Home » Frutas » Doenças que podem atacar sua planta de melão

Doenças que podem atacar sua planta de melão

Manchas brancas (Oidium)

Uma das principais doenças que podem atacar o meloeiro é o Oidium, também conhecido como mal branco ou fungo branco.

Este fungo causa o aparecimento de manchas brancas nas folhas que está se transformando em pó acinzentado. Normalmente se desenvolve na parte superior das folhas, mas também pode se espalhar pelo caule e atingir os frutos.

Este fungo afeta diretamente a fotossíntese e, se não for controlada, pode ressecar as folhas e, posteriormente, a planta.

Como combater o oídio

A umidade é o principal ambiente perfeito para o desenvolvimento desse fungo, então boa poda e ventilação adequada do terreno Seria uma excelente opção para evitá-lo.

Este fungo é combatido removendo as partes afetadas da planta. Existem dois remédios naturais que combatem muito bem esse fungo:

Fungo

Esta é uma doença menos frequente que a anterior, mas geralmente ocorre na cultura do melão. É um fungo que produz manchas de aparência gordurosa na borda das folhas e/ou frutas. Essas manchas, com o tempo, ficam marrons e fazem com que a planta murche.

Para prevenir e/ou combatê-lo, você pode usar o mesmo método do Oidium.

Antracnose

Esse fungo geralmente aparece quando a umidade relativa do ambiente é igual ou superior a 80%. É transmitido através da chuva ou água de irrigação e sua presença causa lesões amarelas nas folhas vindo para secá-los.

Para prevenir este fungo, seria melhor:

  • Use sementes certificadas.
  • Rotação de colheitas.
  • Remova as partes danificadas da planta.
  • Não regue as folhas e caules da planta, mas diretamente em suas raízes.
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.