Home » Meio Ambiente » Extração de petróleo: [Operação e Consequências]

Extração de petróleo: [Operação e Consequências]

O que é extração de petróleo?

O petróleo é um hidrocarboneto muito demandado pelo homem, devido ao seu alto poder energético. Foi formado há milhões de anos a partir de restos de seres vivos, como plâncton e algas, que se estabeleceram no fundo do mar.

Graças a fatores naturais como: temperaturas muito altas, altas pressões e falta de oxigênio, gerou uma decomposição gradual dessa matéria orgânica até se tornar uma substância oleosa conhecida como petróleo, presa principalmente entre rochas localizadas no subsolo, impregnadas por rochas porosas que compõem um reservatório.

Para extraí-lo, o homem colocou o melhor de sua engenhosidade, após descobrir suas excelentes qualidades energéticas e conversão em produtos de utilidade superior na vida cotidiana.

Mas como você sabe com certeza que há muito petróleo em um poço?

  1. Em primeiro lugar, deve ser percorrida uma fase exploratória onde são utilizados equipamentos de alta tecnologia, é instalada uma torre de perfuração, armada com motores muito potentes capazes de girar centenas de tubos que são aparafusados ​​um após o outro.
  2. Em seguida, há um fusível na ponta capaz de perfurar as rochas, até chegar à armadilha.
  3. Quando a área de interesse, chamada de poço, é atingida, os especialistas têm que controlar a saída do óleo com suporte preciso em uma série de tubos e válvulas. Esta é a única maneira de remover a torre de perfuração, que é portátil em design porque pode ser transportada de um lugar para outro.
  4. Uma vez que a perfuratriz perfura um reservatório, o óleo é expelido para a superfície, devido à imensa pressão existente, escapando da rocha.

como funciona a extração de petróleoEsse processo, conhecido como fase de extração do óleo, pode ser mais facilmente entendido agitando vigorosamente uma garrafa de refrigerante ou refrigerante e, em seguida, abrindo-a. A explosão faz com que o líquido seja expelido em todos os lugares.

Por esta razão, no caso de um reservatório, os especialistas devem garantir que a pressão seja ultra-controlada, a fim de evitar a liberação descontrolada de petróleo e gás natural associado.

Isso é conseguido por uma equipe multidisciplinar de engenheiros e técnicos especializados, que aplicam diversas manobras em válvulas e tubulações especiais.

Esses profissionais possuem alto conhecimento em geologia, cálculos matemáticos, físico-mecânica, química e outras ciências que atendem a indústria do petróleo.

O que são poços de petróleo?

São áreas delimitadas do subsolo, onde se encontram hidrocarbonetos presos entre as diferentes rochas concentradas nas profundezas da terra.

biocombustíveis de energiaUm poço de petróleo ou petróleo envolve o desenvolvimento de atividades destinadas à perfuração e extração de petróleo bruto ou hidrocarbonetos gasosos, a fim de transformá-los em combustíveis de alta energia que movem o mundo.

Onde o petróleo pode ser extraído?

Como já foi dito, o petróleo é depositado entre as diferentes camadas do subsolo, entre rochas e sedimentos formados pela desintegração de matéria orgânica milhões de anos atrás formada principalmente por plantas submetidas a condições ambientais extremas.

O que é necessário para sua extração?

Uma vez bem-sucedida a perfuração e confirmada a existência de óleo no poço, são necessárias técnicas especiais de perfuração para extrair óleo e gás de um reservatório.

Ótima furadeira para perfuração

Combustíveis fósseisEm linhas gerais, é necessário utilizar um tipo de canhão ou broca capaz de perfurar um tubo de revestimento na altura das formações onde se encontra o depósito previamente preparado para exploração.

O petroleo ela flui por esses furos até o poço e é extraída com o apoio de um tubo de menor diâmetro, chamado tubing.

Quando o poço tiver própria energia, o óleo e o gás associado sairão por conta própria, mas a vazão será graduada com o auxílio de um equipamento chamado “árvore de Natal” que é colocado na cabeça do poço, composto por uma série de válvulas que regulam a saída do óleo, a fim de evitar que ele derrame.

monitoramento de pressão

Por esta razão, no caso de um reservatório, os especialistas devem garantir que a pressão seja muito controlada, a fim de evitar a liberação descontrolada de óleo e gás natural associado.

PetróleoQuando não há pressão suficiente, o reservatório terá o apoio de um equipamento especial chamado balancim, que se move constantemente enquanto uma bomba capaz de sugar o óleo, que nunca sobe sozinha, atua no fundo do poço.

Eles são acompanhados por sedimentos, água e gás natural, que serão separados em outras instalações que devem ser construídas e condicionadas previamente para separá-los e aproveitá-los.

Isso é alcançado por uma equipe multidisciplinar de engenheiros e técnicos especializados, que aplicam diversas manobras em válvulas e tubulações especiais, profissionais que possuem alto conhecimento em geologia, cálculos matemáticos, físico-mecânica, química e outras ciências que atendem a indústria do petróleo.

Esta atividade é realizada de acordo com padrões de segurança muito elevados, de forma a evitar acidentes e ter um baixo impacto ambiental.

Qual é o poço de petróleo mais profundo do mundo?

Atualmente, o poço de petróleo mais profundo do mundo está localizado na Bacia do Tarim, região autônoma Xingjian Uigur, na China. Tem 85.858 metros de profundidade.

O poço, batizado com o nome de Luntan Um, bateu o recorde que a petroleira Sinopec havia alcançado anteriormente com outro poço perfurado a 8.588 metros de profundidade, em outubro de 2018.

É o maior campo de petróleo e gás de toda a China, concentrado a mais de 8.000 mil metros abaixo do solo, para o qual foram registradas muitas dificuldades técnicas devido à alta complexidade geológica e às altas temperaturas presentes.

A façanha desta descoberta foi realizada pela empresa chinesa Petroquímica Corp.., do grupo estadual SINOPEC.

Que danos podem causar desastres ou derramamentos de óleo?

Um dos maiores problemas do petróleo é a terrível poluição ambiental que pode gerar sua exploração. O óleo possui características físico-químicas que o tornam insolúvel em água, tornando-o muito difícil de limpar.

poluição do marMas quando queimam seus derivados, partículas de dióxido de carbono (CO2) são expelidas e Óxidos de enxofre (SOx), entre outros óxidos nitrosos (NOx) que causam sérios danos à saúde e o meio ambiente quando ocorrem derramamentos ou eventos indesejados ou provocados.

Estes acidentes, bem como as operações normais de exploração e transporte de petróleo bruto, conduzem inevitavelmente a danos graduais no ambiente, com efeitos por vezes irreversíveis no solo, ar, água, flora e fauna, em todo o ecossistema que impacta.

Entre os danos que podemos destacar estão:

  1. Poluição dos solos, com degradações às vezes irreversíveis de erosões que impedem seu uso na agricultura.
  2. Contaminação da água, quando ocorrem derramamentos de óleo verdadeiramente catastróficos em água doce ou salgada, com sérios efeitos sobre a flora e a fauna marinha.
  3. Contaminação do ar, com impacto na qualidade do ar, em decorrência de práticas indesejáveis ​​de queima de combustíveis que elevam os níveis de gases de efeito estufa, em detrimento do planeta, porque são liberados dióxido de carbono, monóxido de carbono e sulfeto de hidrogênio, graças a práticas erradas como a queima de gás natural em “mecheiros” das instalações petrolíferas.
  4. danos irreversíveis para ecossistemas, associados a derrames de petróleo e acidentes, onde a flora e a fauna dos ecossistemas terrestres, aquáticos e marinhos Ele morre por causa das toxinas altamente letais presentes nos hidrocarbonetos.
  5. As aves ao ar livre sofrem tanto quanto a vegetação e os animais. E no caso de explosões em refinarias e oleodutos enterrados em áreas abertas, muitas vezes também são geradas desolação e morte, mesmo entre trabalhadores e moradores vizinhos a essas instalações perigosas, que devem ser tratadas com muito profissionalismo e altos padrões de segurança.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.