Home » Diferenças » Diferença entre juiz e magistrado

Diferença entre juiz e magistrado

Certamente, quando você ouviu ou leu sobre justiça, você se deparou com a existência de juízes e magistrados, mas Você sabe qual é a diferença entre juiz e magistrado? Aqui vamos contar tudo o que você precisa saber sobre ambas as figuras jurídicas para que você as entenda ao máximo.

O que é um juiz?

Um juiz é uma pessoa qualificada e legalmente habilitada para resolver controvérsias ou emitir sentenças relacionadas ao destino de um réu. Isso, considerando todas as provas coletadas, bem como os dados, fatos e demais informações pertinentes para a construção de um juízo preciso.

A autoridade para fazer cumprir a lei vem do mesmo estado que certifica, após oposição, a pessoa para ser juiz. Um juiz deve concluir a carreira judiciária, além de ser bacharel em direito, além de concluir uma formação especial para alcançar essa posição jurídica.

O que é um magistrado?

Por outro lado, temos o magistrado que, pode-se dizer, ocupa um degrau mais alto na hierarquia dos ordenamentos jurídicos dos países. Embora o magistrado não seja o chefe dos juízes, ele tem maior poder e relevância, além de prestígio.

Os magistrados estão encarregados de administrar a justiça em um nível superior, por exemplo, em tribunais supremos, câmaras de nível superior, etc. Eles também são responsáveis ​​​​por resolver conflitos ou indecisões relacionados à constituição, contratos, etc. Da mesma forma, têm muito a ver com a elaboração de leis e sua legalidade.

Principais diferenças entre juiz e magistrado

  1. Caminho para chegar a essa posição: A primeira coisa que você deve saber é que o caminho varia para se tornar um juiz ou magistrado. Para se tornar um magistrado você deve primeiro ter experiência como juiz ou ser um advogado com vasta experiência.
  2. Anos de experiência: Um advogado pode solicitar a oposição do juiz após a conclusão de 4 anos de experiência jurídica. Por outro lado, um magistrado deve ter 7 anos de experiência jurídica mais experiência como juiz ou 10 anos como jurista para ser magistrado de quarto turno.
  3. Âmbito jurídico: O âmbito jurídico dos magistrados e juízes é diferente. Os juízes resolvem sentenças e conflitos enquanto os magistrados têm um alcance maior, quase no nível constitucional. O poder dos magistrados perante as leis, o governo e o sistema jurídico é maior.
  4. Area de trabalho: Os magistrados, por exemplo, trabalham nos tribunais, enquanto os magistrados do quinto grau trabalham nos tribunais supremos. Por outro lado, os juízes atuam apenas nos tribunais, possuindo diferentes tribunais: administrativo, colegiado, familiar, judicial, etc. Dependendo do tipo de direito que exercem.
  5. Perfil acadêmico: Conhecidos como Senhorio Ilustre, os magistrados têm uma maior experiência tanto no direito como nos juristas. O perfil dos magistrados pode corresponder ao de um juiz, mas o de um juiz não. Os juízes exigem menos treinamento jurídico, bem como menos preparação e experiência.
emilio ribas

Sobre Emilio Ribas

Emilio Ribas é um engenheiro com formação na Universidade Brasil, destacando-se por sua excelência acadêmica e competência técnica. Com um profundo conhecimento em sua área, ele é conhecido por sua habilidade em solucionar desafios complexos de engenharia. Sua capacidade de inovação e criatividade o tornam um profissional respeitado no campo, e suas contribuições têm um impacto duradouro na pesquisa e desenvolvimento de soluções tecnológicas. Emilio é um verdadeiro líder em sua disciplina, moldando o futuro da engenharia com sua experiência e dedicação.