Home » Frutas » Fertilizante para café

Fertilizante para café

Resíduos de café na horta

A primeira coisa que precisamos fazer para reutilizar as borras de café no jardim é secá-las completamente, portanto, se você tiver usado uma máquina de café ou um coador manual, remova as borras e coloque-as sobre um cobertor ou recipiente de madeira à luz direta do sol por algumas horas até secarem uniformemente.

Fertilizante de solo seco

Uma vez secas as borras de café, você pode colocá-las diretamente sobre o substrato para manter afastadas as pequenas pragas animais, como lesmas e caramujos. Além disso, se você tiver um problema com gatos da vizinhança usando seu jardim como caixa de areia, aspergir o café seco no solo também os manterá afastados.

Fatos divertidos

O café contém muitos minerais que vão animar as plantas de seu jardim, mas vai acidificar um pouco o solo. É recomendado para plantas que são favorecidas pela acidez, tais como bagas ou tomates. Se você exagerar na quantidade, você pode contra-atacar com cascas de ovos.

Você também pode misturar o café com o substrato do preparo para cultivos radiculares como cenouras ou beterrabas, ou com seu composto caseiro ou vermicomposto para fornecer nitrogênio, fósforo e outros minerais.

Fertilizante líquido para café

Outra maneira de aproveitar os benefícios do café é misturar as borras de café com água para criar um fertilizante líquido. A proporção certa é uma xícara de borra de café para cada 3 litros de água, esta mistura pode ser usada para aspergir com um aspersor ao redor da alface e do repolho em seu jardim.

 

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.