Home » Geral » Urânio

Urânio

Divulgue para seus amigos e seguidores!

O urânio É um elemento metálico. É identificado na tabela periódica dos elementos químicos com o número 92 e é representado pela letra U. É composto por 92 prótons e 92 elétrons, e seu núcleo possui entre 142 e 146 nêutrons. Seu ponto de fusão é 1132ºC (2070ºF), e seu ponto de ebulição é 3818ºC (6904ºF). É uma combinação de 3 isótopos: 238U, 234U e 235U.

Urânio

Na superfície da Terra estima-se que existam 1017 Kg (2,2 x 1017 lb) de urânio, enquanto o conteúdo no oceano é estimado em 1013 Kg (2,2 x 1013 lb). Embora uma grande variedade de metais contendo urânio seja conhecida, apenas alguns são de interesse comercial.

Nos seres vivos é encontrado em baixas concentrações, mas ainda é mais abundante que outros elementos como mercúrio, berílio, prata e cádmio.

Comparado a outros minerais encontrados na Terra, tem um peso atômico maior e é 70% mais espesso que o chumbo. No entanto, é menos denso que o tungstênio ou o ouro.

O urânio foi encontrado como um óxido em 1789 por MH Klaproth, que decidiu nomeá-lo assim para aludir ao planeta do sistema solar, no qual havia sido identificado em 1781.

ORIGEM E CARACTERÍSTICAS DO URÂNIO

ocorre naturalmente em meio a explosões estelares (explosões de supernovas). O fator elementar nesses processos é a gravidade, cujos elementos dominantes criam capturas de nêutrons que produzem átomos com maior peso.

É encontrado em baixa concentração na natureza. É extraído para sua condensação. O homem trata as rochas com certos produtos químicos que as separam do urânio, conseguindo obter compostos químicos de urânio. O resíduo, chamado de material estéril, contém os elementos radioativos que o minério continha originalmente.

Este mineral metálico decai lentamente e emite um elemento alfa. Foi estabelecido que as meias-vidas variam. O urânio 238U tem cerca de 4,47 bilhões de anos, enquanto o 235U tem cerca de 704 milhões de anos. Ambos têm sido muito úteis para calcular a idade do nosso planeta.

PRINCIPAIS DEPÓSITOS DE URÂNIO

Segundo as estatísticas, em 2009 houve alguns 50 mil 572 toneladas de urânio. Parece que 23,3% foram extraídos dos depósitos da República do Cazaquistão, 20,1% do Canadá, 15,7% da Austrália, 9,1% da Namíbia, 7% da Rússia e 6,4% do Níger.

Apesar disso, sabe-se que os principais países produtores são Brasil, República Democrática do Congo, Rússia, Namíbia, Cazaquistão e Níger. Outros países onde estão localizadas minas de urânio, mas em menor escala, são Colômbia, Espanha e Peru.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) apontaram que o urânio existente no mundo pode atender a demanda por cerca de 85 anos.

Estima-se que, a longo prazo, os avanços nucleares permitirão um melhor aproveitamento do mesmo e os reatores projetados poderão extrair 30 vezes mais energia do urânio do que se consegue hoje. Se isso acontecer, as reservas serão preservadas por cerca de 2.550 anos.

Urânio Características, depósitos, usos, origem Elemento metálico

USOS DO URÂNIO

O urânio é usado como combustível em reatores nucleares, responsável pela produção de 3% da energia gerada pelo homem no mundo. Além disso, é usado na produção de munições e placas perfurantes de alta resistência. Outros usos e aplicações são:

  • Construção de estabilizadores para aviões e satélites artificiais.
  • Elaboração de cristais com coloração verde e amarela incandescente.
  • O 238U é convertido em plutônio e este, por sua vez, pode ser usado como arma nuclear.
  • Faz parte de certos acessórios brilhantes e certos produtos químicos usados ​​em trabalhos fotográficos.
  • O 238U é usado como blindagem contra radiação muito alta.
  • No estado metálico, é usado como alvo para raios X e para realizá-los.
  • Como blindagem para tanques de guerra e alguns mísseis
  • Alguns fertilizantes fosfatados contêm urânio.

EFEITO NO HOMEM

O homem pode ser exposto ao urânio pela inalação de poeira no ambiente ou pela ingestão de água e/ou alimentos contaminados. Uma exposição prolongada a este mineral pode afetar o funcionamento de alguns órgãos do corpo humano como o coração, cérebro, fígado, rim, pulmão. O urânio é altamente tóxico.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
liana trotte

Sobre Liana Trotte

Liana Trotte é uma graduada em engenharia pela Universidade Brasil, destacando-se por sua sólida formação e habilidades técnicas. Sua paixão pela resolução de problemas e inovação a conduzem a enfrentar desafios complexos com criatividade e determinação. Liana é uma profissional comprometida em aplicar seu conhecimento em busca de soluções eficazes e inovadoras. Sua formação sólida e mentalidade orientada para resultados a tornam uma adição valiosa em qualquer empreendimento que busque excelência em engenharia.