Home » Animais » Leão

Leão

O Leão É um mamífero pertencente ao espécie pantherae seu nome científico é Panthera leo. São muitas as qualidades que tornaram este animal admirado ao longo da história, incluindo seu tamanho, magnificência, nobreza, lealdade, habilidade, força e coragem.

Leão

O leão, junto com o tigre, o leopardo e a onça, são os quatro grandes felinos que habitam o planeta. Ele é conhecido como o Rei da Selva ou Rei dos Animais, e já inspirou dezenas de histórias e filmes.

O leão é muito sociável. É o único felino que gosta de viver em grupo. Ele vive em manadas com outros machos, fêmeas e filhotes de sua família.

Os orgulhos de leões são geralmente compostos por até 15 fêmeas, 1 a 3 machos e vários filhotes, todos com menos de três anos de idade.

Descrição do Leão, suas características

Dos felinos, o Leão é o segundo maior, após o tigre siberiano. Os machos atingem um tamanho de 3,3 metros, incluindo a cauda que pode chegar a um metro de comprimento. Sua altura é geralmente de 1,2 metros e seu peso médio é de 180 quilos.

Os maiores leões chegam a pesar 270 quilos. As fêmeas são menores em comparação com os machos, embora ainda sejam grandes. Eles geralmente conseguem crescer até 2,7 m de comprimento e 1,1 metros de altura. Seu peso pode ser de 180 quilos.

Leões machos são facilmente identificados por sua juba extraordinária. Suas presas são afiadas e podem medir até nove centímetros.

Apesar de sua fama de animal feroz, o leão é muito sociável dentro de seu orgulho. Ele só ataca se se sentir ameaçado.

O leão é uma coloração semi-clara, laranja-amarelada de saturação moderada. O branco nada mais é do que um leão com leucismo, uma doença genética que altera a cor de sua pelagem.

Habitat do Leão

este felino adapta-se praticamente a quase todos os tipos de ambientes. Os leões africanos afastam-se do interior das florestas tropicais, mas os asiáticos permanecem nestes tipos de habitats.

No passado, os leões eram encontrados na maior parte da África e em partes da Ásia e da Europa. Hoje eles só permanecem em algumas regiões da África, com exceção de uma pequena população de leões asiáticos que permanecem na Floresta Gir, na Índia.

Os leões na África são considerados animais ameaçados de extinção, e os poucos que sobrevivem na Ásia são considerados espécies ameaçadas.

Área de ação

As alcateias de leões salvaguardam a área de ação ou território em que atuam. Esta área é protegida de outros leões, mas outros predadores, como hienas e leopardos, residem lá.

O Leão

Leões marcam seus limites com urina e muitas vezes rugem com frequência para avisar sobre sua presença. Em uma matilha, o papel mais importante dos machos é defender seu espaço.

Reprodução dos leões

As leoas adultas normalmente se reproduzem a cada dois anos, mas se os filhotes não sobreviverem, eles podem engravidar novamente antes disso.

A fêmea se desenvolve sexualmente aos quatro anos e os machos aos três. Quando ela entra no cio, ela pode acasalar com seu parceiro até 20 vezes por dia. Há tanta atividade que o macho pode parar de se alimentar.

A gestação é de 92 a 119 dias. Em cada parto eles têm de 1 a 4 filhotes, mas poucos chegam aos dois anos de idade. Eles vêm ao mundo com inúmeras manchas pretas que desaparecem à medida que envelhecem.

Para parir, a leoa selecionará uma caverna, longe do grupo, alimentando-se apenas de pequenas presas. Ao dar à luz, elas entram em uma fase contínua de “movimento” para proteger seus filhos. A cada 15 dias eles os pegam pelo pescoço e os levam para um novo abrigo para evitar o contato com predadores, que percebem o cheiro do recém-nascido. Se necessário, adotam leões órfãos e cuidam de sua manutenção.

Quando eles têm cinco semanas de idade, eles se estabilizam e se juntam ao rebanho novamente.

Longevidade

Os leões têm uma sobrevivência de 15 anos na natureza. Em cativeiro eles conseguem viver até 25 anos ou mais.

Alimentação do LEÃO

A dieta do leão consiste basicamente em grandes mamíferos; zebras, búfalos, antílopes e outros. Também captura pequenos mamíferos, se a oportunidade se apresentar. Não é um animal necrófago, só coma carne fresca. Não está interessado em animais desfavorecidos (velhos, doentes ou recém-nascidos), a menos que o próprio leão esteja em declínio.

Simbolismos nos tempos antigos

Características do leão, alimentação, reprodução, habitat animal

Nos tempos antigos, o leão representava o Sol.

No Egito, a Deusa Sekhmet, a poderosa, tinha a cabeça de uma leoa.

Na mitologia clássica, depois que Hércules estrangulou o Leão da Nemeia, Júpiter, seu pai, criou a Constelação de Leão.

A Deusa Cibele transformou Hipômenes e Atalanta, dois de seus amantes, em leões que puxaram sua carruagem.

Na tradição cristã, o leão era um emblema da realeza e da justiça divina. Nos degraus do trono do rei Salomão, havia 12 leões dourados de cada lado, e a dinastia de Davi é chamada de “o Leão da tribo de Judá”.

Curiosidades sobre o leão

O leão também é um emblema do poder feminino: a leoa é quem caça e mata presas, alimenta o grupo e cuida dos pequeninos. Embora o leão proteja o grupo, ele prefere a tranquilidade. Ele não ataca desnecessariamente, ele reage apenas quando desafiado e luta até a morte para se proteger. É um líder sábio, comandante e focado. Também é identificado com nobreza, coragem e ausência de medo.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.