Home » Animais » Peixe-aranha

Peixe-aranha

O Trachinus Drake é popularmente conhecido como Peixe-aranha, escorpião, faneca brava, escarapote, sabirón ou salvario. É uma das espécies da família Trachinidae que geralmente vivem a uma profundidade de 50 metros.

Peixe-aranha

Dimitris Siskopoulos (licença)

Este peixe é sedentário. Costuma se esconder sob a areia para atacar suas presas, já que a terra serve de camuflagem. A maioria dos indivíduos atinge um comprimento entre 15 e 45 centímetros.

A cabeça é grande, seus olhos estão juntos, no topo e direcionados para cima. Seu corpo é longo e achatado nas laterais. Sua carne é branca e seca.

Na barbatana dorsal tem cerca de sete espinhos que são venenosos, enquanto na segunda barbatana tem pouco mais de 32 espinhos. Estas são suas principais armas de defesa contra predadores. É bom saber que o ferrão está ligado às suas glândulas venenosas e, embora sua picada possa causar febre e problemas respiratórios, não representa perigo quando cozido.

Distingue-se pela sua cor verde, que é “acompanhada” por manchas escuras com linhas amarelas e azuis. Esta variedade de tons ajuda você a se abrigar entre algas e rochas.

 

Características do peixe-aranha

No Mar Mediterrâneo e no Atlântico existem grandes cardumes de peixes-aranha, onde se deslocam em áreas de lama e areia. Quando chega o verão, este animal marinho pode ser visto muito perto da costa, por isso é preciso estar muito atento. O contato com seu veneno pode ser prejudicial.

A dieta do peixe-aranha é baseada em crustáceos e outros peixes menores. Como foi dito, para caçar suas presas se esconde sob a areia, deixando seus olhos livres para poder observar os arredores. Em momentos precisos ataca para obter seu alimento.

Um fato muito interessante em relação ao peixe-aranha é que na fase reprodutiva ele se torna muito agressivo. Há registros de ataques a banhistas, sem motivo aparente.
O processo de desova do peixe-aranha fêmea ocorre entre junho e agosto.

Em muitas ocasiões, os pescadores pegam peixes-aranha e não sabem que mesmo morto, o animal mantém seu nível de toxicidade nos espinhos, pode causar lesões dolorosas.

O que acontece depois de uma picada de peixe-aranha?

Picadas de peixe-aranha são realmente sérias. O veneno desta espécie tem efeitos vasoconstritores que afetam seriamente a circulação sanguínea. Da mesma forma, pode produzir gangrena na área afetada pelo ataque.

O mais aconselhável é procurar assistência médica, a fim de tratar a ferida com os medicamentos adequados, para evitar consequências fatais. Após a picada, o paciente pode apresentar insuficiência respiratória, inchaço, febre, vômitos e convulsões no pior dos casos.

Tipos de peixe aranha

Várias espécies de peixes-aranha foram identificadas, mas as mais conhecidas são T. araneus, T. vipera, T. draco e T. radiatus. Eles são todos venenosos, por isso é aconselhável tomar precauções

Os especialistas em fauna marinha aconselham o uso de calçado ao caminhar ao longo da costa, verificando se existem salva-vidas e vestindo um fato de mergulho especial se praticar este desporto.

Foi confirmado que os peixes-aranha geralmente chegam à praia após tempestades. Então você deve tentar não ir às praias depois de uma forte chuva.

Usa na cozinha

Em muitos mercados mundiais, especialmente os europeus, os peixes-aranha são oferecidos sem cabeça e sem a barbatana dorsal onde seu veneno se reúne. Ao contrário de outros tipos de peixes mais procurados, como o salmão, não possui livro de receitas próprio, mas há quem o utilize para fazer guisados, sopas e caldos. Outros usuários estão relutantes em tomá-lo por medo de suas substâncias.

Atenção imediata

Quem receber uma mordida do peixe-aranha e não encontrar atendimento oportuno, pode submergir a área mordida em água quente (entre 43 e 46 graus) por 10 minutos. A ideia deste passo é aliviar a dor intensa que vem após o ataque. Algumas compressas de água quente também podem ajudar.

É fundamental tentar higienizar a ferida e, com a ajuda de alguns pedaços, extrair os espinhos. O uso de água fria e torniquetes é contraindicado. Antes de aplicar qualquer medicamento, é melhor consultar um especialista.

Diante de um episódio como esse, o principal é não perder a calma. Após a mordida virá uma coceira forte e uma infecção não é dada os devidos cuidados.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.