são formados. Caracterizam-se por possuírem um número diplóide de cromossomos, que podem se dividir por mitose, renovando assim a população de gônias.

As gônias se desenvolvem em espermatócitos I, por diferenciação e mitose. Posteriormente, é executada a duplicidade do DNA, ou seja, a meiose I, formando os espermatócitos II que forjam uma segunda divisão meiótica, criando as espermátides. Em seguida, essas espermátides se transformarão em espermatozoides. De células redondas tornam-se células alongadas com flagelos. Essa mudança de diferenciação celular é o que é chamado de espermogênese.

Depois de tudo isso vem a espermação, que ocorre através dos túbulos seminíferos, e está na liberação dos espermatozoides. Em toda a vida do homem originam-se os espermatozóides.

Fases da espermatogênese

  • Proliferação: Durante esta fase, as primeiras células dos testículos, chamadas células germinativas primordiais, aumentam as espermatogônias, pelo processo de mitose. Ocorre quando chega a puberdade.
  • Aumentar: Uma interface se manifesta na célula, a quantidade de DNA aumenta e dobra, tornando-se espermatócitos 1.
  • Maturação: Neste momento ou processo, os espermatócitos 1 realizam duas divisões celulares sucessivas. Os resultados são espermatócitos 2, com condição de célula haplóide, e espermátides.
  • Diferenciação: As espermátides, já haploides e com cromossomos simples, formam o flagelo e o acrossoma. Esses espermatozoides evoluem recebendo o nome de esperma. Para cada célula germinativa, originam-se quatro espermatozóides ou espermatozóides.

OVOGÊNESE

A oogênese é outro processo de gametogênese. É típico dos ovários. É descrito como gametogênese feminina ou ovogênese. O objetivo é a produção de oócitos. É um processo que começa antes do nascimento. Dura durante toda a vida reprodutiva da mulher. Com o tempo é aperfeiçoado para favorecer a fertilização. Começa nos folículos ovarianos, onde estão localizadas as oogônias.

As oogônias crescem e sofrem modificações. A meiose I resulta na formação de um oócito primário e um primeiro corpo polar. São as primeiras células resultantes.

Terminada essa fase, as células geram a meiose II, dando origem ao oócito secundário e a uma célula maior. Além disso, eles formam um segundo corpo polar que se desintegra rapidamente.

A grande célula se desenvolve nos gametas femininos, ou óvulos. Eles são cercados por uma camada de células diferentes ou folículos de Graf. Uma característica do óvulo é que ele permanece estagnado na metáfase II. Ressalta-se que cada ovogônia dá origem a um oócito secundário, que será chamado de óvulo somente se for fecundado.

Fases da oogênese

  • Proliferação: No desenvolvimento de embriões, as células germinativas dos ovários sofrem mitose para criar a ovogônia.
  • Aumentar: As oogônias crescem na puberdade e dão origem aos oócitos de primeira ordem.
  • Maturação: Nesta fase o oócito de primeira ordem sofre meiose.

GAMETOGÊNESE ANIMAL

O processo de gametogênese também ocorre em animais multicelulares. É realizado nos órgãos especiais das glândulas sexuais ou gônadas, ou seja, nos ovários, testículos e glândulas sexuais hermafroditas. Ocorre em três etapas básicas: reprodução do sexo primordial, crescimento e maturação das células e formação do esperma.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.