Home » Geral » Escala de Mohs

Escala de Mohs

A dureza de uma rocha ou mineral é determinada por sua resistência a arranhões, cortes ou diferentes deformações causadas. Esses dados permitem identificá-los e classificá-los para conhecer seus diferentes usos na vida cotidiana. No entanto, não basta tocá-los para definir essa solidez. Hoje em dia o Escala de Mohs É o método mais utilizado na medição desta característica.

Escala de Mohs

A Escala de Mohs foi inventada em 1812 pelo geólogo alemão Friedrich Mohs, com a intenção de estabelecer diferenças entre rochas e minerais ao longo da história. Não é um mecanismo científico, embora a simplicidade que proporciona em termos de armazenamento e gestão de dados tenha facilitado o trabalho de campo de muitos geólogos.

Dentro da Escala de Mohs 10 minerais são referenciadossim A posição número um é ocupada pelo talco, que foi definido como o de maior fragilidade. Na última posição está o diamante, popularmente conhecido como o mais forte, embora atualmente existam outros, que são bem mais difíceis de encontrar.

Minerais em escala de Mohs

Deve-se levar em consideração que a Escala de Mohs representa uma resistência relativa, pois se baseia na comparação dos diferentes materiais já listados dentro da mesma lista. Significa que, ao revisá-lo, o leitor poderá saber qual rocha ou mineral pode riscar ou ser riscado por outro que o precede ou o precede. De um a 10 a escala de Mohs inclui:

  1. talco
  2. E isso é
  3. Calcita
  4. Fluorita
  5. Apatita
  6. Ortodoxo
  7. Quartzo
  8. Topázio
  9. corindo
  10. Diamante

Na Escala de Mohs também é possível expressar valores intermediários. Por exemplo: se algum mineral pode danificar um quartzo (7) e por sua vez for riscado por um topázio (8), sua dureza é calculada entre 7 e 8. Para fins práticos, será designado como 7,5.

Improvisar

Embora para medir a dureza de uma rocha ou mineral, por meio da Escala de Mohs, seja necessário ter um dos outros identificados na tabela, na ausência deles, podem ser utilizados objetos diferentes, comparáveis ​​em termos de resistência. Por exemplo:

  • Pregos: sua dureza é estimada em dois.
  • Copper Piece: Alcance um nível de três.
  • Faca: Encontra-se em nível intermediário, ou seja, cinco
  • Cristal: Semelhante à faca, alcance 5,5
  • Lima de aço: Tem 6,5

Ao tentar fazer uma marca, é importante verificar a direção na qual a força é impressa. Isso ocorre porque a dureza é uma propriedade vetorial. Da mesma forma, a granularidade ou capacidade esfoliativa da rocha ou mineral pode aumentar sua propensão à ruptura, mesmo quando o material utilizado é mais macio do que aquele que recebe a carga.

Outras escalas conhecidas

Até o momento, diferentes formas de medição de dureza foram desenvolvidas, muito mais precisas do que a Escala de Mohs. Diferentes testes podem ser citados como: Brinell, Vickers, Shore, Rosiwal e Knoop, sendo os dois últimos os mais populares atualmente, pois os valores estabelecidos por cada um são absolutos.

  • Escala Rosiwal: Contempla a realização de diversos ensaios laboratoriais, baseando seu estudo na resistência à abrasão da rocha ou mineral. Para esta tarefa, o corindo funciona como referência, pois sua dureza é 1000.
  • Escala Knoop: Requer o uso de microdureza. É utilizado, sobretudo, em chapas finas ou materiais de grande fragilidade, que são submetidos à pressão com um penetrador, feito de diamante. Uma vez que a fenda é feita, ela é verificada sob um microscópio. Nesse sentido, a dureza Knoop é o resultado do cálculo da divisão da carga aplicada entre a área de impressão.

Em geral, quase todos os testes mencionados requerem o uso de um objeto penetrante, que atravessa o material com atenção especial à quantidade de força aplicada. Somente o tamanho e a profundidade da marca, além do nível de força sobreposto, permitirão um cálculo adequado de sua dureza.

Quebrando mitos

Embora o diamante seja reconhecido mundialmente como o mineral mais duro, na realidade não é. Com o passar do tempo, foram descobertos materiais com maior resistência, mas são difíceis de encontrar. A pesquisa científica revelou que nitreto de boro, lonsdaleíta e até grafeno podem ser muito mais duros que um diamante.

O mesmo não acontece com o talco, pois até agora é o mineral mais macio que existe. No entanto, é possível que alguns metais igualem sua fraqueza, como césio, potássio, rubídio e também lítio, embora seja improvável que uma avaliação de sua dureza seja necessária para determinar a precisão em cada caso.

liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.