Home » Decoração » Como colocar um piso cerâmico

Como colocar um piso cerâmico

Saber como instalar pisos é essencial se você quiser economizar uma quantia muito significativa de dinheiro. Neste artigo você vai encontrar dicas que vão facilitar muito o seu trabalho.

Antes de começar

O piso cerâmico não é porcelanato, venecita ou laje. Mas é uma cerâmica adequada para qualquer ambiente, pois vêm com características diferentes para que você encontre a indicada para suas necessidades.

O piso onde você coloca a cerâmica deve ter uma inclinação caso a água chegue normalmente. Isso é calculado em um mínimo de 1 x 1000 para chuva ou 3 x 1000 para drenagem doméstica.

Este cálculo deve ser considerado na hora de escolher o tamanho da cerâmica, por exemplo se for um banheiro ou cozinha e houver uma única grade no centro, são 4 inclinações que convergem em um ponto.

Neste caso, é aconselhável optar por ladrilhos cerâmicos mais pequenos, que consigam absorver a diferença em mais peças e que não se note uma espécie de quebra onde há mudança de inclinação.

Caso o dreno esteja em um dos cantos do espaço, há apenas uma quebra irregular para absorver. Você tem que ter cuidado nesta circunstância, pois não é apenas um problema estético, mas se forem geradas projeções afiadas, acidentes podem ser gerados.

No caso de pisos com drenagem livre, como uma galeria que dá para o exterior, a inclinação é em apenas um sentido, de modo que o tamanho dos revestimentos cerâmicos não teria grande relevância.

Colocação de piso de ladrilho e preparação de superfície

É fundamental que a superfície a ser revestida esteja corretamente nivelada, firme, seca e limpa.

A inclinação deve ser adequada, plana e, se houver defeito, não deve ter mais de 5 mm de espessura.

Um novo piso cerâmico é colocado sobre uma pasta e, no caso de uma reforma, às vezes é possível fazer sobre o piso existente, mas tem que ser bem firme. Se o aglutinante for antigo, a superfície não precisa estar áspera ou empoeirada.

Por fim, deve sempre fazer um plano com o desenho tendo em conta a dimensão dos ladrilhos escolhidos, de forma a calcular o número de peças necessárias, a sua distribuição e a espessura das juntas.

Não é um detalhe menor, é comprar 10 a 15% a mais de peças para ter disponível caso uma precise ser substituída.

O corte em cerâmica

Os cortes das peças devem ser colocados nos setores menos visíveis, como atrás do vaso sanitário, embaixo das bancadas, atrás da geladeira, etc.

Se os azulejos do piso e da parede forem iguais, as juntas devem coincidir para que o revestimento tenha continuidade. Neste caso, os cortes também devem ser nos setores menos expostos, tanto para o piso quanto para as paredes.

Se os desenhos são feitos, eles têm que ser pensados ​​para que fiquem em pontos centrais, ou lugares desprovidos de móveis. Isto é conseguido com os eixos no local onde estarão, e começando com a colocação a partir desse ponto.

Exemplo de colocação de um piso cerâmico

Para exemplificar o trabalho e torná-lo mais compreensível, detalharemos a colocação das cerâmicas em uma galeria.

Neste caso, são utilizadas cerâmicas grandes de 40 x 40 cm, com tocetos de 10 x 10 cm, e uma guarda de pedra rachada lavada.

As cerâmicas do painel central são cortadas em ângulo de igual medida do lado do toceto, para isso as 2 diagonais deste último devem ser marcadas com fibra, e a ponta de uma grande cerâmica é colocada em um dos triângulos resultantes , e onde terminar o toceto, marque cada lado, unindo as duas marcas com uma linha.

Com o cortador de cerâmica proceda ao corte, certificando-se de que a linha traçada coincide com o corte.

A peça cortada servirá de molde para as demais que precisarem ser cortadas.

Colocação de cerâmica

Materiais necessários:

  • Cerâmica
  • Adesivo cerâmico
  • Pastina
  • Regra
  • Metro
  • Secador de piso
  • Balde
  • Espátula
  • Esponja
  • espátula dentada nº 12
  • Linha com giz
  • Espátula
  • Cortador de cerâmica
  • Nível

Passo a passo

Trace guias de colocação, para isso marque com giz os dois eixos perpendiculares no centro da superfície. Você também pode marcar guias auxiliares e a volta do perímetro, se necessário.

Para começar, o adesivo deve ser preparado de acordo com as instruções da embalagem e para espalhá-lo, utiliza-se a espátula, sempre levando em consideração que quanto mais rugosa for a superfície traseira da cerâmica e mais desníveis o piso tiver, os dentes do mesmas têm que ser maiores para que absorvam mais cola.

Utilizando os eixos previamente marcados, aplique o adesivo no piso com uma colher de pedreiro e espalhe com a espátula dentada cobrindo toda a superfície entre o piso e a cerâmica, não devendo haver espaços vazios caso contrário a peça poderá quebrar ao pisar.

Procure manter uma certa inclinação e firmeza contra o solo, dos eixos aos 4 lados. Nesse ponto a cerâmica é colocada com o ângulo cortado em direção aos cantos.

Nivele as peças batendo suavemente no cabo da colher e retire o excesso de adesivo para limpar as juntas.

É importante manter a espessura das juntas com uma cruz em cada vértice, que deve ter o tamanho ideal de acordo com a necessidade. Em seguida, coloque duas peças na parte superior e duas na parte inferior, combinando os cantos cortados. Nos lugares vazios, coloque os tocetos.

Durante todo o trabalho deve-se limpar o excesso de adesivo que ficou nas peças com uma esponja.

Uma vez que as peças estejam firmes, retire as cruzes de alinhamento, evitando pisar na cerâmica até que tenham passado pelo menos 24 horas.

As peças de borda são colocadas a partir dos cantos, para isso você pode ajudar os eixos auxiliares. As juntas de separação devem ser largas e alinhadas.

Uma vez que a cerâmica esteja firme, a proteção de pedra fendida é colocada no espaço que fica entre as peças do perímetro e o pano central.

Para colá-los, coloque o adesivo com uma espátula e, para aplicá-lo uniformemente, é útil usar uma régua como guia. Você só precisa espalhar as pedras na cola.

Após 24 horas da colocação, é espalhada a pastina, que é preparada com uma parte de água e três de produto.

É preciso preencher bem as juntas, para isso use um secador de borracha com movimentos diagonais em relação a elas, e passe várias vezes até verificar se estão bem completas. Na guarda de pedra a pastina é espalhada com uma esponja.

Os restos são removidos com uma esponja úmida e, se já estiverem secos, com uma espátula.

tom r silva

Sobre Tom R Silva

Tom R. Silva é um especialista em construção e decoração com um profundo conhecimento em transformar espaços em verdadeiras obras de arte. Sua habilidade excepcional de combinar design arrojado com a funcionalidade prática o torna um profissional renomado. Com anos de experiência, Tom é apaixonado por criar ambientes que refletem a personalidade e estilo de seus clientes. Sua abordagem única e atenção aos detalhes garantem que cada projeto seja uma expressão única de elegância e criatividade. Tom é uma referência em design de interiores e construção, proporcionando espaços inspiradores e funcionais.