Home » Animais » O Caranguejo Eremita

O Caranguejo Eremita

O caranguejo eremita é uma das espécies crustáceos decápodes com o maior número de exemplares que se pode conhecer. Sabe-se que existem pelo menos mil e cem modelos destes animais que se destacam por serem de vários tamanhos bem como exemplares terrestres e aquáticos (estes últimos estão em maior percentagem)

O caranguejo eremita, características, o que come, informações

Os estudos que têm sido feitos sobre este animal estão cada vez mais avançados, embora certamente, dado o grande número de modelos que existem, ainda há muito para descobrir sobre cada um deles. Neste artigo, queremos falar sobre as características comuns, bem como sua dieta ou modo de vida. Ficou interessado em saber mais detalhes? Não pare de ler!

Quais são as principais características do caranguejo eremita?

Se há uma característica pela qual o caranguejo eremita é famoso, é o uso da concha de qualquer outro molusco para habitá-lo. Esta iniciativa é um meio de proteção utilizado pelo caranguejo contra ataques externos que possam ter origem, já que estamos lidando com um crustáceo que vive muitos anos e precisa se sentir seguro.

Também conhecido em alguns livros pelo nome de paguroidea, pertence, como já dissemos na introdução, à família dos crustáceos decápodes e este exemplar em particular tem cinco patas. O primeiro par é usado para comer e se defender de ataques, os dois seguintes são para caminhar e, por fim, os demais ficam dentro da concha.

A casca é um dos elementos mais importantes do caranguejo eremita e, à medida que o animal cresce, procura outros maiores para poder entrar neles sem problemas e continuar com seu modo de vida.

Caranguejo eremita

Habitat do Caranguejo Eremita

O caranguejo eremita é um animal que está espalhado por quase todo o nosso planeta. Encontra-se em maior número nos continentes europeu e americano, embora também possa ser visto noutros espaços. Na América vai do Alasca à área de Baja California no México enquanto na Europa o vemos ao redor do Mar Mediterrâneo e do Mar Báltico.

As águas que escolhem para viver são aquelas de clima subtropical que têm rochas por toda parte. A ideia que eles têm de estar aqui é que, graças a essas pedras do mar, podem se esconder e usá-las, junto com sua concha, como um esconderijo completo para os ataques que sofrerão em um determinado momento.

Por outro lado, este crustáceo procura estar sempre perto da costa e, quando sobe à superfície ou está à procura de algum sol, permite-se vê-lo em terra com muita areia também como forma de esconderijo, já que geralmente se vêem diferentes grandes pedras ao redor de onde ele pode entrar.

O que o caranguejo eremita come?

O caranguejo eremita é um crustáceo que conhecido por sua dieta onívora e é que este animal pode comer de tudo, sempre dependendo do espaço em que se encontra e do tipo de comida que aí possa ter. Devemos diferenciar as espécies aquáticas das terrestres, mas como regra geral o que comem são vermes, animais mortos e outros crustáceos de tamanho muito menor.

O caranguejo eremita, características, o que come, informações

Nesta seção é importante dizer que o caranguejo eremita também pode ser um animal de estimação do ser humano o que torna sua alimentação muito diferente de se for nesse tipo de cativeiro. Dito isso, o que ele costuma comer são frutas, verduras e alguns insetos variados.

Ameaças do Caranguejo Eremita

Como muitas outras espécies de que falamos neste portal, o caranguejo eremita é um crustáceo que tem sido assustado por muitas ameaças ao redor a descoberta de sua existência. Sabemos que existem cerca de mil e cem modelos do género mas, mesmo assim, são muitos”assusta” que tivemos com eles.

No entanto, a maior ameaça a este paguróide é o fato de que muitos outros animais vêem isso como uma deliciosa iguaria comestível. Algumas aves como a gaivota ou aves aquáticas como o albacora procuram neste crustáceo um pedaço do seu alimento pontual.

Por outro lado, é interessante saber que o caranguejo eremita está incluído na gastronomia dos seres humanos e que muitos pescadores das Ilhas Baleares, por exemplo, os caçam e depois os vendem para restaurantes de luxo após o processamento.

Além de tudo isso, devemos dizer que esta espécie é uma das mais curiosas do reino animal subaquático e que detalhes sobre ela continuam a ser investigados graças ao fato de que, conhecendo o número de modelos que existem, o interesse que desperta é sublime. . Continuaremos investigando!

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.