Home » Animais » O Rato

O Rato

Para alguns, o mouse É um bichinho bastante desagradável que gera uma certa repulsa. Por outro lado, outros sentem simpatia e até se identificam com o carinho irradiado por personagens como Mickey ou Jerry, do famoso desenho animado Tom e Jerry. No entanto, seja qual for a opinião sobre o rato, a verdade é que é o segundo mamífero mais difundido na Terra, depois do ser humano. O Mus, tal é o nome científico do gênero ao qual pertence o camundongo, que reúne mais de 500 espécies e quase todas são comumente chamadas de camundongos. Os ratos são roedores miomórficos que pertencem à família Muridae.

Mouse

Características do rato doméstico

Conhecido como rato de casa, rato doméstico ou rato comum, o Mus musculus, é a espécie de roedor mais comum que pode ser encontrada. Seu habitat está sempre próximo de onde os humanos vivem, por isso é comum vê-lo em cidades ou vilas rurais com presença humana.

Na idade adulta, pesa cerca de 40 gramas e raramente atinge mais de 20 centímetros, incluindo a cauda longa, que representa metade do seu comprimento. O pelo do camundongo comum é curto e sua tonalidade varia entre os cinzas, sendo a parte inferior e a barriga mais clara que o resto do corpo. Uma variedade que se destaca nessa espécie é a utilizada para testes e experimentos de laboratório, esse tipo de camundongo possui pelagem branca e esparsa.

É provido de longos bigodes, conhecidos como bigodes, são sensíveis ao toque e permitem que o mouse se localize no espaço, já que sua visão é fraca. Você só pode ver objetos que vêm em sua direção quando estão muito próximos. Para contrariar essa falta de visão, possui uma audição altamente desenvolvida – assim como o olfato – sendo capaz de ouvir sons na frequência de 100 kHz, quase duas vezes mais inaudível que os seres humanos. Os ratos emitem sons de 50 a 150 kHz para comunicação entre indivíduos e para namoro sexual.

Como órgão extra sensorial, tem a órgão vomeronasal ou órgão de Jacobson que atua como um complemento ao olfato e geralmente é usado para detecção de feromônios.

Reprodução

O rato

O rato é um animal extremamente prolífico, na verdade, tornou-se uma verdadeira praga. Os camundongos atingem a maturidade sexual aos 2 meses de idade – acredita-se que as fêmeas sejam um pouco mais cedo. Quando os animais são jovens, ou seja, antes dessa idade, é difícil detectar qual é o macho e qual é a fêmea. Com a maturidade sexual, o macho é facilmente detectado, devido ao importante tamanho de seus testículos.

O doméstico é um animal que companheiros ao longo do ano. A fêmea pode ter até 5 partos por ano e estes são mais frequentes durante os meses de primavera e verão. O período de gestação após o acasalamento dura aproximadamente 18 dias e a fêmea geralmente dá à luz. ninhadas de 6 a 12 filhotes, que alimenta com os seus 5 pares de tetinas. Os jovens são desmamados após 4 semanas.

Comportamento Social do Rato

O rato comum é um animal com comportamento social, ou um animal gregário, como é frequentemente chamado. Vive em colônias onde há um macho dominante, as fêmeas e a prole das fêmeas. Em certo ponto, esse macho dominante é o pai de toda a colônia. Essas colônias são estabelecidas em um território, que o macho é responsável por delimitar e defender.

Na colônia geralmente há disputas pelo controle dela, entre o macho dominante e algum subordinado que considera que chegou a sua hora de liderar a colônia. A disputa termina com a expulsão do espécime derrotado.

Em geral, o rato é um animal noturno e quando sai em busca de comida sabe que inúmeros perigos o espreitam, razão pela qual não costuma se mover a mais de 15 metros de seu ninho ou toca.

O rato Características, reprodução, alimentação, comportamento

Alimentação do rato

O rato comum vivendo em cidades ou vilas, procura sua comida atacando os depósitos de alimentos, tanto em lojas de departamentos quanto nos armários das casas das famílias. Também aproveita os resíduos deixados pelo ser humano, seja em sacos de lixo, jogados em parques e outros locais públicos.

Em vez disso, os ratos que vivem em áreas rurais podem desfrutar de uma de suas comidas favoritas, os cereais. As pragas de camundongos causaram perdas inteiras de colheitas, tornando-se um verdadeiro flagelo para a atividade humana. A proliferação de colônias de camundongos geralmente está ligada à escassez de animais predadores, como corujas, condores, etc. A caça ou extermínio indiscriminado desses predadores pode resultar em um aumento incomum e perigoso na população de roedores.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.