Home » Animais » Passaro preto ou Melro-preto

Passaro preto ou Melro-preto

É conhecido pelo nome comum de Passaro preto ou Melro-preto a uma grande variedade de pássaros, cujo corpo é coberto de penas macias de um tom preto azeviche. Seu bico e pernas são amarelos, e eles têm três dedos e um casco que lhes permite agarrar galhos. Embora sejam características gerais da espécie, podem variar de acordo com o sexo.

Passaro preto

O macho é preto brilhante com o bico amarelo, enquanto a fêmea é marrom, com o bico marrom escuro e o peito avermelhado, com manchas pretas.

O melro tem duas pequenas narinas que o ajudam a respirar confortavelmente.

É conhecido por emite uma bela canção flauta e melodiosa, anunciando a chegada da primavera.

INFORMAÇÕES GERAIS sobre o melro, suas características

Seu nome científico é Turdus merula.

É popular em muitas regiões, sendo seu nome Commonblackbird em inglês, Merlenoir em francês, Amsel em alemão e Melro em italiano.

O melro pertence à ordem Passeriformes e à família Turdidae.

Seu peso varia entre 75 e 120 gramas. Seu comprimento é de 25 centímetros e sua altura de 21 centímetros. É uma espécie diurna e sedentária.

Tem uma longevidade de 3 anos. Está distribuído por toda a Europa, Norte de África e Ásia.

Habitat do melro

Esta ave é frequentemente vista em plantações de todos os tipos, áreas urbanas e suburbanas, plantações de café, jardins, pastagens com árvores esparsas, florestas frondosas e coníferas, canaviais, sebes, parques e outros.

Características do melro, habitat, alimentação, reprodução Ave

REPRODUÇÃO

O melro fêmea põe entre três e cinco ovos azulados, que incuba por 13 dias. Dentro de 12 dias após a eclosão, os filhotes deixam o ninho, mas ainda dependem da mãe, que continua a alimentá-los por duas semanas.

COMPORTAMENTO

Ao voar, abre as asas, movendo-as lentamente. Quando está no chão, ele se move pulando com as duas pernas juntas. Originalmente era uma ave migratória, mas tornou-se sedentária quando se estabeleceu nas cidades.

Geralmente constrói seu ninho em arbustos, pequenas árvores, entre floreiras e outros lugares baixos. Quando dois machos brigam, eles ficam tão concentrados que esquecem o ambiente, e é nesse momento que se tornam presas fáceis para seus predadores.

Ter personagem desconfiado, uma peculiaridade que se observa principalmente em quem vive na Península Ibérica, onde é caçada. Por isso, vive quase sempre em matagais, comendo o que encontra no chão próximo, e ao menor sinal de perigo voa para se esconder, emitindo um grito característico de medo.

Alimentação de Melro

Costuma ser onívoro, já que sua dieta consiste em uma grande variedade de alimentos que encontra ao cavar no solo. Se localizar serapilheira decomposta, se diverte alto e óbvio, vasculhando o local para encontrar invertebrados: insetos, aranhas, miriápodes, lesmas, pequenos caracóis, minhocas e outros.

Também examina árvores e arbustos para se alimentar de insetos que pousam sobre eles, especialmente lagartas, e frutas como maçãs, pêssegos e damascos.

Seu pescoço é curto e tem um papo, onde armazena comida quando não está mais com fome. Ele caça essencialmente usando a visão, mas também a audição.

O CHARME DO PÁSSARO NEGRO

o melro

O melro é mencionado e descrito em muitos textos antigos. No Livro dos Animais, é indicado por Aristóteles com o nome de Cottyphus (Κοττύφος), e é descrito como a principal espécie de melro. Embora tenha plumagem preta, não é percebido como símbolo de mau presságio.

É a ave nacional da Suécia e Costa Rica.. O turpial, ave nacional da Venezuela, é um tipo de melro.

Era considerado pelos gregos como um animal sagrado, embora destrutivo. Krukow, uma cidade alemã, leva-o como emblema do brasão. Além disso, muitos países emitiram selos com a imagem dessas aves. O fascínio que ele produz é tão grande que até na música há uma pequena composição para flauta e piano, Blackbird (Le Merlenoir) de Olivier Messia, que foi inspirada em seu canto.

Além disso, o canto desse pássaro conquistou Paul McCartney, quando fazia parte dos Beatles, para compor uma de suas mais belas baladas, Blackbird. Nela, ao final, ouve-se o canto de um melro.

CURIOSIDADES

Sua cor preta é frequentemente associada a lendas, mitos e contos místicos, lembrando medo e promessa ao mesmo tempo. O melro é comum, mas existe um lindo melro branco, muito raro de localizar, que simboliza algo completamente excepcional. É assim que se ouve a frase “mais raro que o melro branco”, “Ser algo ou alguém um melro branco”. É um presságio de sorte sempre que é visto, especialmente se dois são vistos juntos.

O nome do mago Merlin, diz-se, possivelmente vem da palavra francesa merle (melro). Na mitologia, essa ave aparece como um dos símbolos das cárites (agradecimentos), que encarnam charme e beleza, as Filhas de Zeus. Ele faz parte da procissão de Apolo e acompanha deuses como Atena, Afrodite, Eros e Dionísio.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.