Home » Meio Ambiente » Ecossistemas Florestais: [Conceito, Tipos e Exemplos]

Ecossistemas Florestais: [Conceito, Tipos e Exemplos]

O que é um ecossistema florestal?

Ecossistemas florestais ou florestas possuem uma alta densidade de plantas com uma flora muito abundante, o que atrai muitos organismos para viver de seus benefícios.É formado por árvores que compõem a copa e vegetação rasteira, além de organismos, solos riquíssimos, processos sucessionais e evolutivos e ciclos tão importantes para a vida quanto o ciclo hidrológico, o ciclo dos nutrientes, entre outros.

ecossistemas florestaisAnimais vertebrados e invertebrados com milhares de espécies diferentes ocupando a superfície terrestre desse ecossistema que também é essencial para a vida humana, pois proporciona, por exemplo, uma série de benefícios diretos para cerca de 1.600 milhões de pessoas em todo o mundo.

Um excelente soldado contra a contaminação

Pesquisa feita por Malhi, Baldocchi e Jarvis, em 1999, indicam que apenas florestas ou ecossistemas florestais são capazes de fixar pelo menos 25% do dióxido de carbono que excede e que vai para o ar por causa da a queima indiscriminada de combustíveis fósseis que conduz o homem em sua atividades industriais poluentes.

Isto significa que a solução para o gravíssimo problema da mudança climática S aquecimento global é alcançado na própria natureza que insistimos em destruir.

É então necessário multiplicar a maravilha natural que são as florestas, com diversidade variável que muda de acordo com fatores abióticos presentes.

ecossistema do deserto de tundraAs florestas cobrem atualmente 29% da terra e contêm 60% do carbono pertencente à vegetação. E o carbono armazenado em solos florestais representa 36% do carbono total do solo a uma profundidade de um metro.

Isso significa que os ecossistemas florestais contêm mais carbono do que qualquer outro uso de a terra, de seus solos, de modo que contêm em média 40% da disponibilidade total de carbono por unidade de superfície.

E, portanto, possuem uma excelente capacidade redutora de poluição, ao usar este gás para produzir oxigênio naquela ar puro e proporciona vida.

O que acontece é que a mão destruidora do ser humano intervém para quebrar esse equilíbrio das florestas, com desmatamento ou reflorestamento, incêndio criminoso e outras formas de destruição do solo, que não poderão mais fixar mais carbono porque foram degradados ao máximo.

As ameaças diretas às florestas são as mudanças climáticas, poluição em todas as suas formas, ataques de pragas, superexploração para fins comerciais de muitos recursos disponíveis, como madeira e recursos minerais existentes, bem como a construção de vias de comunicação e barragens. a disponibilidade de água potável, são alguns dos os inimigos mais comuns desses maravilhosos ecossistemas terrestres.

O que compõe o ecossistema florestal?

ecossistemas florestais mais biodiverso do planeta, pelas quais são considerados pulmões vegetais do mundo, são as chamadas florestas tropicais úmidas, localizadas na América e na África, grandes detentoras de milhares de espécies vegetais e animais, algumas exclusivas, até irrepetíveis em outras. ecossistemas diferente, dadas as condições favoráveis ​​para que se cumpra perfeitamente O circulo da vida.

ecossistemas florestais o que são Em habitats ecossistêmicos, como floresta tropical ou floresta decídua temperada, muitas espécies de árvores podem estar concentradas em uma pequena área.

O contrário também acontece. Poucas espécies vivem em grandes e amplas áreas como em a taiga ou florestas de coníferas montanhosas áridas.

Seja como for, esses ecossistemas abrigam muitas espécies diferentes de vida que povoam a Terra.

As florestas também fornecem biomassa muito alto, quando comparado a outras comunidades vegetais.

A maior parte dessa riqueza energética encontra-se no subsolo, bem como nos sistemas radiculares das plantas em decomposição.

ecossistemas florestais ou florestas São também áreas que produzem madeira e outros produtos florestais e possuem uma bacia hidrográfica que deve ser protegida da contaminação a todo custo, pois é a fonte de água potável disponível de que o homem e todos os seres vivos necessitam.

Nada produz mais nutrientes para a vida de todas as espécies do que uma floresta natural.

Que características tem?

Em termos gerais, uma floresta natural é constituída por um conjunto extraordinário de espécies vivas e mortas, bem como pelas diferentes interações que ocorrem entre as espécies florestais e o solo.

Também o tipo de fauna dependerá do clima e da altitude.

Você sabia que…?

Por exemplo em uma floresta de coníferas, com baixas temperaturas, os animais mais abundantes são: coelhos, esquilos, corujas, coiotes, cães de a pradaria, doninhas, escorpiões, cascavéis, bem como espécies aladas que variam de pombos a morcegos.Da mesma forma, em uma floresta tropical existem muitas outras espécies de mamíferos, como veados, leões, pumas, veados, búfalos, girafas, hienas, geopardos, diferentes espécies de macacos, gorilas, rinocerontes, elefantes africanos, entre muitos outros seres vivos.

ecossistemas florestais ou florestaisE numa floresta de tipo temperado, habitam os populares e temidos ursos, guaxinins, veados, cobras, cabras, águias, pica-paus, entre outras espécies.

As plantas florestais são características destes ecossistemas, razão pela qual fornecem madeira de muito boa qualidade.

Carvalho (Hemisfério Norte), mogno (zona intertropical americana), pinheiros e cedros, coníferas que podem atingir até dois mil anos de vidaJunto com os álamos e as seringueiras, que são predominantes em climas tropicais úmidos, são os favoritos da indústria madeireira.

Que tipos de ecossistemas florestais existem?

existir várias classificações. De acordo com o fator de vegetação, eles podem ser dos seguintes tipos:

  1. floresta de madeira ou de folhas largas, predominantemente nas selvas.
  2. Florestas de coníferas ou folha acicular, onde existem plantas vasculares, espermatófitas e produtoras de sementes.
  3. florestas mistas, onde há um equilíbrio entre os dois tipos de árvores mais predominantes, nas chamadas florestas de coníferas, e espécies das latitudes boreais, de baixa variedade. Outra classificação muito importante ocorre de acordo com o fator climático. Nesse sentido, existem florestas tipo:
  4. boreal, são as florestas de clima subpolar e continental, que se encontram na região subártica do planeta, onde há predominância de plantas coníferas com folhas perenes.
  5. florestas subtropicais, Agrupam-se em regiões de clima subtropical, seja húmido ou seco, com plantas com folhas de louro.
  6. As florestas tropicais, Atendem a climas tropicais, especialmente os de floresta equatorial, considerada a mais chuvosa e úmida de todas, além de florestas tropicais secas.
  7. florestas temperadas, que pertence a regiões de clima temperado, como a floresta mediterrânica, as folhas largas decíduas e as sempre-vivas coníferas.

Altitude

Outro fator vital que determina o tipo de ecossistema florestal é a altitude. Vamos ver quais são as florestas dessa categorização.

  • florestas de planície, que são identificadas como planícies ou planícies suscetíveis a inundações.
  • florestas de montanha, que têm um delicioso clima de montanha que varia de acordo com a altitude. Em altitudes mais elevadas, porém, há menos disponibilidade de oxigênio e, portanto, de espécies animais e vegetais.

História e grau de alteração

Há também florestas Eles são classificados de acordo com sua história e grau de alteração.

Vamos ver.

  • florestas primárias, são verdadeiros reservatórios que não sofreram intervenções antrópicas ou predatórias ou destrutivas. Eles mantêm seus padrões originais de biodiversidade.
  • florestas antropogênicas, são aqueles onde a intervenção humana tem gerado um grande impacto que modifica seus padrões naturais, gerados como resultado de atividades como a extração massiva de madeira.
  • Desta classificação derivam a florestas secundárias, regenerado logo após as ações de desmatamento S florestas artificiais, criado pelo homem para louváveis ​​propósitos de conservação ambiental e convivência saudável.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.