Home » Geral » Bronze

Bronze

O bronze é uma liga metálica, conhecida desde os tempos pré-históricos, aliás, é conhecida como “Idade do Bronze” a um período da humanidade. Na verdade, chama-se bronze, a qualquer liga que inclua cobre – um dos metais da Tabela Periódica dos Elementos – e estanho. Essas ligas podem variar e até incorporar outros metais. Devido às suas propriedades, as aplicações do bronze são muito variadas. É um metal que possui grande ductilidade e oferece poucas dificuldades para ser trabalhado.

Bronze

Principais propriedades do bronze

Devido às suas propriedades mecânicas e físicas, as diferentes ligas de bronze são superiores às do ferro, exceto o aço. Eles são menos quebradiços, seu ponto de fusão é menor. São excelentes condutores de eletricidade e calor. As ligas de bronze são menos rígidas do que outros metais, por isso têm a capacidade de acumular menos calor. Por esse motivo, uma das principais aplicações é a fabricação de molas, como peças industriais.

Características e propriedades físicas e mecânicas

Uma das ligas mais comuns que compõem os bronzes, são compostas por 89% de cobre e 11% de estanho.

Entre as propriedades físicas mais destacadas, o bronze tem uma densidade de 8,90g/cm3. Seu ponto de fusão está entre 830°C e 1020°C. O ponto de ebulição é 2420°C. Em relação à sua resistividade elétrica, ele se move na faixa de 14 a 16 µΩ/cm.

As propriedades mecânicas do bronze também são muito interessantes. Seu percentual de alongamento é superior a 65%. O dureza brinell usado para medir a penetração de um objeto no material a ser estudado, é de até 200 – dependendo da liga -. A resistência à tração é de 900 megapascais.

Ligas mais conhecidas

A forma básica de liga é aquela que contém 88% de cobre e 12% de estanho. Existe o chamado liga de bronze alfa. Uma mistura sólida de cobre e 4 ou 5% de estanho e usada para cunhagem de moedas, fabricação de molas e turbinas e ferramentas de corte.

Antigamente era conhecido como bronze arsênico a uma liga de cobre – na proporção de 70% – mais 30% de arsênico. Esta combinação oferece um metal duro e ao mesmo tempo quebradiço. Quando os efeitos tóxicos do arsênico começaram a ser conhecidos, esse metal caiu em desuso.

Com a descoberta da pólvora, passou a ser utilizada para a fabricação de armas de fogo. Especialmente canhões. Para isso, foi utilizada uma liga composta por 90% de cobre e 10% de estanho, denominada bronze comum.

Características do bronze, propriedades, ligas, joias, história

O bronze na joalheria

Um dos primeiros usos das ligas conhecidas como bronze foi na ourivesaria e joalheria. Atualmente, é utilizada uma combinação de 86% de cobre, 12,5% de zinco e o restante, pequenas quantidades de ferro e chumbo. Com esta liga, são feitas joias, zíperes e até moedas.

No Japão, os artesãos desenvolveram uma liga, conhecida como Kara Kane, que significa metal chinês, e é composto de 60% de cobre, 24% de estanho, 9% de zinco e o restante de chumbo e ferro. Seu principal uso, na antiguidade, era o de esculturas.

Outra aplicação muito original que é dada é a fabricação de sinos. Graças à sua sonoridade, há uma “sino metálico” composto por 78% de cobre e 22% de estanho.

Breve história do bronze

Aproximadamente 4.000 anos aC no Oriente Médio – acredita-se que na Europa isso aconteceu 2.000 anos depois – a pedra foi substituída por cobre, dando origem ao Idade dos metais. Mas o grande salto ocorreu quando o homem começou a fundir o cobre com o estanho, na proporção de 9 para 1, dando origem ao bronze e abrindo uma nova etapa tecnológica para a humanidade.

Não está claro onde as primeiras ligas foram descobertas, mas uma teoria indica que seria na região do Turquestão, onde é possível encontrar veios de cobre e estanho juntos.

Os primeiros instrumentos a serem forjados em bronze foram armas usadas para caça e guerra entre diferentes tribos. Mas, rapidamente, dedicaram-se à fabricação de instrumentos agrícolas. Isso constituiu uma revolução completa, pois a possibilidade de cultivar seus alimentos iria transformar inúmeras tribos, até então nômades, em sedentárias.

A Idade do Bronze iria prolongar-se até ao ano 900 aC e nesta fase este metal já começava a ser utilizado em joalharia e ornamentação. Estava perto de seu nascimento, a Idade do Ferro.

O bronze, um dos metais que não podem ser encontrados em estado puro na natureza, foi produto da capacidade do homem de transformar seu meio ambiente. Sua descoberta foi um grande salto para a humanidade e suas aplicações chegam ao nosso tempo.

liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.