Home » Geral » Andesito

Andesito

Divulgue para seus amigos e seguidores!

Andesito é a segunda rocha vulcânica mais comum na crosta terrestre. (O primeiro é o basalto.) A rocha ígnea é composta de minerais félsicos e máficos, entre os quais dominam plagioclásio, biotita, anfibólio ou piroxênios. Devido à proporção de silicatos escuros, superior a 25%, é classificada como rocha andesítica ou de composição intermediária.

Andesito

Características do Andesito

Os feldspatos plagioclásio andesino e labradorita são abundantes nessas rochas.. Pertencem ao grupo dos tectos e aluminossilicatos (misturas de albita e anortita), razão pela qual se deve sua natureza confusa. Enquanto entre os anfibólios destaca-se a hornblenda, preta e verde escura. Augita de piroxênio, biotita e, às vezes, quartzo são listados como minerais acessórios.

Sua textura geralmente é porfirítica, com cristais grossos embutidos em uma massa ou matriz vítrea. Andesito é formado pelo rápido resfriamento da lava – composta por mais de 50% de sílica – expelida para a superfície. Às vezes sua textura é afanítica, produto da fusão de pequenos minerais. E até vesicular, quando há escape de gases na lava.

Classificação Andesita

Andesitos são intermediários em composição entre riolitos e dioritos.. Eles podem ser divididos em três classes de acordo com a ordem dos minerais que o compõem:

  • Dacitos: São rochas compostas por plagioclásio, com biotita, hornblenda e piroxênio. Os dacitos plagioclásio com piroxênio são os mais comuns e seu conteúdo é rico em ferro. Eles também podem reservar pequenas partículas de granada, quartzo e silimanita. Nem sempre são classificados como andesitos, mas estão no mesmo ranking de acordo com sua composição e química.
  • Andesitos com biotita e hornblenda: Há uma presença notável de minerais ferromagnésicos. A biotita, mineral máfico do grupo das micas trioctaédricas, e a hornblenda, um anfibólio deslumbrante.
  • Andesitos com piroxênio: Rico em ferro e magnésio. Eles compõem o maior grupo de rochas ígneas vulcânicas. Eles são escuros e grossos. Na mineralogia também são conhecidos andesitos basálticos, ricos em olivina e outros minerais ferromagnésicos, característicos do basalto. O andesito pode ser facilmente distinguido do basalto por seu alto teor de sílica ou vidro.

Origem e localização

O nome de andesito vem dos Andes, na América do Sul, região onde as primeiras rochas do gênero foram renomeadas em 1836. Está associada a vulcões e eventos sísmicos. Por esta razão é comum em áreas de atividade vulcânica intensa e constante, dorsais oceânicas e pontos quentes no oceano.

Pode ser encontrado em zonas de subducção em vários países da América e do Caribe. Também na Ásia e na Europa. Há andesito ao longo do anel de fogo ou costas do Pacífico, no Chile, Bolívia, Peru, Argentina, Equador, Colômbia e Honduras. Também nas Ilhas Aleutas, Japão, Indonésia, Cingapura, Nova Zelândia e Ilhas Salomão, entre outros.

As formações andesíticas em Cabo de Gata, em Almería, Espanha, também são bem conhecidas. Nesta parte as rochas podem ser distinguidas a olho nu pelos grandes cristais de hornblenda. As rochas andesíticas de Almería devem ter sido formadas pelo resfriamento do magma há 6 ou 8 milhões de anos.

Em Múrcia, onde também ocorrem estas cúpulas vulcânicas, o andesito é confundido com basalto alterado com vestígios de dacitos ou hornblenda. Mais, cada rocha é suscetível de estudos. Os locais mais famosos pela presença desta rocha são o vulcão Carmoli e as ilhas do Mar Menor.

Usos do Andesito

Andesite é usado como agregados, agregados rodoviários e na fabricação de pedras de pavimentação e outros materiais de construção. A rocha produzida por diferenciação magmática também está associada à mineralização de cobre e ouro. É uma rocha resistente ao calor, pressão e desgaste.

A cor da rocha varia de branco sujo, para cinza médio ou escuro. No entanto, seu caráter vítreo permite outros usos. Há pouco mais de 15 anos, seu principal componente mineral – andesina labradorita – é usado como pedra preciosa na ourivesaria.

A pedra andesita é caracterizada por seu efeito labradorce ou iridescência. Ele irradia diferentes cores e tonalidades, de acordo com o ângulo de onde você o olha. Também seu brilho metálico. No campo da joalheria é conhecido como andesina, labradorita andesita, labradorita vermelha ou pedra do sol do Congo. Nomes que se referem à sua cor avermelhada e/ou laranja.

Diz-se que a labradorita andesita tem influência no chakra do coração, além de curar doenças oculares ou doenças cerebrais. Leva à meditação profunda, quietude, clareza de pensamento. Atraia o positivo.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.