Home » Frutas » O interessante mundo do flor-da-paixão

O interessante mundo do flor-da-paixão

  • Nome científico: Passiflora edulis
  • Outros nomes: Maracujá, parchita, flor da paixão, chinola.
  • Família: Passifloraceae
  • Origem: América Central e do Sul
  • Características da planta: Planta do tipo videira perene.
  • Principais propriedades: Analgésico, sedativo, relaxante, antioxidante, antiespasmódico, antiséptico, entre outros.
  • Benefícios: Ajuda a dormir melhor, controla o estresse e a ansiedade, melhora os problemas estomacais, dores de cabeça, cólicas menstruais, entre outros.
  • Usos: Medicina, homeopatia

Características do flor-da-paixão

A flor-da-paixão é uma planta do tipo trepadeira ou trepadeira, muito vigorosa e com folhas verdes escuras suaves, que pode ser cultivada em casa. Seus ramos podem se estender até um comprimento de mais de 20 metros se estiverem nas condições corretas.

Aproximadamente 10 meses após o plantio, o flor-da-paixão nos surpreende com flores lindas e exóticas que combinam diferentes cores e formas. Após algumas semanas, estas flores secam e dão origem ao maracujá, o maracujá.

Propriedades e benefícios do flor-da-paixão

O maracujá pode surpreendê-lo com seus inúmeros benefícios à saúde. Esta planta tem propriedades analgésicas, antioxidantes, antiespasmódicas, anti-sépticas, sedativas e hipnóticas que podem ajudar a controlar diferentes problemas de saúde de forma natural.

O flor-da-paixão pode ajudar você:

  • Controle a alta pressão arterial
  • Conciliar o sono e controlar as insônias
  • Gerenciando o estresse, a ansiedade e a depressão
  • Relaxando o sistema nervoso
  • Regulando o nível de açúcar no sangue
  • Aliviar dores de cabeça, enxaquecas e dores de cabeça.
  • Aliviar o desconforto estomacal e digestivo.
  • Aliviar o desconforto menstrual

Maracujá como planta medicinal

A passiflora é utilizada como planta medicinal na forma de chá, comprimidos e tintura ou concentrado em gotas. Embora seu uso medicinal seja totalmente natural, alguns medicamentos podem misturá-lo com outros medicamentos, como a valeriana, para proporcionar uma eficácia mais forte.

Entretanto, em casa podemos dar ao maracujá o uso medicinal que ele merece, preparando chá ou infusões com as folhas de nossa cultura de maracujá. A seguir lhe diremos como prepará-lo e consumi-lo.

Fatos curiosos

Não devemos exagerar com o consumo flor-da-paixão, pois ele pode causar efeitos colaterais, seu consumo recomendado é apenas uma vez por dia.

Efeitos colaterais e contra-indicações

Devido a suas fortes propriedades calmantes e sedativas, o flor-da-paixão não é recomendado para pessoas que tomam medicamentos com essas composições, pois pode causar intoxicação devido ao cruzamento de componentes. Também não é aconselhável tomá-lo antes de qualquer atividade importante, pois pode deixá-lo muito sonolento e deixar você sem energia para realizar suas atividades.

Fatos divertidos

O maracujá não deve ser consumido por crianças menores de 12 anos, mulheres grávidas e pessoas com problemas renais.

Usos do flor-da-paixão

O uso principal do flor-da-paixão é medicinal graças a todas as suas propriedades e ao grande número de benefícios que ele produz. A passiflora é utilizada na homeopatia na preparação de comprimidos, gotas, extratos e muito mais. Você também pode encontrar o chá flor-da-paixão em sacos de chá para preparar em casa, ou prepará-lo com folhas de seu próprio cultivo.

Chá de maracujá

Ingredientes para preparar uma xícara de chá flor-da-paixão:

  • 4 Folhas de maracujá (frescas ou secas).
  • 1 xícara de água
  • Açúcar ou adoçante (opcional)

Preparação:

  1. Coloque a água em uma panela e leve à fervura.
  2. Quando começar a ferver, coloque as folhas de flor-da-paixão e baixe a chama.
  3. Deixe ferver em fogo brando por cerca de um minuto enquanto mexe com uma colher, se desejar, pode adicionar açúcar ou adoçante a gosto.
  4. Deixar de pé por alguns minutos, depois esticar e servir.

Geralmente você pode obtê-lo em uma loja homeopática ou de remédios naturais.

O extrato de passiflora é comercializado como um medicamento natural e nada mais é do que um concentrado desta planta às vezes misturado com outros medicamentos também de origem natural para se obter uma melhor eficácia de seus efeitos. Este medicamento é geralmente prescrito por um médico que determina as doses a serem tomadas pelo paciente.

Origem e história do flor-da-paixão

O maracujá é originário do Brasil, onde, graças a seus frutos, foi descoberto e utilizado pelos astecas, que se aproveitaram dele para se nutrir e hidratar com bebidas refrescantes de maracujá. No século XIV, esta planta foi trazida à Europa pelos espanhóis que, ao verem sua flor, deram-lhe o nome de Maracujá, pois aos seus olhos recriaram a paixão de Cristo.

Crescendo o flor-da-paixão em casa

Se você achou interessante tudo o que leu sobre flor-da-paixão, temos boas notícias para você: é uma planta fácil de cultivar, que não é tão exigente em cuidados e condições climáticas, para que você possa cultivá-la em casa sem nenhum problema. Você só precisa dar-lhe amplo espaço para que ele possa crescer adequadamente.

Processo de semeadura

O maracujá é semeado com sementes de maracujá. Estas sementes podem ser obtidas de um fruto fresco, onde você terá que lavar muito bem as sementes com água até remover toda a pele ou polpa que as cobre e depois deixá-las secar ao ar livre por alguns dias antes da semeadura. Ou simplesmente comprar as sementes prontas para semear de um viveiro.

Para semear suas sementes você deve ter uma mistura de solo fértil com adubo, areia grossa e fertilizante natural (este pode ser alimentado organicamente com esterco animal). Uma vez que você tenha esta mistura pronta, coloque-a no vaso em seu jardim ou horta e coloque as sementes a cerca de 2 cm de profundidade.

Fatos divertidos

É muito importante que seu plantio tenha uma boa profundidade para o crescimento das raízes e uma boa drenagem para evitar o alagamento.

Cuidados com as culturas

Rega: O cultivo de flor-da-paixão requer uma rega moderada, é aconselhável regar dia sim, dia não, mas sempre verificando o estado de umidade do solo e suspendendo a rega para o dia seguinte se ainda estiver muito úmido. É muito importante evitar o excesso de umidade, pois isso pode causar o alagamento portanto, o apodrecimento das raízes da planta.

Luz e localização: flor-da-paixão precisa receber luz solar direta para se desenvolver corretamente, portanto, se você tem um jardim é ideal colocar a planta em um lugar onde ela possa receber mais horas de sol durante o dia, e se você vive em um apartamento, o lugar ideal é a varanda.

Floração e colheita

A planta do maracujá pode nos dar suas primeiras flores em cerca de 10 meses após o plantio e após algumas semanas as flores darão origem ao maracujá que começará a crescer e após algumas semanas começarão a mudar a cor de sua pele para uma cor amarela. Quando o fruto estiver pronto para ser colhido, observaremos que além da cor amarela, ele também começará a enrugar e sairá da árvore muito facilmente.

Pestes e doenças

O maracujá é uma árvore frutífera, por isso é um dos alvos favoritos das pragas e é muito propenso a sofrer doenças, por isso recomendamos que você leia o post sobre pragas e doenças do maracujá para que você possa tomar todas as medidas preventivas necessárias e evitar que sua cultura seja atacada por esses insetos.

Estas são algumas das pragas mais comuns que podem atacar sua cultura:

Tipos e variedades de flor-da-paixão

O gênero flor-da-paixão, pertencente à família Passifloraceae, tem mais de 360 espécies diferentes aceitas temporal e aproximadamente mais 300 espécies que ainda não foram resolvidas. Entre todas essas inúmeras espécies, as mais conhecidas com frutas são as seguintes:

Perguntas mais frequentes

O que é flor-da-paixão?

O maracujá é uma planta vigorosa, trepadeira, que dá frutos do maracujá. Além de dar frutos, esta planta também nos encanta com flores exóticas e bonitas que, quando secas, dão origem ao maracujá.

Para que é usado o flor-da-paixão?

As folhas de maracujá são utilizadas para fins medicinais na homeopatia, pois esta planta tem propriedades sedativas, calmantes, analgésicas e relaxantes utilizadas na preparação de chás, infusões e medicamentos naturais para aproveitar todas as suas propriedades.

Quais são os benefícios do flor-da-paixão?

A passiflora pode nos ajudar a melhorar diferentes problemas de saúde como dores de cabeça, enxaquecas, enxaquecas, dores de cabeça, cãibras menstruais, insônia, estresse, ansiedade. Problemas digestivos, problemas de pressão alta e regulação dos níveis de açúcar no sangue.

Como é feito o chá flor-da-paixão?

O chá de maracujá ou infusão é muito fácil de preparar, você só precisa de algumas folhas de maracujá frescas ou secas, uma xícara de água e açúcar, se desejar. Levar a água a ferver e adicionar as folhas enquanto a deixa ferver por mais alguns segundos, depois deixar ferver em lume brando, continuar a esticar e pronto.

É possível cultivar o flor-da-paixão em casa?

Sim, é possível cultivar o flor-da-paixão em casa. Tudo o que você precisa é de algumas sementes de maracujá, uma mistura de solo fértil com composto e fertilizante natural. Você pode semear em um vaso ou no jardim, deixando as sementes com cerca de 2 cm de profundidade. Você deve colocar a cultura onde ela possa receber luz solar direta e água dia sim, dia não.

Posso beber chá flor-da-paixão para meus nervos?

O chá de maracujá tem efeitos calmantes e relaxantes para que possa ser tomado para controlar os nervos. Deve ser tomado apenas com cautela, pois o consumo excessivo pode levar a complicações de saúde.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.