Home » Meio Ambiente » Polinização: o que é? Por que é extremamente importante?

Polinização: o que é? Por que é extremamente importante?

Divulgue para seus amigos e seguidores!

🐝 O que é polinização?

polinização É um maravilhoso processo da natureza que permite a germinação e a fertilização de uma flor para outra, a fim de produzir sementes que permitem sua multiplicação e concedem aos membros da cadeia alimentar.

É produzido quando um grão de pólen de uma flor, que pela ação de fatores abióticos (vento, a água) ou biótico (pássaros, insetos) se desprende do estame ou órgão reprodutor masculino e viaja para outra flor para ser depositado em seu órgão feminino, mais conhecido como estigma.

Esta transferência mágica permite a reprodução posterior das flores através da fertilização.

Você sabia que…?

Vale destacar o protagonismo de aves e insetos nesse processo, com participação estelar de 80%, que atuam como vetores ou polinizadores. O resto do trabalho é feito pelo vento ou pela água da chuva.

Nesse ciclo anterior à reprodução, destacam-se abelhas, borboletas, moscas, mariposas e até morcegos e besouros. Então pense bem antes de matar qualquer um desses seres vivos, pois eles têm uma função vital a cumprir na a natureza.

A polinização contribui muito para manter a estabilidade os ecossistemas.

🌼 Por que é importante na natureza?

A polinização é absolutamente essencial na natureza. É bidirecional, pois favorece tanto a planta quanto o agente polinizador. O primeiro se reproduz e se fortalece e o segundo consegue o alimento de que necessita para viver.

o que é polinizaçãoVamos ver quais são as principais funções que este processo único cumpre.

facilitar a reprodução

As plantas com flores têm essa opção de se reproduzir e sobreviver, graças à ajuda de um vetor polinizador que transporta eficientemente seu pólen para outra flor.

Biodiversidade garantida

Os animais, sem saber, garantem que muitas plantas com flores possam coexistir em um ecossistema onde todas elas se encaixam, fortalecendo assim A biodiversidade em um habitat ideal para a espécie.

função alimentar

como ocorre a polinização

Quando a polinização é bem gerida, o rendimento dos sistemas de produção agrícola aumenta cerca de 24%, segundo dados fornecidos pela FAO, a agência dependente das Nações Unidas que zela pelos alimentos em todo o mundo.

Da mesma forma, com a polinização adequada nos campos produtivos, muitos dos alimentos que chegam às mesas dos lares do mundo estão garantidos.

Benefícios na agricultura

É assim que os especialistas em agricultura consideram que a polinização fornece um suporte ideal para a produção de pelo menos 87 das principais culturas alimentares do planeta.

Quanto melhor a qualidade do processo de polinização, maior a qualidade do alimento, que obviamente será muito mais saudável, pois não há agentes artificiais envolvidos. origem química.

E isso acontece graças ao trabalho dos vetores polinizadores, que intervêm em média, cerca de 35% das culturas ou terras agrícolas em todo o mundo.

Por isso, considera-se que a polinização bem orientada em campos hortícolas é essencial para a manutenção de ecossistemas agrícolas que permitam alcançar uma agricultura sustentável que possibilite alimentar os seres humanos de todo o mundo, os últimos grandes beneficiários desta cadeia alimentar.

🐝 Como ocorre a polinização?

Ela é produzida justamente a partir do momento em que os grãos de pólen passam do órgão reprodutor masculino da flor, conhecido como estame, para o órgão reprodutor feminino, denominado estigma, com a valiosa ajuda de um agente polinizador.

Que organismos intervêm? Principalmente: insetos

que organismos polinizamComo já dissemos, agentes fundamentalmente bióticos intervêm, quais os principais são insetos, que são atraídos por cores brilhantes de os estames e os deliciosos néctares das flores.

Ao pousar no órgão reprodutor masculino, retêm grãos de pólen nas pernas e no corpo, que acabam em outra flor quando viajam em busca de mais alimento, ou simplesmente abrigo.

É assim que ocorre a polinização, quando o invertebrado, sem saber, deixa o pólen no órgão reprodutor feminino daquela nova flor que visita.

Você sabia que…?

Dentro desse papel vital que os polinizadores desempenham, as abelhas são verdadeiros heróis que vão de flor em flor, uma e outra vez. Na verdade, existem cerca de 25.000 espécies ao redor do mundo e todas elas, absolutamente todas, são polinizadoras experientes.

Também mantém uma série de características morfológicas que o tornam muito eficaz neste processo:

    • Corpo coberto de pelos que facilitam a coleta dos grãos de pólen rapidamente, pois voam de uma flor para outra.
  • Em cada viagem, a abelha garante sua alimentação e a de sua colônia.
  • A sobrevivência de muitas espécies e a biodiversidade dos ecossistemas dependem em grande parte de suas ações diárias, onde podem visitar muitas vezes flores da mesma espécie.

como funciona a polinizaçãoMas todos os polinizadores juntos fornecem um ótimo serviço reprodutivo que beneficia pelo menos 80% de todas as espécies de plantas com flores em todo o mundo.

Da mesma forma, deve-se notar que polinização é um processo de mão dupla onde todos se beneficiam, Dos frutos e sementes que são produzidos após a fertilização causada por polinizadores, mais de 25% deles passam a fazer parte da dieta de insetos, pássaros e mamíferos que realizam esse ato singular de auxiliar na fertilização das plantas com flores.

Grupos de Diptera ou diversas variedades de moscas, Coleoptera ou besouros, bem como Lepidoptera ou borboletas e até mariposas também são contados como agentes polinizadores.

Além de insetos: morcegos e outros mamíferos

Da mesma forma, existem outros animais aliados à polinização, como morcegos e outros mamíferos. Precisamente, foi estudado que mais de 1.200 espécies desses mamíferos repulsivos ao ser humano, procuram alimento entre as flores.

As aves

aves e polinizaçãoOs pássaros também atuam nesse processo, atraídos pela grande variedade de cores nas pétalas das flores, sendo fascinados pelos tons alaranjados, amarelos e vermelhos. Os beija-flores, por exemplo, são eternos amantes das flores.

Em suma, a polinização faz parte de todos os ecossistemas terrestres naturais e artificiais. Aproveite a ação do vento, da água ou da visita surpresa de um inseto para que as plantas produzam suas sementes e frutos.

Você sabia que…?

Infelizmente, estima-se que atualmente pelo menos 200 vertebrados e 10.000 insetos que desempenham essa importante função natural que proporciona equilíbrio aos ecossistemas são espécies que estão atualmente ameaçadas de extinção (Chambers, 2004).

Muitas espécies morreram envenenadas pelo uso massivo de agrotóxicos nas lavouras, outras sofrem com a competição e deslocamento por espécies introduzidas e fatores como a desflorestação e fragmentação de seus habitats.

🌼 Como podemos ajudar e incentivar a polinização das plantas?

Uma maneira maravilhosa e divertida de contribuir para a polinização e, sobretudo, para o equilíbrio dos ecossistemas, é criar um jardim polinizador em espaços abertos, como parques e jardins.

Com esta ação estaremos alimentando-os, desde que incluamos as plantas certas; os que mais atraem esses visitantes invertebrados que querem se alimentar ou se reproduzir.

Crie o local ideal para polinizar

É uma ação que visa alcançar um habitat suficientemente atrativo.

Mas o que é necessário para alcançá-lo? Vamos ver.

  1. Uma grande área de vários metros quadrados, com terras nutritivas e aráveis.
  2. Água abundante para regar a área intervencionada, com regador de jardim.
  3. Sementes de plantas com flores muito variadas.
  4. Ferramentas de jardim, como pás e um regador ou mangueira.
  5. Depois de ter todos esses materiais, é necessário selecionar espécies de plantas nativas que atraem polinizadores.

Plantas vistosas

Algumas dessas plantas, marcantes por suas cores intensas e aromas requintados são:

  • serralha ou Asclepias curassavica.
  • Tepozán branco ou Buddleja cordata.
  • muicle ou justiça picante.
  • cardeal ou Lobélia cardinalis.
  • Murta roxa ou Salvia farinacea.
  • Pericon ou Tagetes Lúcida.
  • Trovão ou Estantes de tecoma.
  • mau-olhado ou Zínia elegans.
  • Jaspalache ou Sedum moranense.
  • tubulação ou sálvia leucanta.
  • cinco negros ou Câmera Lantana.

Então, será hora de semear todas as espécies no jardim que foi escolhido e preparado.

Revisão: quais organismos estão polinizando as plantas?

polinização e jardimE então passamos a observar periodicamente, a fim de verificar quais são as espécies de invertebrados polinizadores que mais visitam o jardim, quais são as plantas que mais recebem visitas, em quais estações do ano e quais visitam por mais tempo .

Um mapa do jardim onde a distribuição das espécies de plantas com flores é bem identificada será muito útil no início.

Fotos de plantas com flores em processo de polinização, incluindo insetos visitantes, podem então ser postadas nas redes sociais, acompanhadas de mensagens educativas que ajudam a criar maior interesse e conscientização sobre a promoção de iniciativas que preservem tanto os vegetais bem como polinizadores invertebrados.


Divulgue para seus amigos e seguidores!
sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.