Home » Diferenças » Diferença entre separação e divórcio

Diferença entre separação e divórcio

A vida a dois, principalmente no casamento, não é nada fácil, pois nesta fase há muitos altos e baixos e desafios que devem ser resolvidos, mas nem sempre é assim. Às vezes, as diferenças e os problemas são impossíveis de resolver, o que leva à dissolução do casamento.

Quando esse processo difícil ocorre, podemos encontrar dois caminhos, separação ou divórcio. Mas que diferença entre separação e divórcio existem? Aqui vamos dizer quais são as diferenças entre os dois processos para que você saiba qual caminho seguir.

O que é uma separação?

A separação, como o próprio nome indica, é um processo em que um casal se separa, o que não implica necessariamente em um processo legal que seria o divórcio. Ou seja, literalmente, as pessoas se separam deixando de estar juntas, mas não se separando legalmente.

Em uma separação, por exemplo, as pessoas podem parar de dormir juntas mudando-se para um quarto ou sala diferente. Eles também podem mudar seus hábitos, como não tomar café da manhã juntos ou viajar em carros diferentes. A separação não é necessariamente definitiva, pois pode ser feita temporariamente até que as diferenças sejam resolvidas.

O que é um divórcio?

Por outro lado, o divórcio é levar adiante a separação, de forma definitiva e com documento legal que comprove tal separação. Isso significa que aqui, além da convivência, se rompe o vínculo jurídico, econômico e patrimonial entre os cônjuges, bem como se modificam as responsabilidades caso haja filhos envolvidos.

O divórcio é feito perante uma autoridade civil, um juiz, e envolve geralmente advogados mútuo para chegar a um acordo. Isso porque existem obrigações de manutenção, ativos envolvidos, etc.

Diferença de Divórcio e Separação

  • Figura jurídica: Principal diferença entre separação e divórcio está na figura jurídica existente por trás desse processo. A separação implica em modificar a convivência do casal, separando-se como o próprio nome indica. Em vez disso, o divórcio implica uma figura jurídica através de um documento que suporta esta decisão.
  • Temporalidade: Por outro lado, a separação nem sempre pode ser definitiva, pois alguns casais conseguem resolver seus problemas e retornar à vida de casal novamente. No divórcio, a separação é definitiva e irreversível, pois vai um passo adiante com uma decisão contundente.
  • Implicações: As implicações de uma separação estão centradas na mudança do estilo de vida do casal para cada um por si. Por outro lado, no divórcio a separação vai além com a divisão de obrigações, bens e responsabilidades, principalmente se houver filhos envolvidos.
  • Responsável por fazê-lo: outra diferença entre separação e divórcio está na autoridade responsável por realizar este processo. A separação pode ser feita pelo casal sozinho, sem mais ninguém. O divórcio só pode ser realizado por um juiz em razão da figura jurídica, assim como são necessários advogados para sua gestão.

emilio ribas

Sobre Emilio Ribas

Emilio Ribas é um engenheiro com formação na Universidade Brasil, destacando-se por sua excelência acadêmica e competência técnica. Com um profundo conhecimento em sua área, ele é conhecido por sua habilidade em solucionar desafios complexos de engenharia. Sua capacidade de inovação e criatividade o tornam um profissional respeitado no campo, e suas contribuições têm um impacto duradouro na pesquisa e desenvolvimento de soluções tecnológicas. Emilio é um verdadeiro líder em sua disciplina, moldando o futuro da engenharia com sua experiência e dedicação.