Home » Frutas » Como cuidar de sua cultura de romã

Como cuidar de sua cultura de romã

Divulgue para seus amigos e seguidores!

  • Frequência da irrigação: aproximadamente uma vez por semana no verão e uma vez a cada duas semanas no inverno.
  • Frequência de fertilizantes: 1 vez por ano
  • Tipos de fertilizantes: Liberação lenta orgânica
  • Quando podar: 1 vez por ano

A romãzeira requer cuidados exigentes?

Os cuidados com a romãzeira não são exigentes, mas devem ser constantes porque, como qualquer outra planta, depende de nós e de nossos cuidados para mantê-la saudável. Estes são os principais cuidados que você deve dar à sua cultura:

Localização da cultura e clima

As romãzeiras requerem sol permanente, portanto, você deve colocar sua cultura na parte do seu jardim onde ela recebe mais horas de sol por dia. Se você mora em um apartamento, o melhor lugar que você pode oferecer é sua varanda.

Quanto ao clima, o clima ideal para o cultivo de romãzeiras é tropical ou semi-desértico, mas elas são muito resistentes e podem suportar climas frios com temperaturas abaixo de 0°. Portanto, não desanime se você vive em um lugar com estações marcadas, apenas se certifique de protegê-lo das geadas.

Regar a romãzeira

A romãzeira é muito tolerante à seca e, como muitos arbustos, não é resistente ao excesso de umidade, por isso devemos ser muito cuidadosos com a rega. No verão ou em períodos quentes, podemos regar aproximadamente uma vez por semana e em períodos frios a cada duas semanas.

Fatos curiosos

É importante verificar a umidade antes de regar, se você notar que o solo está seco você pode regar novamente, mas se você notar que o solo ainda está molhado é melhor esperar alguns dias antes de regar novamente.

Fertilização

O arbusto de romã requer um fertilizante de liberação lenta, rico em nitrogênio, fósforo e potássio. Podemos prepará-lo organicamente misturando cinzas de madeira com borras de café e adubo. Você deve adicioná-lo ao solo de sua cultura a cada 6 meses durante o primeiro ano de sua cultura e depois uma vez por ano, idealmente na primavera.

Limpeza e poda

Para que nossa cultura permaneça saudável, devemos mantê-la limpa de ervas daninhas, por isso é aconselhável verificar cada vez que regamos a cultura e limpá-la de todas essas ervas daninhas. Também se o arbusto tiver algumas folhas secas, é melhor removê-las para não tirarem a vida de nossa cultura.

É muito importante podar a cultura da romã pelo menos uma vez por ano para dar lugar a ramos mais jovens e flores e frutas mais saudáveis. Idealmente, podar após a floração e a colheita e apenas cortar os galhos mais longos sem exagerar.

Fatos divertidos

se sua árvore for afetada por uma praga ou doença, você não deve podá-la até que esteja completamente curada.

Prevenção de pragas e doenças

Moscas-da-fruta, ácaros e pulgões são as pragas mais comuns que podem atacar romãzeiras e podem ser prevenidas plantando algumas plantas aromáticas nas proximidades. Enquanto as doenças mais comuns são a clorose e a podridão das frutas que estão geralmente relacionadas à falta de nutrientes no solo.

Perguntas mais frequentes

Que cuidados uma romãzeira precisa ter?

A romãzeira precisa de rega moderada, deixando o solo a secar entre rega, precisa de um local onde possa receber pelo menos 6 horas de sol direto por dia, bem como de fertilização e poda uma vez por ano.

Porque as romãzeiras perdem suas flores?

As flores das romãzeiras tendem a cair quando são flores estéreis que não podem ser polinizadas. Outras vezes isso também acontece se sua cultura não recebe o cuidado adequado e não recebe sol suficiente por dia.

De que fertilizante uma romãzeira precisa?

A romãzeira precisa de um fertilizante rico em esterco, fósforo e potássio, que você pode dar misturando cinzas de madeira queimada com borras de café ou borras de café misturadas com um pouco de adubo.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.