Home » Geral » Marmore Branco

Marmore Branco

O marmore branco É uma rocha metamórfica que se forma a partir de rochas calcárias expostas a altas temperaturas e pressões. É composto por mais de 90% de sua estrutura por carbonato de cálcio, ao qual são atribuídas a brancura e outras características físicas. Na natureza é uma grande massa estratiforme ou compacta irregular, dependendo da transformação da rocha base.

marmore branco

Junto com a calcita pode haver outros minerais, chamados inclusões ou impurezas, que afetam a cor e a textura. Entre os minerais secundários estão dolomita, quartzo, mica e serpentina; também algumas pedras preciosas, como granada e zirconita.

Não tão comum quanto o mármore branco, existem bolinhas amarelas, vermelhas, marrons, cinzas, azuis, pretas e verdes. As mesmas de uma cor uniforme com traços de linhas ou estrias, com manchas ou uma mistura de ambos.

Características do mármore branco

Mármore branco cortado em camadas finas pode ser translúcido. Tem dureza de 3 a 4 na escala de Mohs, podendo ser riscado com materiais de igual ou maior dureza. É suscetível ao ácido clorídrico, produz efervescência. Apresenta uma textura açucarada, de grãos médios a grossos.

É um material resistente, utilizado principalmente na construção civil, criando esculturas e elementos decorativos. O alto grau de cristalização do calcário produz uma rocha compacta que, ao ser submetida ao processo de polimento por abrasão, obtém um brilho natural impressionante. Não requer aditivos químicos.

O mármore branco é tradicionalmente encontrado entre gnaisses e micaxistos, também rochas metamórficas; na parte mais antiga da crosta terrestre. Pode ser localizado em todos os períodos geológicos, desde o Siluriano ao Triássico, Jurássico, Cretáceo e Terciário. Há referências de arquiteturas, obras de arte e utensílios feitos em tempos remotos com esta rocha.

Depósitos de mármore branco

É famoso o mármore branco de Carrara, extraído das pedreiras localizadas no município italiano, especificamente nos Alpes Apuanos. Os romanos chamam-lhe mármore Lunense, porque era exportado pelo porto de Luni. É de brancura apreciada, tons azulados, acinzentados, e poucas estrias. O mármore branco Carrera é de granulação fina e aparência farinhenta.

Outro mármore branco de qualidade é o extraído em Macael, Província de Almería, Espanha. Na zona do Levante chama-se ouro branco pela sua pureza característica e pelos benefícios económicos que a sua utilização deixa na região. O mármore branco Macael possui grãos médios e é composto por 83% de calcita, o restante é composto por dolomita e moscovita.

Também o mármore immitio ou mármore hymettium, bastante cor de cinza, é extraído das montanhas com o mesmo nome, na Grécia. Foi o primeiro mármore importado pelos romanos, mas devido à intensa exploração hoje apenas alguns vestígios podem ser vistos nas antigas pedreiras. É um mármore compacto, cristalino com grãos muito finos.

O mármore branco na história

Na Idade do Bronze, o mármore branco de Carrara era utilizado para a produção de utensílios. e objetos decorativos, incluindo acessórios funerários. Mais tarde, os romanos o usaram para construir os edifícios públicos de Roma e as casas patriarcais.

Com o desenvolvimento do cristianismo, a demanda pelo material cresceu, sendo utilizado na construção e decoração interna de prédios religiosos. Foi também o material preferido pelos escultores para suas obras, algumas delas de grande destaque na história. O David de Michelangelo esculpido em mármore branco de Carrara é emblemático.

O mármore branco de Macael também é explorado desde a antiguidade, de onde se registram contas e estatuetas, possivelmente de ídolos. Acredita-se que os fenícios esculpiram os sarcófagos em mármore de Macael. Mais em Roma, seu uso foi popularizado em colunas e grandes estruturas, como a do teatro Mérida. Também nas 124 colunas do Patio de los Leones, na Alhambra.

O Renascimento utilizou o mármore branco de Macael nas escadas do Museu Geominero e no Monumento à Constituição de 1978, em Madrid. A cidade de Macael ou cidade do ouro branco é o melhor exemplo da utilidade que esta rocha teve. Exibe monumentos, praças e calçadas esculpidas em mármore branco e as outras duas variedades típicas da região.

Formulários

Hoje em dia, o mármore continua a ser uma opção elegante., resistente e fácil de limpar, ideal para construções, decorações e criações ou obras de arte. É um material atraente, útil em exteriores e interiores, cobrindo pisos e paredes, bancadas de cozinha, peças de banheiro, fontes e esculturas. Para este último, são selecionados os mármores mais brancos e de grão fino.

Não em vão o mármore é sinônimo de beleza, força e arte. A palavra mármore vem do grego “marmarios” que significa pedra branca como a neve e superfície imaculada, segundo os Egeus.

liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.