Home » Saúde e Beleza » Ervas para evitar durante a gravidez

Ervas para evitar durante a gravidez

Durante a gravidez, é comum que as mulheres grávidas recorram a remédios naturais para aliviar qualquer tipo de desconforto ou doença. Embora as plantas ou ervas possam parecer inofensivas para o seu bebê, nem sempre é esse o caso. É por isso que é muito É importante saber quais são as ervas a evitar durante a gravidez.

Plantas ou ervas para evitar durante a gravidez

Estar grávida, é muito importante ter conhecimento sobre as ervas que não podem ser consumidas neste estado. Muitas das ervas contra-indicadas durante a gravidez são freqüentemente usadas na culinária ou para fazer infusões. Por isso, é fundamental que toda gestante saiba identificar as plantas que podem representar um risco para ela e seu bebê.

Absinto

O absinto é totalmente desencorajado durante a gravidez, pois pode estimular o sangramento. Embora seja uma erva excelente para ajudar na digestão, pode ser perigosa durante a gravidez. Pode causar anormalidades no feto, e se você está amamentando, seu consumo também é desencorajado.

Arnica

Outra erva a evitar durante a gravidez é a arnica. Embora possa aliviar dores de cabeça e musculares, em mulheres grávidas pode estimular o útero. Isso pode causar contrações e até sangramento.

Açafrão

O açafrão, por sua vez, é uma planta muito cobiçada no mundo da cozinha. No entanto, para mulheres grávidas, pode ser muito perigoso. É considerada uma planta abortiva se consumida em grandes doses.

Infusões abortivas

Boldo

Quanto ao boldo, é muito apreciado pelas suas propriedades relaxantes e por ser um laxante suave. No entanto, devido à sua capacidade de favorecer a ida ao banheiro, pode causar contrações. Também pode ter efeitos prejudiciais para o bebê.

Epazote

Usada para regularizar a menstruação e promover a evacuação, também é uma das ervas que devem ser evitadas durante a gravidez. Isso porque pode estimular o útero, o que significa que pode gerar contrações.

Eucalipto

O eucalipto é bem conhecido por suas propriedades expectorantes. Durante a gravidez, não deve ser consumido, pois pode aumentar o risco de sangramento. Isso, é claro, pode levar a complicações para a gestante e para o bebê.

Rue

A arruda é uma planta considerada abortiva, por isso, obviamente, é totalmente desencorajada durante a gravidez. Isso ocorre porque estimula o útero e tem um efeito anti-implantação no óvulo.

Além das plantas mencionadas anteriormente, outros que são considerados obsessivos são tansy, sálvia e alcaçuz. Da mesma forma, confrei, damiana, malva, hortelã, ruibarbo, entre muitos outros, não são recomendados.

Porém, existem algumas plantas com as quais você pode fazer infusões e desfrutar de suas propriedades sem expor a saúde e o bem-estar do seu bebê. Entre eles estão camomila, erva-cidreira, gengibre, pessegueiro, entre outros. Da mesma forma, o ideal é que você consulte seu médico antes de consumir qualquer planta para descartar riscos.

anama ferreyra

Sobre Anama Ferreyra

Anama Ferreyra é uma renomada especialista em saúde e beleza, com sede na Universidade do Rio de Janeiro. Com vasta experiência e conhecimento em áreas como dermatologia e nutrição, Anama é reconhecida por suas contribuições para o bem-estar e a estética. Sua abordagem holística combina ciência e práticas naturais, oferecendo orientações valiosas para uma aparência e saúde ideais. Seus insights e pesquisa têm um impacto significativo no campo da beleza, ajudando as pessoas a alcançar um equilíbrio saudável e uma autoestima elevada.