Home » Meio Ambiente » Clima Subtropical: [Características, Flora, Fauna e Adaptabilidade]

Clima Subtropical: [Características, Flora, Fauna e Adaptabilidade]

Pontos importantes sobre o clima subtropical:

  • O que é? O clima subtropical é reconhecido como um intermediário entre os climas tropical e temperado. Sua predominância é dada pelas zonas temperadas próximas aos trópicos terrestres. As regiões subtropicais são consideradas aquelas regiões da Terra onde a temperatura média anual nunca cai abaixo de 18ºC.
  • Onde está localizado geograficamente? Este tipo de subclima é geralmente incluído entre as divisões do clima temperado. O chamado clima subtropical chinês está localizado em latitudes entre 25° e 35°. Há outro clima derivado do subtropical: o mediterrâneo.
  • Como é a flora? No caso do clima subtropical, a vegetação costuma ser muito verde e abundante. Dependendo da região onde a brisa sopra, há plantas perenes reconhecíveis por suas folhas grandes e caules grossos.
  • Como é a vida selvagem? Existem muitas espécies animais que vivem bem no clima subtropical. Milhares de insetos predominam, assim como anfíbios, répteis e mamíferos. Crocodilos, jacarés, esquilos, capivaras, muitas espécies de aves são abundantes.
  • Quanto tempo dura o dia e a noite? No caso da América Latina, prevalecem duas estações em direção ao sul do continente: uma seca e outra chuvosa. A duração do dia e da noite é mais ou menos a mesma, distribuída por uma duração de 12 horas cada.
  • Os seres humanos podem viver neste clima? O clima subtropical é um dos melhores porque a umidade e as temperaturas durante grande parte do ano são constantes. Muitas cidades são cobertas pelo mapa climático subtropical, onde os continentes estão localizados na mesma latitude.

Qual é o clima subtropical?

O que é clima subtropicalO clima subtropical é reconhecido como um intermediário entre os climas tropical e temperado. Sua predominância é dada pelas zonas temperadas próximas aos trópicos terrestres.

Nem mais nem menos. As regiões subtropicais são consideradas aquelas regiões da Terra onde a temperatura média anual nunca cai abaixo de 18ºC.

A época mais fria do ano ronda os 6ºC e há chuvas sazonais. Mas as variações que ocorrem nesse subclima, dependendo da localização da região afetada por fatores como as chuvas, já foram suficientemente estudadas.

Existem diferenças substanciais entre o clima subtropical das costas leste e oeste em cada continente. Neste último caso, (referimo-nos ao oeste) produzem-se certas correntes marítimas mais frias, muito mais geladas do que as que ocorrem no leste.

No entanto, é importante esclarecer que apesar dessas variações, o clima subtropical na verdade se manifesta na mesma latitude, vem de regiões muito bem definidas ou estabelecidas.

Geralmente é classificado em três tipos: o clima chuvoso-seco, típico de grande parte da América Latina, bem como o clima oceânico e mediterrâneo, onde todos são produto das diferentes correntes marinhas que produzem mudanças nas temperaturas dos continentes.

Segundo Strahler, fala-se também de outra qualificação maior quando se fala da existência do clima chinês e do clima mediterrâneo. Nos chineses há muito mais umidade do que no Mediterrâneo, que é mais seco.

Onde está localizado geograficamente o clima subtropical?

Onde está localizado geograficamente o clima subtropical?Este tipo de subclima é geralmente incluído entre as divisões do clima temperado. Se começarmos pela Ásia, o chamado clima subtropical chinês está localizado em latitudes entre 25 e 35 graus.

Onde predomina a umidade ambiente derivada das correntes marinhas de áreas do sudeste do gigante asiático. Há temperaturas máximas que atingiram o recorde de 38ºC, como noites quentes com uma boa brisa.

Há outro clima derivado do subtropical, o mediterrâneo, que funciona ao contrário do clima de origem chinesa. Aqui não há umidade na maior parte do tempo, pelo contrário, o ambiente é seco a maior parte do ano e, consequentemente, muito calor é produzido.

As chuvas também se registam durante todo o ano e o seu nome deriva do facto de geograficamente falando, este clima ocupar a faixa por onde correm as correntes marítimas do belo Mar Mediterrâneo, pelo que se faz sentir em boa parte da região europeia.

Na Espanha, o clima subtropical é típico das Ilhas Canárias, Ibiza e Ilhas Baleares, bem como nas regiões costeiras do sul da península, como as belas cidades de Granada, Málaga e Almeria.

Onde está localizado geograficamente o clima subtropical -A maior parte do território espanhol é coberta pelo subtipo mediterrâneo, embora haja também o clima subtropical do tipo oceânico, que atinge todas as ilhas desta bela nação.

Os verões são bastante secos e muito quentes. Precisamente, o outro derivado do clima subtropical é o chamado clima oceânico, localizado nas regiões próximas às costas ocidentais do planeta.

No oceano, as temperaturas permanecem mais ou menos constantes na maior parte do ano, com uma média anual de 10ºC, mas nos meses mais quentes sobe para cerca de 22ºC.

Os meses mais frios têm temperaturas de cerca de -3ºC. Outra característica são as chuvas fortes, que ocorrem com maior frequência devido à proximidade com o mar e se acentuam no inverno.

Este clima domina as costas mais ocidentais do planeta. Seus invernos são bastante frios e os verões são amenos porque há sempre uma brisa bastante boa. É típico da Europa Ocidental e também se infiltra em alguns países da América Latina, graças à sua localização geográfica.

Por exemplo, Chile e Argentina têm clima oceânico subtropical, mas também predomina em algumas populações da Venezuela, Colômbia, Brasil, México e até em algumas cidades dos Estados Unidos, na América do Norte.

Quais são as características do clima subtropical?

Entre as funcionalidades mais relevantes temos as seguintes:

  1. As temperaturas amenas ocorrem na maior parte do ano, com poucas oscilações no nível térmico. Variam de temperaturas mensais acima de 10ºC e em torno de 18ºC em algum momento durante o verão.
  2. As correntes marítimas têm uma influência decisiva nas zonas do planeta onde predomina este clima, pelo que a paisagem é constituída por terrenos húmidos e muita vegetação.
  3. Há pouca chuva, mas chove especialmente para o norte das montanhas mais altas, graças aos ventos alísios úmidos que não levam sua influência para o sul.
  4. A vegetação deste clima é variada, abundante e um grande número de animais que se beneficiam dos benefícios das temperaturas estáveis.

Que flora predomina no clima subtropical?

Que flora predomina no clima subtropicalNo caso do clima subtropical, com certas variações, a vegetação costuma ser muito verde e abundante.

Por exemplo, no tipo de clima subtropical que funciona no Mediterrâneo, acontece que, graças aos verões quentes, desenvolvem-se árvores bastante secas e curtas. Os arbustos também predominam.

Embora a vegetação tenha suas variações, dependendo da região onde a brisa sopra, seja ou não de origem marinha, há plantas perenes que se reconhecem por suas folhas grandes e caules grossos.

Capaz de armazenar água para resistir à seca dos verões prolongados. Outras espécies antagônicas em ambientes naturais, como samambaias e palmeiras, podem ser observadas nessas paisagens subtropicais, graças à proximidade com regiões litorâneas.

Que fauna predomina no clima subtropical?

Que fauna predomina no clima subtropicalExistem muitas espécies animais que vivem bem no clima subtropical. Predominam milhares de insetos de todos os tipos, fascinados pela umidade predominante no ambiente, assim como anfíbios, répteis e mamíferos.

Os crocodilos são um emblema dos pântanos, especialmente na América Latina. Tem sangue frio e neste clima consegue aquecer facilmente o seu corpo e é por isso que vive muitos anos.

Da mesma forma, existem outros répteis famosos, como os jacarés. Esquilos, capivaras, muitas espécies de aves são abundantes, desde regulares da marinha até falcões e aves de rapina.

Quanto tempo dura o dia e a noite no clima subtropical?

Quanto tempo dura o dia e a noite no clima subtropicalComo é bem conhecido, a duração do dia e da noite depende da posição ligeiramente inclinada do planeta em sua órbita ao redor do Sol, ou movimento de translação.

Mas o movimento de rotação determina a sucessão do dia e da noite. E em sua rotação em torno do Sol, a Terra assume 4 posições na órbita da Terra.

No caso da América Latina, por exemplo, prevalecem duas estações para o sul do continente, uma seca e outra chuvosa, a duração do dia e da noite é mais ou menos a mesma, distribuída por uma duração de 12 horas cada.

Esta é uma constante nas regiões. Málaga, Espanha, é um dos destinos turísticos mais cobiçados da Europa, precisamente pelo seu clima subtropical-mediterrânico, onde os verões são amenos, com temperaturas médias que não ultrapassam os 26ºC.

Neste horário, a luz do dia dura 11 horas e no inverno tem cerca de 5 a 6 horas de sol.

Os humanos podem viver no clima subtropical?

Os humanos podem viver no clima subtropical?O clima subtropical é um dos melhores porque a umidade e as temperaturas durante grande parte do ano são constantes, homogêneas.

Muitas cidades são cobertas pelo mapa climático subtropical, onde os continentes estão localizados na mesma latitude.

Isso confere ao clima subtropical certos atributos de climas zonais, onde haverá mais ou menos precipitação ou chuva dependendo da proximidade do mar, além de ventos e correntes marítimas constantes.

Mas essas variantes, que derivam de subtipos de clima subtropical como o mediterrâneo e o oceânico, favorecem atividades econômicas variadas, dados os grandes benefícios que as paisagens naturais proporcionam ao ser humano.

Existem muitas cidades no mundo fundadas no calor do clima subtropical, tanto no hemisfério norte quanto no sul do planeta. Entre os mais importantes temos:

Hemisfério Norte

Nova Delhi, Cairo, Casablanca, Atenas, Málaga, Monterrey, Houston, Los Angeles.

Hemisfério sul

Buenos Aires, Porto Alegre, Assunção, Melbourne, San Diego, São Paulo, Santiago do Chile, Cidade do Cabo.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.