Home » Meio Ambiente » Processos Térmicos: [Tipos, Métodos de Conservação e Tratamentos]

Processos Térmicos: [Tipos, Métodos de Conservação e Tratamentos]

Pontos importantes sobre Processos Térmicos:

  • Que são? O processo térmico é o aquecimento de alimentos por meio de vapor d’água saturado ou água quente em sobrepressão, de forma contínua ou descontínua, com o objetivo de destruir os microrganismos através do calor.
  • Que tipos existem? Os tipos de processos térmicos são: processo isotérmico, é a constante mudança reversível da temperatura de um sistema termodinâmico; processo ivolumétrico ou isocórico, neste processo termodinâmico o volume permanece constante; e processo isobárico, é realizado a pressão constante.
  • Quais são os métodos de preservação por tratamento térmico? Métodos de conservação são aplicados pela indústria alimentícia para otimizar o processo de tratamento térmico. Esses tratamentos são: pasteurização, esterilização, fervura, armazenamento e branqueamento.
  • O que são tratamentos não térmicos em alimentos? Consistem na aplicação de campos magnéticos para conservação de alimentos e envolvem o uso de recipientes plásticos herméticos, uma vez que recipientes metálicos não devem ser utilizados nestes campos.
  • Como é feito um tratamento térmico? É um processo de aquecimento de metais ou ligas em estado sólido, mantendo-os a uma determinada temperatura por um tempo, seguido de resfriamento, para melhorar suas propriedades físicas e mecânicas.

O que são processos térmicos?

O que são processos térmicosO processo térmico é o aquecimento de alimentos por meio de vapor d’água saturado ou água quente em sobrepressão, de forma contínua ou descontínua, com o objetivo de destruir os microrganismos através do calor.

No processo térmico, as variáveis ​​termodinâmicas de pressão, temperatura e volume mudam, processos que podem ser estudados na trajetória de um diagrama Pressão-Volume (PV), características de cada tipo de processo.

O processamento térmico pode ser feito em recipientes fechados ou em trocador de calor seguido da embalagem correspondente.

É essencial que haja uma diferença de temperatura para acelerar o fluxo de calor de uma substância para outra, de modo que o calor flua do produto mais quente para o mais frio.

Dois princípios diferentes são usados ​​para transmissão de calor, como aquecimento direto, onde o meio de aquecimento é misturado com o produto, e aquecimento indireto, onde o produto e o meio de aquecimento ou resfriamento não entram em contato.

A transferência de calor ocorre de três maneiras:

  1. dirigindo. Aqui a transferência de energia térmica é realizada através de corpos sólidos e camadas de líquido em repouso que estão em contato.
  2. Por convecçãon. Quando partículas de alto teor térmico são misturadas com partículas frias.
  3. por radiação. É a emissão do corpo quando este acumula energia térmica.

Que tipos de processos térmicos existem?

Os tipos de processos térmicos são os seguintes:

processo isotérmico

processo isotérmicoÉ a constante mudança de temperatura reversível de um sistema termodinâmico; por exemplo, a compressão ou expansão de um gás ideal em contato com um termostato.

Onde o sistema pode trocar energia com seu ambiente lentamente para que tenha tempo de entrar em equilíbrio térmico com o ambiente circundante.

Processo ivolumétrico ou isocórico

Neste processo termodinâmico o volume permanece constante.

processo isobárico

É feito a pressão constante.

Quais são os métodos de preservação por tratamento térmico?

Métodos de conservação são aplicados pela indústria alimentícia para otimizar o processo de tratamento térmico, a fim de melhorar a eficiência energética até chegar às mãos do consumidor. Esses tratamentos são os seguintes:

Pasteurização

Pasteurização
Fonte: https://live.staticflickr.com/3916/14652985990_74c73e5b96_b.jpg

É o tratamento térmico mais comum para a destruição de patógenos e esporos, a fim de prolongar a vida útil dos alimentos.

Consiste em proteger os materiais plásticos e preservar a impermeabilidade dos recipientes.

É a eliminação de organismos em estado vegetativo que podem causar doenças.

Processo em que são utilizadas temperaturas de 70°C (ou inferiores a 100°C) e refrigeração a temperaturas que variam entre 0 e 4°C. Esta técnica é popular devido às suas propriedades de vedação, alta barreira contra umidade, permeabilidade e gases, além de sua flexibilidade e resistência.

Após a aplicação do calor, o sistema de pasteurização permite o uso seguro do micro-ondas, mas os alimentos devem ser mantidos resfriados para manter suas propriedades.

Esterilização

É um tratamento térmico de alta resistência que elimina todos os organismos presentes aplicando calor a temperaturas de 100°C-138°C.

Ebulição

Ocorre quando a vaporização ocorre por bolhas. E quando ocorre por um filme de gás de interferência entre a superfície e o líquido, é chamado de ebulição do filme.

Armazenar

ArmazenarA temperatura de armazenamento deve estar entre 15°C e 20°C. Para permitir a conservação dos alimentos à temperatura ambiente, uma vez terminada a aplicação de calor.

Isso favorece a preservação dos produtos, tanto nos galpões quanto para o consumidor.

Escaldante

É realizado na indústria alimentícia quando é necessário inativar enzimas termolábeis em frutas e vegetais.

O que são tratamentos não térmicos em alimentos?

O que são tratamentos não térmicos em alimentosOs tratamentos não térmicos consistem na aplicação de campos magnéticos para conservação de alimentos.

Implicam a utilização de recipientes de plástico herméticos, uma vez que os recipientes de metal não devem ser utilizados nestes campos.

O tratamento em campos magnéticos deve ser realizado em temperatura ambiente que estabilize o alimento, que deve ser esterilizado sem qualquer alteração detectável na qualidade.

A temperatura dos alimentos aumenta entre 2 e 5°C e as alterações organolépticas após o tratamento são muito pequenas. Outro tratamento é a luz branca de alta intensidade com comprimentos de onda que variam do ultravioleta ao infravermelho.

Os pulsos de luz inativam os microrganismos presentes no material de embalagem utilizado no processamento asséptico, alimentos líquidos e alimentos sólidos.

Este processo é limitado à superfície dos produtos e pode ser utilizado na pasteurização de líquidos transparentes e alimentos embalados em materiais transparentes.

E, também, na esterilização de materiais e equipamentos, pois a desinfecção por pulsos de luz só ocorrerá se o material da embalagem for suficientemente transparente. As alterações produzidas por este tratamento são fotoquímicas, que provocam modificações no DNA e nas membranas celulares.

E fototérmicas, que produzem um certo aumento momentâneo da temperatura da superfície tratada, sem afetar o produto. Por fim, são utilizadas embalagens em atmosfera modificada, utilizando três gases, oxigênio, nitrogênio e dióxido de carbono.

Através do qual se mantém a qualidade dos alimentos, tendo em conta o recipiente, a mistura de gases, os materiais do recipiente e os equipamentos de embalagem.

Nas embalagens, são utilizados os novos recipientes denominados ativos, feitos principalmente de materiais que contribuem para o aquecimento de alimentos em fornos de micro-ondas.

Como é feito um tratamento térmico?

Como é feito um tratamento térmico?
Fonte: https://www.templesindustrialesalcala.es/wp-content/uploads/2017/05/tratamiento-termico-acero-1000×430.jpg

O conceito de tratamento térmico consiste em aquecer e resfriar um metal em seu estado sólido para alterar suas propriedades físico-químicas.

É um processo de aquecimento de metais ou ligas em estado sólido, mantendo-os a uma determinada temperatura por um tempo, seguido de resfriamento, para melhorar suas propriedades físicas e mecânicas.

Trata-se de moldar metais para dar-lhes as propriedades de que precisamos, como, por exemplo, os antigos guerreiros faziam com o ferro, usando o fogo para suas espadas.

Através desta técnica, nos tempos antigos, eles transformaram o material em uma massa esponjosa batida com martelos para dar-lhes a forma necessária.

Foi assim que, com o tempo, os artesãos aprenderam a fazer aço aquecendo ferro forjado e carvão. Exceto que na produção moderna são utilizados grandes fornos aperfeiçoados para tal trabalho.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.