Home » Animais » Macaco-aranha

Macaco-aranha

Divulgue para seus amigos e seguidores!

O macaco-aranha também conhecido como marimonda, frontino, manguilla, coata ou atelos, Pertence à família dos atelídeos. Seu nome científico é ateles hybridus e atualmente é um dos 25 primatas que estão em perigo de extinção devido ao desmatamento parcial ou total das florestas tropicais (seu habitat por excelência), que hoje atendem a indústria madeireira ou outras atividades econômicas.

Macaco-aranha

Características do macaco-aranha

Do gênero Ateles, o que significa que sem polegar, o macaco-aranha é nomeado por seus dedos longos e versáteis. Sua cauda do tipo preênsil é livre de pelos na ponta e provida de um pequeno calo. Pode medir entre 60 e 90 centímetros de comprimento, assim como seu corpo.

Embora mais magros que outros primatas, existem coatas que Pesam até 10 quilos.. São marrons e pretos em algumas regiões, sempre com tons mais claros no peito e na parte interna dos membros. Uma parte deles é caracterizada por apresentar uma pinta branca na testa.

O macaco-aranha é o mais interessante dos atelídeos, família à qual também pertencem os macacos-lanudos, muriqui e araguato. Sua pelagem é tão longa e reta, mas eles têm apenas quatro dedos nas mãos que conseguem com grande precisão, tanto para agarrar e balançar com segurança de um lugar para outro em seu território, quanto para usar ferramentas primitivas.

Machos vs. Fêmeas

O macaco-aranha macho está enraizado em seu local de origem e ali permanece por toda a sua vida, que é em média 20 anos. A fêmea, por sua vez, tende a se afastar de seu grupo quando chega a puberdade e se distingue por ter um clitóris alongado particular, que pode medir o mesmo que o pênis do macho.

A fêmea escolhe seu companheiro no grupo. e por natureza ela passa cerca de 230 dias de gravidez, quando dá à luz ela protege e alimenta seu bebê até que ele possa se defender sozinho, embora nunca a abandone completamente. Para ter o próximo, espere três anos.

Onde Mora o Macaco-aranha?

o macaco aranha

O macaco aranha Vive na América Central, principalmente na selva amazônica, e também se espalhou para o sul do continente. Está localizado nas regiões do México, Brasil, Venezuela e Colômbia. Prefere o tempo chuvoso e vive em extensas florestas ou selvas onde predominam árvores que fornecem frutas e outros alimentos frescos, incluindo sementes, folhas, cascas, inclusive madeira, pois são herbívoros.

Adora mangas, frutos silvestres e bananas, assim como todas aquelas frutas que contêm uma variedade de sementes, e é que não só as consome, mas também tem o papel natural de distribuí-las na floresta para a geração de novas plantas e, portanto, de mais sustento. Para isso, 20 ou mais de suas espécies são agrupadas no topo das árvores: algumas vigiam enquanto outras coletam os frutos e espalham as sementes.Quem disse que os primatas não são organizados?

Destaca-se sua mandíbula forte e dentes afiados, utilizados para a destruição das cascas mais duras e o consumo de sua polpa ou semente. O macaco-aranha poliniza certas plantas.

Acrobata por Natureza

Há registros do macaco-aranha como o segundo animal mais ágil do mundo, pois se move facilmente entre as copas das árvores e sobre grandes áreas em busca de frutos maduros. Sua cauda preênsil funciona como um quinto membro com o qual ele pode se segurar e ficar suspenso sem as mãos enquanto pega comida ou realiza outras tarefas.

Possui mecanismos de defesa particulares que contribuem para sua rápida locomoção, incluindo sons que simulam lamentos ou gritos, que pode ser ouvido a 500 metros de distância e que emitem quando se sentem ameaçados por seus predadores, às vezes humanos. Quando intimidados pelo homem, movem fortemente os galhos das árvores, quebram-nos, urinam e defecam nele.

Características do macaco-aranha, habitat, onde vive, perigo de extinção

Apesar de tudo isto, o macaco-aranha é fácil de capturar e esta é uma das razões pelas quais está em perigo de extinção, embora não seja a única. A derrubada indiscriminada de florestas e a intervenção de grandes reservas naturais tornaram-se seu principal inimigo. O coata requer aldeias e florestas frutíferas, não fragmentos isolados delas para viver.

Perigo de extinção e ações de proteção do macaco-aranha

Cientistas e outros participantes da World Conservation Union estão de olho e cogitando ações para a preservação desta carismática espécie que desde 2004 está em perigo crítico de desaparecimento. Uma dessas ações é a divulgação de suas características básicas, taxonomia, habitat e função na natureza, bem como o apelo à proteção das florestas e demais reservas que lhe servem de moradia. Se essas ou outras medidas não forem consideradas, o macaco-aranha pode se extinguir em um futuro não muito distante.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.