Home » Animais » Ouriço do Mar

Ouriço do Mar

O ouriço do mar É um dos animais mais estranhos que podemos encontrar, devido às suas características físicas. Pertencente à família de equinóides. Eles estão na Terra há mais de 200 milhões de anos. É comum encontrar esses animais no fundo do mar, bem próximo à costa, e os banhistas geralmente descobrem sua presença sendo vítimas de seus poderosos espinhos, que cobrem todo o seu corpo. Ao longo dos anos, o ouriço-do-mar tem vindo a adaptar-se aos diferentes desafios que as alterações ambientais têm apresentado. Os ouriços-do-mar podem viver até 2.500 metros de profundidade e geralmente vivem nos interstícios das rochas.

Ouriço do mar

DESCRIÇÃO DO OURIÇO-DO-MAR: SUAS CARACTERÍSTICAS

O ouriço-do-mar apresenta, em seu corpo, uma concha calcária em forma de globo, em alguns casos podem ter uma forma oval ou redonda. Esta concha é composta por 5 placas unidas pelos chamados sulcos interraciais. Da concha – que também pode ser considerada um esqueleto – podem ser vistas perfurações de onde nascem os ambulacras, que são uma espécie de tubérculo de onde partem os espinhos ou espinhos tão característicos dos ouriços-do-mar. Os dentes são finos e longos e por meio de um músculo encontrado em sua base, são capazes de dar movimento aos dentes em diferentes direções.

O ouriço-do-mar possui pequenos órgãos, conhecidos como pedicelária, que cumprem várias funções, dependendo da espécie de ouriço em questão. Essas pedicelárias têm o formato de uma pinça, mas com três ramificações, estão localizadas entre as pontas e principalmente na membrana periestomal, que é a que envolve a boca do animal. Esses órgãos têm a função de triturar as partículas que servem de alimento, algumas pedicelárias são providas de glândulas venenosas e neste caso sua função é se proteger de seus inimigos.

Em seu esqueleto externo, o ouriço-do-mar possui 2 orifícios, um superior e outro inferior. O orifício superior é conhecido como periprocto, é coberto por uma membrana e nele estão localizados o ânus e os orifícios genitais. O orifício inferior ou perístoma, também é coberto por uma membrana e neste orifício está localizada a boca do ouriço, provida de 5 dentes.

Para seu movimento, o ouriço-do-mar aciona seus espinhos e alguns pés, chamados de ambulacrais. A água circula no interior do ouriço, através de um sistema aquavascular que faz com que as patas tubulares se projetem para fora, permitindo que o animal se movimente, quando o ouriço está em repouso, essas patas tubulares se retraem.

o ouriço-do-mar

Na atualidade, existem 95 espécies de ouriços-do-mar seu tamanho pode variar entre 3 e 18 centímetros de diâmetro e suas cores, sempre muito vivas, vão do violeta e azul ao vermelho intenso.

COMO SE ALIMENTA UM OURIÇO-DO-MAR?

O ouriço-do-mar é considerado um animal herbívoro, pois se alimenta de porções de algas, mas às vezes pode comer pequenos animais mortos, depositados no fundo do mar, que são dilacerados por suas mandíbulas. Eles também compõem a dieta do ouriço, substâncias orgânicas juntamente com lodo e argila. Esses elementos são depositados no intestino do animal, impedindo-o de flutuar.

O sistema digestivo do ouriço-do-mar é composto por um tubo digestivo muito longo que aparece imediatamente após a boca, localizado no centro da membrana peritoneal. Após a boca surge o esôfago, preso à concha pelo mesentério. O esôfago possui um aparelho de mastigação chamado lanterna de Aristóteles, composto por cinco peças em forma de dentes que compõem as mandíbulas. Depois do esôfago está o intestino, que descreve um número constante de circunvoluções, desprendendo-se da concha na porção do reto para se abrir no ânus, logo no orifício superior.

COMO O OURIÇO-DO-MAR SE REPRODUZ?

O ouriço-do-mar, assim como outros animais marinhos, tem um sistema de fertilização externa, ou seja, eles liberam os óvulos e os espermatozóides no mar e a fecundação ocorre fora do organismo dos ouriços-do-mar. Esse mecanismo de reprodução é mais do que complicado, pois a natureza teve que resolver como os gametas são atraídos, em um meio aquoso como o mar.

Ouriço-do-mar, características, alimentação, reprodução

Para que essa atração ocorra existe um mecanismo chamado quimiotaxia, que consiste em um produto químico que é secretado pelo óvulo em um determinado momento. Os espermatozóides da mesma espécie têm receptores na membrana celular. Através desses receptores, o esperma é atraído para o óvulo.

Uma vez que ambos os gametas se encontram, inicia-se uma nova reação química que se inicia a partir de um novo receptor do gameta masculino, liberando uma enzima que se conecta com o gameta feminino, formando um microfilamento que adere à membrana vitelina do óvulo, através deste microfilamento, o espermatozoide. perfura o ovo e se funde com ele.

Desta forma complexa, é realizada a reprodução do ouriço-do-mar. Os ovos fertilizados se tornarão larvas e um processo de metamorfose começará até que dêem origem aos ouriços como os conhecemos.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.