Home » Frutas » Como e quando transplantar uma laranjeira em vasos

Como e quando transplantar uma laranjeira em vasos

  • Quando trocar potes durante o crescimento: desde que as raízes comecem a parecer apertadas ou sem espaço.
  • Quando aterrar: depois de alguns anos vivendo em um pote, quando as raízes são fortes.

Transplantar árvore de laranja para outra panela maior

Laranjeiras podem viver tranquilamente em vasos. Não precisa ser muito grande desde o início, mas à medida que a árvore cresce é importante trocar o vaso para dar espaço às raízes e nutrientes suficientes para a planta. O tamanho recomendado da panela é de cerca de 40 cm de profundidade. Sempre que o solo parece cheio de raízes, é um indicador de que devemos assar a árvore para uma panela maior.

Transplantar árvore de laranja para a Terra

Em países com climas tropicais, as laranjeiras podem ser cultivadas no solo a partir de sementes, mas em lugares mais frios é importante dar à árvore algum tempo para fortalecer suas raízes antes de expô-la à geada. É por isso que é recomendável tê-los em um pote por alguns anos, até que cresça o suficiente. Tê-lo em uma panela nos permite movê-lo quando o frio se aproxima e colocá-lo sob proteção. Uma vez que a árvore tenha gerado raízes fortes, ela pode ser transplantada no solo.

Como fazer um transplante

Há algumas coisas a ter em mente ao realizar transplantes:

  • Em primeiro lugar, é importante ter muito cuidado para não machucar as raízes. Quando tiramos a árvore da panela, podemos limpar um pouco as raízes do solo duro ou velho, mas é importante não machucar, quebrar ou cortar as raízes nesse processo.
  • Se o transplante é para a Terra é necessário fazer um grande bem o dobro do tamanho das raízes. Neste poço devemos colocar pedras para uma boa drenagem e húmus ou fertilizante natural.
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.