Home » Animais » Paca

Paca

O Paca comum ou Cuniculus paca, é um mamífero roedor da família Cuniculidae. Vive perto de rios, nas florestas tropicais da América Central e do Sul. É noturno e solitário. Em uma situação perigosa, ele pressiona os dentes com força para causar um barulho alto. Ele pode atacar se encurralado.

Tepezcuintle

Existem regiões onde é caçado pelo sabor de sua carne, de modo que suas populações podem diminuir consideravelmente se não forem tomadas medidas oportunas. Além disso, seu habitat natural está sendo constantemente perturbado, devido à exploração madeireira e à expansão das fronteiras agrícolas.

Características do Paca

O Paca pode atingir 80 cm de comprimento, e tem uma cauda atrofiada que não excede dois cm. Seu peso pode ser de 10 kg. A pelagem é marrom escura e em cada flanco tem fileiras de manchas brancas. Suas pernas são curtas e têm cinco dedos, sendo os polegares da frente menores que os demais. Eles são até difíceis de ver a olho nu.

Uma característica anatômica peculiar no Paca é o desenvolvimento da “placa zigomática” em suas bochechas. Isso faz parecer que o roedor tem algumas nozes na boca.

Comportamento

Este animal é extremamente mal-humorado, fugindo rapidamente à menor ameaça. Embora o Paca possa correr em alta velocidade, ele prefere pular. Ele usa qualquer buraco ou cavidade para se esconder e pode permanecer ali, estático, por até 45 minutos.

Ele é dotado de uma camada de pele que pode quebrar facilmente quando atacada pelas mandíbulas ou garras de seus predadores. Isso dificulta a captura e dá a você a chance de escapar. Às vezes submerge na água, qualidade que aparentemente desenvolveu para evitar o cão da montanha.

O Paca gera alguns sons através do bater de seus dentes, que são extremamente poderosos e aterrorizantes. Eles os fazem para espantar seus inimigos ou quando estão em confronto com outro indivíduo de sua espécie, para defender seu território.

Reprodução e alimentação de Paca

Os machos pulverizam as fêmeas com sua urina para identificá-las como parceiras.. Isso faz parte do ritual de acasalamento desses roedores. Seu cio pode ocorrer em qualquer estação do ano e a gestação dura 155 dias. O período entre os nascimentos varia de 97 a 101 dias.

Após a gravidez, as fêmeas Paca tornam-se territoriais. Eles delimitam a área onde apenas seus filhos e seu parceiro podem estar. Os jovens nascem peludos e com os olhos bem despertos. A mãe os mantém escondidos em cavernas que serão protegidas com folhas na entrada. Esses caches geralmente são escavados no solo e possuem vários pontos de acesso. Um deles perto do rio, para poder escapar. Eles são muito bons nadadores.

A dieta desses roedores é baseada principalmente em frutas (manga, banana, mamão…), sementes e nozes., embora se acredite que em algumas estações se alimentem da folhagem das plantas. Existem alguns autores que os colocam no grupo dos animais onívoros.

Por meio de estudos realizados sobre os produtos consumidos pelo Paca, concluiu-se que ele possui uma grande capacidade de aproveitar com eficiência os nutrientes para sua sobrevivência. De fato, detectou-se que diversifica sua dieta aproveitando as frutas cultivadas. Eles comem em pé, sentados ou deitados.

Os cientistas aconselham a realização de novas pesquisas em seu estado selvagem, onde o habitat é fragmentado e há contato com o homem, para obter dados sobre o manejo integral da espécie.

Área de distribuição e habitat do Paca

A presença de Paca foi detectada no México, Guatemala e Panamá. Na América do Sul está distribuído em todos os países, exceto Chile e Uruguai. Na Argentina é encontrado apenas ao norte.

Prefere habitar florestas tropicais e florestas montanhosas., embora às vezes possa ser encontrado em manguezais, áreas úmidas, pastagens e até no entorno de faixas de produção agrícola. Quando estão próximos a eles, podem ser considerados uma praga, pois podem causar danos e perdas consideráveis ​​às lavouras.

Estado atual

Paca se destaca na lista vermelha como “menor preocupação”, classificação dada pela IUCN (International Union for Conservation of Nature), devido à grande distribuição da espécie. Além disso, espera-se que haja uma grande população em diferentes regiões classificadas como áreas protegidas. Mesmo assim, existem algumas áreas onde foi extinta, como resultado da destruição do seu ambiente natural.

Além disso, existem algumas nações onde o Paca é proibido. Portanto, sua caça ilegal é restrita, como é o caso da Costa Rica e do Panamá. No Peru existem comunidades que se dedicam à criação semi-domesticada dessas espécies, devido à qualidade nutricional de sua carne, ao sabor e à pouca quantidade de gordura que armazena.

Existem populações de aborígenes latino-americanos que vivem em florestas úmidas, que há milhares de anos aproveitam a proteína da carne do Paca. Eles caçam o animal de forma sustentável, sem afetar suas populações.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.