Home » Animais » O Besouro

O Besouro

Para os antigos egípcios, representava, junto com os humanos, o verdadeiro ciclo da vida, por isso o besouro ele era reverenciado por essa cultura. Nesta ocasião vamos conhecer um pouco mais sobre esse inseto, cujos registros mais antigos, segundo os fósseis encontrados, datam de 280 milhões de anos.

besouro

Com o nome de besouro, insetos da ordem Coleoptera são conhecidos. Os coleópteros são insetos que se caracterizam por terem um par de asas com uma estrutura dura que protege as outras asas, quando essas asas mais duras se dobram, agem como um exoesqueleto. Existem mais de 300 mil espécies de besouros e a maioria é chamada de besouros.

Principais características do besouro

Como já mencionamos, as asas anteriores dos besouros possuem uma estrutura dura que serve para proteger as asas posteriores. Junto com essas asas duras, o besouro tem uma casca dura. A grande variedade de espécies existentes, da ordem Coleoptera, faz com que seu tamanho e cores variem. Existem besouros pretos e outros com cores bem vivas – a famosa joaninha é um besouro – mas é comum vê-los na cor marrom. O Titan Beetle atinge 15 cm de comprimento, enquanto o Pine Borer atinge apenas alguns milímetros.

Esses insetos mantêm características semelhantes a outros que possuem um exoesqueleto. Eles têm 3 pares de pernas. O exoesqueleto é feito de quitina e seu corpo possui 3 zonas ou regiões claramente definidas.

Os besouros possuem um bocal conhecido como mastigador e, portanto, muito desenvolvido, isso está ligado à alimentação que cada espécie de besouro possui. Por exemplo, no caso dos carnívoros, eles têm mandíbulas em forma de foice. Em outras espécies, o aparelho oral aparece chupando ou lambendo.

As patas destes insectos, especialmente as anteriores, podem estar adaptadas ao habitat onde se desenvolvem ou à forma como obtêm o seu alimento, em algumas espécies parecem adequadas para cavar, noutras, para escalar.

besouro o que come, alimentando

O besouro tem antenas, nas quais estão localizados seus órgãos olfativos. Seus olhos são compostos e naquelas variedades cujo habitat são as cavernas, o órgão visual é anulado. Em seu estado larval, os besouros possuem uma hemolinfa que pode ser altamente tóxica e atua como mecanismo de defesa para as larvas.

Como um besouro se alimenta?

A alimentação desses besouros varia de acordo com a espécie. A maioria deles são herbívoros, muitos se alimentam de fungos e outros preferem as partes verdes das plantas. Existem variedades carnívoras, que se alimentam basicamente de caracóis. Enquanto as espécies necrófagas optam por obter seu alimento de animais mortos. O escaravelho é uma variedade coprófaga, alimenta-se de excrementos de animais. Esta espécie constrói uma bola com excrementos de animais, que depois desloca para o seu ninho e se alimenta dela, e também a utiliza para pôr ovos nesta bola.

A reprodução

Besouros se reproduzem sexuadamente, ou seja, pelo acasalamento de machos e fêmeas. Embora não seja fácil distinguir o sexo desses besouros, existem certas características que os diferenciam, cores, tamanhos, cheiros. O macho pode acasalar com várias fêmeas e as fêmeas com vários machos, já que a monogamia não existe nesses insetos. Embora exista, a partenogênese é rara nestas espécies.

O besouro é ovíparo, ou seja, eclode de ovos.. Algumas espécies podem colocar alguns ovos e outras milhares deles. Os ovos podem ser depositados, de acordo com os hábitos, na madeira, nas plantas, no solo ou na água.

Embora o besouro normalmente abandone os ovos à própria sorte, as larvas possuem mecanismos de defesa contra possíveis predadores. Já mencionamos a hemolinfa, mas sua aparência esbranquiçada e imperceptível atua como proteção. As larvas que crescem na madeira podem viver por décadas nesse estágio larval até atingirem sua aparência adulta.

o besouro, características e reprodução

Besouros, uma praga

Apesar da reverência que os egípcios tinham por eles, os besouros são considerados uma praga em muitos lugares. Algumas espécies podem destruir plantações inteiras, causando perdas econômicas significativas. As que vivem na mata e nas florestas causam sérios danos à produção madeireira, pois a nidificação dos besouros em algumas árvores as torna inúteis para a exploração comercial.

O besouro da batata é temido porque seu rápido desenvolvimento faz com que destrua completamente os campos de batata em diferentes partes do mundo.

Habitat

Esses besouros têm uma grande capacidade de adaptação, razão pela qual as espécies podem ser encontradas nos mais variados habitats. Podemos encontrar besouros nas florestas, nos prados, nas cavernas e até nos pântanos. Onde houver grama ou lixo orgânico, esses insetos estarão presentes, que já se espalharam por todo o planeta.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.