Home » Frutas » Laranjeiras como plantas interiores

Laranjeiras como plantas interiores

  • Variedades recomendadas: Laranja chinesa ou naranjaquat.
  • Tipo de solo: pH entre 5 e 8. Boa drenagem.

Como cultivar uma laranjeira em vasos

A primeira coisa que devemos considerar é escolher uma das variedades laranjas que são mais bem sucedidas no interior, estas são as laranjas chinesas ou laranja. Então devemos procurar um pote grande o suficiente para que a laranjeira possa desenvolver raízes fortes. A panela deve ter mais de 40 cm de profundidade.

A terra da laranjeira interior

Laranjeiras são frutos de climas tropicais, então gostam de umidade e calor. Recomendamos que o solo tenha uma boa drenagem, pode ser feito misturando solo com areia para dar mais ar e que a água flua. Além disso, o solo deve ter um pH entre 5 e 8 e estar bem nutrido já que essas árvores precisam de nitrogênio, ferro, potássio, entre outras. Recomendamos o uso de fertilizantes naturais.

Cuidados com a laranjeira interior

A laranjeira cultivada em casa tem alguns cuidados específicos, como:

  • Você precisa estar ao sol pelo menos 5 horas por dia, então o local deve ter um bom acesso à luz natural. O ideal é que haja mais horas, até 12, mas o mínimo necessário é 5.
  • As laranjeiras adoram umidade, por isso a umidade ambiente deve ser de pelo menos 50%, no caso de ser menor recomendamos o uso de umidificadores.
  • É necessário regar regularmente sempre que o solo parece seco, mas não fazer poças ou permitir que a água se acumule no pires abaixo da panela.
  • A temperatura ideal é de 20 °C.
  • As laranjeiras em vasos consomem os nutrientes do solo rapidamente, pois têm pouca disponibilidade de terra. Por essa razão é muito importante nutrir à terra regularmente. Recomendamos fazê-lo usando fertilizantes naturais ou húmus de verme.
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.