Home » Animais » o que os morcegos comem

o que os morcegos comem

Ao pensar nisso o que os morcegos comem Vampiros e, portanto, sangue virão à mente de muitos e é verdade, existem certas espécies de morcegos que se alimentam de sangue, mas a verdade é que eles não são os mais comuns.

o que os morcegos comem

A primeira coisa que devemos saber sobre os morcegos é que existem mais de 1.100 espécies, então sua dieta varia de uma para outra, embora a verdade seja que todas elas têm certos padrões comuns. Assim podemos definir que aproximadamente 70% das espécies de morcegos se alimentam principalmente de insetos. As demais espécies devem ser divididas em três grupos, um maior que se alimenta de pequenos frutos, outro menor que se alimenta de pequenos animais e um último grupo no qual se encontram as espécies que se alimentam do sangue de outros animais.

o que os morcegos comem

Dito isso, a alimentação dos morcegos deve ser dividida em duas etapas, a primeira, quando são recém-nascidos, é baseada exclusivamente no leite materno. O segundo, quando já adulto, será muito diferente dependendo da espécie. No caso de insetívoros Eles não têm nenhuma predileção, comem praticamente todos os tipos de insetos, independentemente do seu tamanho. O frugívoro Geralmente tem preferência por frutas doces. Se olharmos para o carnívoros Veremos que pequenos roedores se destacam em sua dieta, mas também sapos e até peixes. Finalmente, a presa favorita dos animais hematófagos é o gado, embora também sejam atraídos por cães, focas ou pássaros.

Como você pôde verificar, os morcegos se alimentam de praticamente todos os tipos de alimentos, por isso é necessário dividir as diferentes espécies em grupos menores para definir melhor o que cada um come.

 

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.