Home » Animais » Vicunha

Vicunha

O vicunha ou Vicunha vicunha É um animal quadrúpede que vive nos Andes. É um dos camelídeos que habita o continente sul-americano. Acredita-se que seja o ancestral selvagem da alpaca doméstica. Este animal é dono de uma das lãs mais finas e caras do planeta, pois só pode ser tosquiada a cada três anos.

Vicunha

Até recentemente, pensava-se que a lhama e a alpaca eram descendentes do guanaco, mas pesquisas recentes de DNA mostraram que a alpaca está relacionada à vicunha. Ao contrário desta, que só é encontrada na natureza, a alpaca é criada em algumas regiões para a fabricação de casacos. Existe actualmente um programa de prevenção da caça furtiva desta espécie, que só permite a sua tosquia quando a pelagem ultrapassa os 2,5 cm de comprimento.

Características da vicunha

A vicunha é o menor camelídeo que existe. É mais delicado e elegante que seu parente próximo, o guanaco. Um elemento que diferencia o guanaco da vicunha é que o primeiro tem dentes incisivos mais desenvolvidos e pernas adaptadas para andar em praticamente qualquer terreno, mesmo em lugares cheios de pedregulhos.

A pele da vicunha é longa e lanosa., castanho fulvo nas costas. Na garganta e no peito, é branco e muito mais extenso. A cabeça geralmente é menor e mais curta que a do guanaco, mas suas orelhas são um pouco mais longas. As vicunhas podem medir da cabeça ao corpo entre 1,45 e 1,60 metros, atingir uma altura de 75 a 85 centímetros e pesar de 35 a 65 quilos.

Comportamento, habitat e reprodução

As vicunhas têm um comportamento muito semelhante ao dos guanacos. São animais bastante tímidos e fogem facilmente quando sentem um intruso por perto. Isto é devido à sua magnífica capacidade auditiva. Outro hábito que compartilham com seus parentes é o de lamber pedras calcárias com alto teor de sal. Eles até bebem água salgada. Eles se alimentam de ervas daninhas que crescem em aglomerados no chão.

São animais gregários, ou seja, seguir a tendência de se agrupar em rebanhos. Vivem em grupos familiares formados por um macho e entre cinco e 15 fêmeas, além de toda a prole que têm. Esses grupos são territoriais e sua área de habitat pode chegar a 18 quilômetros quadrados. No entanto, isso varia dependendo da quantidade de comida que eles podem encontrar.

Vicunha

A reprodução das vicunhas ocorre entre os meses de março e abril. A fase de gestação da fêmea dura mais de 11 meses. Após esse período, ela dá à luz um único filhote, que passa 10 meses amamentando. Geralmente, este bezerro torna-se independente aos 12 meses de idade. O macho formará um grupo de jovens e a fêmea buscará uma irmandade. Isso impede um pouco a endogamia.

Dados demográficos localizam a vicunha nas planícies do sul do Equador, Peru, oeste da Bolívia e nordeste do Chile e Argentina. As áreas com pastagens e arbustos são as preferidas, especialmente aquelas de clima temperado a frio. É diurno.

Estado de proteção e conservação da vicunha

Vicunhas nos tempos antigos Eles atingiram uma população de mais de 3 milhões de cópias. Os incas tinham um “sistema” de proteção para esses animais, que estabelecia um limite de indivíduos para a caça. Até o cidadão comum era proibido de usar casacos de pele de vicunha, só a realeza podia usá-los.

O estado de conservação começou a mudar com a chegada dos colonizadores espanhóis, que passou a utilizar métodos mais eficazes para capturá-los, como o uso de armas de fogo, para favorecer a exportação para a Europa. Isso, sem dúvida, reduziu a população, a ponto de ser declarada em perigo de extinção, na década de 1970. Nessa época, vários países e organizações não governamentais se uniram para elaborar normas de proteção, que permitiram a multiplicação da espécie.

Reza a história que o libertador Simón Bolívar foi um dos precursores na defesa desses animais, ao promulgar as primeiras leis ambientais de toda a América.

Lã de vicunha

Vicunha Características, habitat, comportamento, reprodução Animal

A lã da vicunha é uma das mais populares do mundo e é considerada a segunda mais fina, depois da do antílope tibetano. É composto por pequenas fibras ocas entrelaçadas que conseguem isolar o ar. Estas fibras têm uma finura de 12 mícrons de diâmetro.

Nos tempos antigos, a lã de vicunha era usada pela realeza inca, e hoje apenas milionários podem usar roupas feitas com esse material. Em 2007, um metro de lã poderia valer US$ 3.000. Com ele são confeccionadas diversas peças de vestuário (meias, suéteres, xales e casacos, entre outras coisas), e também algumas peças para o lar (cobertores e colchas). O preço de um casaco feito por um renomado alfaiate italiano pode rondar os 21 mil dólares.

caio carbonaro

Sobre Caio A Carbonaro Guerreiro

Caio A. Carbonaro Guerreiro é um renomado biólogo da Universidade de Santo Amaro, com vasta experiência e profundo conhecimento em seu campo. Ao longo de anos de dedicação, ele se destacou em pesquisas e projetos que contribuíram significativamente para a compreensão da biodiversidade e conservação ambiental. Sua paixão pela natureza e seu compromisso com a preservação a tornam uma referência respeitada, e seu trabalho tem um impacto duradouro na proteção dos ecossistemas e na educação ambiental.