Home » Saúde e Beleza » Praticar exercícios durante a gravidez reduz a chance de desenvolver depressão perinatal

Praticar exercícios durante a gravidez reduz a chance de desenvolver depressão perinatal

De acordo com um estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Universidade Politécnica de Madrid e do Hospital Universitário de Torrejón, exercícios durante a gravidez podem reduzir a chance de desenvolver depressão perinatal. Esse tipo de depressão pode ser pouco conhecido, pois costuma ser denominado depressão pós-parto.

No entanto, é importante que as gestantes obtenham informações sobre esse problema. Muitas das mulheres grávidas que sofrem de depressão perinatal não pedem ajuda nem falam sobre o problema. Isso, pela vergonha e medo de ser julgada como má mãe.

O que é depressão perinatal e quais são seus sintomas?

É essencial poder normalizar a depressão perinatal. Dessa forma, mulheres com esse problema poderão conversar abertamente sobre o assunto e receber ajuda. A depressão perinatal consiste em qualquer episódio depressivo que a futura mãe pode experimentar durante a gravidez e até 12 meses após o parto.

O início da depressão perinatal é mais provável se os seguintes fatores estiverem presentes:

  • Dificuldade em dormir bem
  • Choro excessivo do bebê.
  • A mãe se sente socialmente isolada.
  • Ele não tem relacionamentos íntimos.
  • Presença de estresse.
  • Não obter ajuda sem pedir.
  • Interações negativas entre mãe e filho.

Mulheres grávidas ou mães que têm A depressão perinatal pode gerar sentimentos de culpa. Eles também podem sentir que estão completamente sozinhos e podem sentir ódio de seu filho. Também é comum que pensamentos e crenças que podem dificultar a vida estejam constantemente pairando em suas cabeças.

Depressão perinatal

Como pode o risco de depressão perinatal ser reduzido?

Por reduzir o risco de depressão perinatal, e até mesmo para tratar o problema, é importante deixar claro que ninguém nasce aprendendo a ser mãe. É por isso que os pensamentos e a preocupação de não estar à altura da tarefa devem ser atacados.

Pode ser útil participar de workshops ou grupos de apoio. Nestes, as mães novas ou grávidas são ensinadas a interagir com o bebê. Além disso, poder conversar com outras mães também pode ser positivo, e ter uma comunicação adequada com seu parceiro é essencial.

Além disso, conforme mencionado no início, um estudo determinou que a prática de exercícios durante a gravidez pode ajudar a combater esse problema. A pesquisa foi realizada com a participação de 124 gestantes.

Das 124 mulheres, 70 delas tiveram que frequentar sessões de exercício físico moderado com supervisão de especialistas. As restantes 54 mulheres apenas tiveram que continuar com seu ritmo de vida normal, sem seguir instruções específicas.

Praticar exercícios durante a gravidez pode ser muito benéfico

Após a realização do estudo, observou-se que apenas 18,6% das mulheres grávidas que faziam exercícios tinham depressão. Enquanto 35,6% dos que não praticaram exercícios apresentaram depressão. Dessa forma, constatou-se que a prática de exercícios durante a gravidez pode reduzir em mais de 40% a possibilidade de ter depressão perinatal.

Exercício durante a gravidez

É sabido que o repouso durante a gestação é importante, mas a atividade física é a mesma. Na verdade, os exercícios durante a gravidez, além de serem benéficos para a mãe, também são benéficos para o bebê.

Segundo Marina Vargas Terrones, uma das principais autoras do estudo, o exercício deve ser aproveitado ao máximo. E é que isso pode ajudar a prevenir as diferentes alterações que podem ocorrer durante a gravidez e em todas as suas fases.

É por isso que é recomendado permanecer ativo durante a gravidez. É claro que, ao se exercitar, você deve levar em consideração que deve contar com o apoio de um profissional. O exercício deve ser moderado e ideal para mulheres grávidas. Desta forma, a saúde física e psicológica da mãe será muito melhor.

 

anama ferreyra

Sobre Anama Ferreyra

Anama Ferreyra é uma renomada especialista em saúde e beleza, com sede na Universidade do Rio de Janeiro. Com vasta experiência e conhecimento em áreas como dermatologia e nutrição, Anama é reconhecida por suas contribuições para o bem-estar e a estética. Sua abordagem holística combina ciência e práticas naturais, oferecendo orientações valiosas para uma aparência e saúde ideais. Seus insights e pesquisa têm um impacto significativo no campo da beleza, ajudando as pessoas a alcançar um equilíbrio saudável e uma autoestima elevada.