Home » Frutas » Que variedades de limão existem?

Que variedades de limão existem?

  • Variedades de limão mais conhecidas: Limão persa ou sem sementes, limão verde ou mexicano, limão real ou amarelo.
  • Variedades cultivadas em áreas tropicais: Eureka, Lisboa, Primofiori e Verna.

Como surgem as variedades de limão?

Para criar novos limões que resistissem a diferentes temperaturas e se adaptassem a diferentes áreas, híbridos e enxertos de limoeiros foram feitos, gerando as novas variedades. Os aspectos que são levados em conta para escolher entre essas variedades são: resistência ao frio e doenças, o tamanho da fruta, a quantidade de suco, a quantidade de sementes, espinhos e óleo na casca. Muitas variedades foram aceitas e seu cultivo se espalhou pelo mundo.

Variedades de limão

  1. Eureka: vem de um limão italiano. A fruta é pele amarela e polpa da mesma cor, enquanto suculenta e muito ácida. Produz frutos o ano todo, mas especialmente na primavera e no verão. É sensível a frios e insetos. Eles são cultivados em Israel.
  2. Persa: Conhecido como um limão sem sementes, o limão persa é bastante ácido e seu tamanho é maior que o do limão mexicano. Cresce especialmente no México.
  3. Armstrong: fruta sem sementes, semelhante a Eureka.
  4. Avon: produz muitas frutas muito boas para serem congeladas.
  5. Ursos: casca muito rico em óleo. Muito suscetível a doenças. Produz muitas chupetas que enfraquecem a produção. Cresce principalmente no Brasil.
  6. Berna ou Vernia: amadurece no inverno. Os frutos são mantidos na árvore até o verão. É uma árvore muito prolífica. Tem poucas sementes. É semelhante a Lisboa.
  7. Femminello Ovale: uma velha variedade italiana. Tem uma polpa macia, com muito suco e ácido, de muito boa qualidade. Tem poucas sementes e dá frutos ao longo do ano. Árvore quase sem espinhos, é muito boa para congelar e transportar. É amplamente cultivado na Itália.
  8. Génova: é italiano, de Gênova. Muito parecido com Eureka. É um arbusto, resistente ao frio. Eles são cultivados principalmente na Índia, Chile e Argentina.
  9. Harvey: sua origem é desconhecida. Ele se adapta muito bem ao frio e seus frutos são semelhantes a Eureka.
  10. Interdonato: Árvore siciliana, muito grande e sem espinhos. A fruta tem um sabor ligeiramente amargo, e tem muito poucas sementes. É cultivado na Itália.
  11. Lisboa: É nativo de Portugal, o fruto é muito semelhante ao Eureka. É colhida em fevereiro e maio. É uma árvore grande e espinhosa que resiste muito bem ao frio e ao calor. É amplamente cultivado na Califórnia.
  12. Meyer: Acredita-se que seja um híbrido de limão e tangerina. Foi encontrado pela primeira vez na China. Sua pele é laranja clara. Sua polpa é laranja amarela. Seu gosto é ácido. Produz frutos durante todo o ano, especialmente de dezembro a abril. É uma pequena árvore que resiste ao frio. É amplamente cultivado na Austrália e Nova Zelândia.
  13. Moscatello: Acredita-se que seja um híbrido de limão e citron. Fruta pouco suculento e muito ácido. Ele dá frutos o ano todo, especialmente no inverno e na primavera. Árvore de crescimento lento, sem espinhos e muitas folhas. É plantada muito na Itália.
  14. Nepalês: também é chamada de Assam, a fruta é semelhante ao citron, sua polpa é verde-amarela. É produzido na Índia. Dá frutos o ano todo.
  15. Perinne: é um híbrido de limão crioulo e Gênova. Casca amarela pálida, muito suculenta, sabor limão crioulo, mas com acidez semelhante à do limão francês. Produz frutos o ano todo. É sensível ao frio. Atualmente é pouco cultivado.
  16. Ponderosa: amarelo colo de frutas. Grandes glândulas petrolíferas. Árvore pequena, com alguns espinhos. Frutificando o ano todo, é cultivado na Califórnia e na Flórida. Muito crescido em maconha.
  17. Rosenberg: seu fruto é semelhante a Lisboa. É cultivado na Califórnia.
  18. Limão bruto ou limão francês: híbrido de limão e citron. Originou-se no norte da Índia. Grande árvore com espinhos.
  19. Crioulo ou mexicano: o limão mexicano tem frutas verdes, também é chamado de limão. Cresce especialmente no México.
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.