Home » Saúde e Beleza » Eu quero ser mãe mas estou com medo

Eu quero ser mãe mas estou com medo

Ser mãe pode ser uma experiência maravilhosa, mas não é o caso de todas as mulheres. Ser mãe, ou melhor, maternidade, é cheia de muitos mitos, expectativas e outros. Isso pode gerar estigmas sociais para aqueles que, por sua própria decisão, não querem vivenciar isso.

Em primeiro lugar, é importante que você tenha claro que a decisão de não ser mãe não a torna menos mulher. Você é valioso pelas qualidades que constituem o seu ser, suas habilidades, virtudes e, por que não, defeitos. Portanto, não se sinta menos mulher só porque decidiu não ser mãe.

Você nunca deve permitir que a pressão de seus amigos, familiares ou da própria sociedade influencie seu desejo de ser, ou não, mãe. Em suma, muitas mulheres que realmente desejam ter um filho, apesar de seus grandes desejos, também sentem um medo terrível.

Por que tenho medo de ser mãe?

Existem vários motivos pelos quais uma mulher pode ter medo de ser mãe. Um dos motivos mais comuns, sem dúvida, é ter ouvido a experiência de outras mães. Às vezes, algumas mulheres descrevem a experiência da maternidade como algo terrível.

Isso pode gerar temores nas que ainda não são mães, pois confiam que o mesmo acontecerá com elas. Além disso, na adolescência, nossos próprios pais podem incutir medos e medos em nós. Tudo isso, com o único motivo de nos impedir de nos relacionarmos.

Medo de ser mãe

Mitos sobre a maternidade

Na verdade, muitos dos medos que uma mulher pode ter de ser mãe são produto dos mesmos mitos que a sociedade cria. Seguindo você encontrará os mitos mais populares e difundidos em todo o mundo.

A maternidade é essencial na vida de toda mulher

Este é um mito bastante popular, mas é apenas isso, um mito. Não há provas de que a maternidade é indispensável para as mulheres. Uma mulher pode ser mental e fisicamente saudável sem ter um filho em algum momento de sua vida.

Ser mãe é o instinto de toda mulher

Falso. Nem todas as mulheres têm aquele ‘instinto maternal’, E isso não é ruim. Nenhuma nasce com os conhecimentos necessários para ser mãe, pois se trata de uma questão mais cultural do que biológica.

Por ser mãe, você perde sua liberdade

Novamente, falso. Pode-se ser mãe e, por sua vez, dar continuidade ao seu crescimento pessoal e profissional. Quando você é mãe, as prioridades mudam, você só precisa de uma boa organização e pronto.

Todas as mulheres querem ser mães

Outro mito totalmente falso. Nem todas as mulheres desejam ser mães, pois algumas têm outras prioridades. O fato de não se sentirem mães não tira sua feminilidade.

Ao segurar seu bebê em seus braços, todos os seus medos irão embora

Embora você possa ficar chocado ao ver o rosto de seu bebê pela primeira vez e segurar seu pequeno corpo, isso não significa que todos os seus medos irão embora. Ao vivenciar este momento, você pode se sentir invadido por muitas emoções. Entre eles estão o medo, a confusão, a incerteza, a felicidade, o amor e muito mais.

Quais são os medos mais comuns de ser mãe?

Existem vários medos comuns que as mulheres grávidas podem sentir. Entre eles estão os seguintes:

Medo do parto

Muitas mulheres ficam preocupadas ao pensar em como será o parto. Sentem muito medo de sentir dores ao dar à luz, durando horas com contrações, entre outras coisas.

Não ser uma boa mãe

Um dos maiores medos, sem dúvida, é não poder ser uma boa mãe. É preciso lembrar que nenhuma mulher nasce sabendo ser mãe, por isso é normal que você cometa erros. Se perder a paciência, não se sinta culpado, porque não será o primeiro nem o último a fazê-lo.

Obtenção de novas responsabilidades

Obviamente, sendo mãe, você terá novas responsabilidades. Eles estarão principalmente relacionados ao seu bebê. Muitas mulheres temem não ser capazes de lidar com a situação ao assumirem essas novas responsabilidades, sentindo que poderiam negligenciar outros aspectos de suas vidas.

Responsabilidade da mamãe

Perca sua liberdade

Outro grande medo que as novas mamães sentem é o medo de perder a liberdade. Como mencionamos antes, ter um bebê não significa perder nossa liberdade. Significa apenas que você terá que se organizar melhor para poder cuidar do seu bebê e fazer o que você gosta.

Que as coisas mudam com o seu parceiro

Por fim, muitas mulheres têm medo de ser mãe devido ao fato de que a relação com o parceiro pode mudar para pior. Obviamente, o tempo que costumavam ficar sozinhos não será mais o mesmo, pois o filho os acompanhará. Isso não precisa necessariamente enfraquecer o relacionamento, mas, pelo contrário, fortalecê-lo.

Concluindo, ter medo de ser mãe é completamente normal, então não se sinta mal por isso. Cada mulher terá sua própria apreciação e experiência com a maternidade., portanto, não espere viver da mesma forma que seus amigos ou família.

anama ferreyra

Sobre Anama Ferreyra

Anama Ferreyra é uma renomada especialista em saúde e beleza, com sede na Universidade do Rio de Janeiro. Com vasta experiência e conhecimento em áreas como dermatologia e nutrição, Anama é reconhecida por suas contribuições para o bem-estar e a estética. Sua abordagem holística combina ciência e práticas naturais, oferecendo orientações valiosas para uma aparência e saúde ideais. Seus insights e pesquisa têm um impacto significativo no campo da beleza, ajudando as pessoas a alcançar um equilíbrio saudável e uma autoestima elevada.