Home » Meio Ambiente » Ciclo do Carbono: O que é? [Características, Etapas e Importância]

Ciclo do Carbono: O que é? [Características, Etapas e Importância]

O que é o ciclo do carbono?

O carbono é um elemento químico não metálico muito prolífico na crosta terrestre e que, de fato, está presente em todos os seres vivos.

Depois de hidrogênio, hélio e oxigênioé o mais abundante elementos naturais disponíveis na natureza. Tem quatro elétrons formam ligações químicas tetravalentes.

Ele aparece em forma simples na face da Terra, como carvão ou diamantes, também como compostos inorgânicos, como dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4), mas também figura em compostos orgânicos como biomassa que vem de a questão dos seres vivos.

ciclo do carbono

Quais são suas principais características?

É muito versátil, pois seus átomos são capazes de se combinar com diversos bioelementos que são a base essencial das moléculas dos seres vivos, pois é um constituinte fundamental do DNA e aminoácidos que originam proteínas, além de compostos como ácidos graxos .

hidrosferaOperar em um ciclo biogeoquímico vital onde muitos organismos trocam constantemente carbono, graças a uma série de reações que ocorrem entre a biosfera (soma de ecossistemas do planeta) a litosfera (camada superficial da terra) a hidrosfera (superfície e águas profundas do planeta) e a atmosfera (ar).

Este processo de constante transformação permite carbono sai da atmosfera (como dióxido de carbono ou CO2) aos seres vivos e vice-versa.

Em combustíveis fósseis como o petroleo, gás natural ou carbono, o carbono abunda.

Quais são as reservas de carbono?

você irá fica disponível praticamente em todos os lugares. Vamos ver.

atmosfera da Terra

atmosfera de ozônio e ciclo do carbonoNa atmosfera, a camada terrestre da Terra, 0,001% do carbono global do planeta está presente na forma de dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4).

Não é tanto a concentração disponível no ar que respiramosmas os processos onde o carbono participa são essenciais para a manutenção da vida no planeta.

Biosfera

Segundo a comunidade científica, esta área da Terra onde a vida funcionaconcentrar alguns dois terços do carbono total alojado em matéria orgânica viva e biomassa ou matéria morta, participando de todos processos bioquímicos celulares dos seres vivos, incluindo humanos.

Da mesma forma, as florestas abrigam a madeira de seus troncos grandes concentrações de carbonoporque eles tiram de a atmosfera durante a fase de crescimento.

Você sabia que…

Uma árvore contém aproximadamente 20% do seu peso total de carbono disponível, apenas na madeira. Assim, a madeira é uma grande fonte de energia utilizada pelo homem há milhões de anos.

pisos

ciclo do carbono Os solos, por sua vez, armazenam um terço do carbono disponível em formas inorgânicas, como carbonato de cálcio. Sua interação com a atmosfera é total e decisiva para cumprir o ciclo da vida.

O carbono disponível no solo é três vezes maior do que o armazenado na atmosfera e quatro vezes maior do que tudo disponível em plantas industriais de biomassa. e fica mais forte muito mais quando interage com a atmosfera.

Funciona da mesma forma que uma espécie de pia que absorve o excesso de CO2 encontrados na atmosfera, contribuindo assim para reduzir o aquecimento global.

Quando se trata de piso rico em húmus ou matéria orgânicasolos de qualidade, fala-se também solos que contêm muito carbono.

Os oceanos

hidrosfera do marNo caso dos mares e oceanos, foi estabelecido que eles detêm 0,05% do carbono total disponível na Terra, apresentando-se como bicarbonato que quando combinado com cálcio forma rocha calcária e carbonato de cálcio que se encontra no fundo do mar.

Mas acima dos solos, os oceanos eles são o maior sumidouro de carbono do globouma vez que absorvem próximo ao 50% de todo o carbono de fontes atmosféricasou, embora isso tenhaesfarrapado níveis mais elevados de acidez para as águasafetado por ele biodiversidade marinha.

Sedimentos de origem geológica

Certamente, os sedimentos acumulados nas entranhas da litosfera são o maior depósito de carbono de todo o planeta e pode ter origem inorgânica, principalmente na forma de rochas calcárias, em um proporção estimada até agora em 90%.

Poluição do soloO resto é misturado com detritos orgânicos presentes em rochas sedimentaresa partir de milhões de anos atrás, por causa de sedimentos de biomassa que foram sepultados e submetidos a grandes pressões e temperaturas elevadas.

Uma dessas contribuições Os querogênios formados são combustíveis fósseis, como petróleo, gás natural e carvão.

Quais são as fases do ciclo do carbono?

Com carbono eles ocorrem em verdadeiros processos complexosuma vez que muitos as reações químicas da natureza onde este elemento está presente, elas acontecem simultaneamente.

Então vamos ver em partes.

dióxido de carbono na atmosfera

gás natural combustíveis fósseisNa atmosfera, há uma presença abundante de dióxido de carbono.

Na verdade, é considerado um depósito de carbono muito bomApesar Quatro vezes mais carbono está disponível nos oceanos do que no ar.

CO2 é um resíduos produzidos pela respiração de todos os seres vivos do planeta e também sabe fabricados artificialmente em processos de queima de combustíveis fósseisé altamente poluente que alterar a composição da atmosfera.

Em alguns processos de natureza geológica, como as temidas erupções vulcânicaseles geram também grandes quantidades de emissões de carbonomas na forma de dióxido de carbono, então eles também são altamente poluente e prejudicial ao ar que respiramos.

fotossíntese de plantas

Da mesma forma, temos o processo único de fotossíntese capitalizado exclusivamente por plantasseres vivos maravilhoso que absorve todo o CO2 eles precisam com a ajuda de os estômatos de suas folhas, a fim de produzir oxigênio para a vida.

O CO2 absorvido pela planta é misturado com a água que ela suga do solo e é sintetizada pela clorofila para produzir açúcares, que também serão transformados em complexos compostos de carbono em seus tecidos, a fim de produzir energia.

O que acontece depois?

Pois bem, parte desse CO2 volta para a atmosfera como resíduo eliminado pela respiração das plantas, outra parte é fixada no solo e se um animal (hervibóreo) se alimentar da planta envolvida nesse processo de fotossíntese, também levará sua parcela de compostos de carbono de graça.

Este animal também exala resíduos das trocas gasosas, incluindo dióxido de carbono.

Mas depois se tornará matéria orgânica, pois é uma presa fácil para um animal carnívoro mais alto na cadeia alimentar que engole sua carne, assimilando uma grande quantidade de nutrientes essenciais para crescer e sobreviver.

ecosfera heterophrodaEsses carnívoros, é claro, eles também entregam sua parcela de dióxido de carbono para a atmosferaPorque nenhum ser vivo abandona esta tarefa intrínseca da vida.

Quando esses seres carnívoros morrem, seus corpos inertes são atacados por pequenos organismos em decomposição como o bactérias S cogumelosquem sabe se alimentar desses organismos podres e dissolver algumas de suas partesque nutrem o solo.

Aqui tambem mais dióxido de carbono é liberado, do qual as raízes das plantas circundantes aproveitarão, cumprindo assim permanentemente um ciclo indispensável para plantas trabalham na fotossíntese e livre dióxido de carbono novamentea fim de o ciclo nunca para.

Portanto:

ecosferaEsse processo é chamado de ciclo rápido do carbono ou ciclo biológico, pois há uma troca entre os seres vivos, ar, solo e água, onde participam todas as etapas da cadeia alimentar.

Outra forma de produção de dióxido de carbono ocorre nos mares e oceanos. As conchas das espécies marinhas são ricas em carbonato de cálcio, que se transforma em calcário quando esses bichinhos morrem.

Mas se essa formação rochosa entrar em contato com o ar, ela se degrada e libera dióxido de carbono.

Muito dióxido de carbono também é produzido com a queima de combustíveis fósseis usados ​​como matéria-prima por o ser humano para produzir energia, especialmente elétrica ou térmica.

aumento das temperaturas mudanças climáticasNo entanto, esta atividade é a principal responsável pela mudança climáticaporque ultrapassou os níveis suportáveis ​​pela atmosfera de este gás de efeito estufaaquecendo a Terra muito perigoso para a vida.

Combustíveis fósseis são restos de matéria orgânica altamente enérgico que permanecem por milhões de anos presos em camadas muito profundas da terra, na forma de petróleo, gás natural ou carvão.

E também é alcançado entre rocha calcária e recifes de coral.

Qual é a importância do ciclo do carbono para a Terra?

Sem exagero, o ciclo do carbono é crucial para a vida de todos os organismos que compõem os ecossistemas do planeta, incluindo os seres humanos, pois é um componente vital da matéria.

radiação solarDa mesma forma, em concentrações normais na atmosfera, o dióxido de carbono é um gás de efeito estufa que influencia decisivamente o climapois tem a missão de capturar parte da radiação dos raios do solresfriando o planeta a uma temperatura confortável constante e conveniente para o bom funcionamento dos ecossistemas.

O problema é que foi demonizado, porque esse gás de efeito estufa é considerado o principal protagonista das mudanças climáticas, uma vez que é liberado em emissões descontroladas, devido ao uso de combustíveis fósseis como matéria-primaem processos industriais de todos os tipos desenvolvidos por humanoso grande culpado desse desequilíbrio ambiental.

Qual a importância das plantas no ciclo C?

ReciclarAs plantas são um elemento chave no ciclo do carbono.

Eles absorvem dióxido de carbono para poder realizar o processo de fotossíntese e fornecer oxigênio aos diferentes ecossistemas.

Quando as plantas morrem, elas se decompõem e são absorvidas pelo solo.

Muito, muito mais tarde, essas plantas tornam-se fósseis, dando origem a combustíveis fósseisO que o petroleo ou gás natural.

Qual o papel dos animais no ciclo do carbono?

O papel dos animais no ciclo do carbono é muito importante. Os animais realizam trocas gasosas de dióxido de carbono com a atmosfera.

Além disso, quando morrem, os animais se decompõem, contribuindo com carbono e outros compostos para a terra.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.