Home » Meio Ambiente » Tratamento de águas residuais: [Conceito, Importância e Etapas]

Tratamento de águas residuais: [Conceito, Importância e Etapas]

Começo ” Tratamento de águas residuais

O que é tratamento de esgoto?

O que é tratamento de esgotoO tratamento de efluentes é um procedimento de grande importância que, com o apoio de diversos processos físicos, químicos e biológicos, purifica a água contaminada até transformá-la em água potável, para que possa ser novamente utilizada pelo homem.

É uma fórmula plausível para preservar a disponibilidade de água potável, um recurso estratégico para a vida cada vez mais escasso, embora 70% do planeta esteja cheio de água, não é exatamente um recurso ao qual podemos ter acesso ilimitado.

Ao contrário, as fontes de água doce estão cada vez menores, principalmente devido às ações irresponsáveis ​​do homem.

E como o efluente é encontrado em todas as áreas da vida, tanto em casa quanto em escritórios, fábricas, indústrias, lojas, entre outros locais, é altamente recomendável reutilizá-lo com a ajuda de processos eficazes de descontaminação.

As águas residuais também são classificadas em dois grandes grupos. Vamos ver.

  1. Águas Residuais: Eles são os que usamos para nos lavar e limpar banheiros e outros espaços.
  2. Água contaminada: são aqueles utilizados em diferentes processos de produção utilizados em indústrias em geral, fábricas e locais onde qualquer matéria-prima é transformada.

Por que o tratamento de efluentes é importante?

Por que o tratamento de efluentes é importante?A principal função do tratamento de águas residuais é remover todas as impurezas biológicas que se manifestam na forma de vírus, bactérias e matéria orgânica em decomposição, bem como remover lama, terra, poeira e, assim, permitir que a água seja consumida novamente. sem perigo de doenças sendo transmitido aos seus usuários.

Graças a diferentes processos de natureza física, química e biológica, os seres humanos fizeram grandes avanços tecnológicos em seu obstinado desejo de melhorar suas condições de vida.

Assim, a inventividade possibilitou a criação de locais especializados para a purificação de águas poluídas, o que significou grandes economias, principalmente em processos industriais onde são consumidas grandes quantidades de efluentes para o processamento de diversas matérias-primas.

Como eles funcionam?

A água residual e contaminada é tratada em centros especializados para este fim e também pode ser purificada em menor escala, mesmo preventivamente, em locais locais onde são aplicados determinados processos para eliminar todo tipo de impurezas.

O que é uma estação de tratamento de efluentes?

O que é uma estação de tratamento de efluentesAs estações de tratamento de águas residuais, também conhecidas pela designação de estações de depuração, são instalações exclusivamente dedicadas à depuração de águas residuais, com o apoio de diferentes processos de natureza física, química e biológica que permitem eliminar todo o tipo de impurezas e resíduos.

Existem também plantas que obedecem a tratamentos especiais, que visam eliminar um contaminante específico e pontual, dependendo do tipo de atividade industrial que se realiza. Por exemplo, existem plantas que corrigem o nível de pH da água e removem vestígios de compostos tóxicos.

Quais etapas são realizadas no tratamento de efluentes?

Existem vários processos que são realizados durante a descontaminação de águas residuais. Ocorrem então separações físicas da água e dos resíduos sólidos presentes.

Mas também ocorrem reações bioquímicas que buscam neutralizar contaminantes, vestígios de toxinas com a ajuda de vários produtos químicos e reagentes eficazes. Existem dois processos principais envolvidos na purificação da água suja. Vejamos em que consistem.

Pré-tratamento ou tratamento primário

Quais etapas são realizadas no tratamento de águas residuais - Pré-tratamento ou tratamento primárioEsta é a fase inicial do processo de purificação de águas residuais. Começa antes de chegarem à fábrica e também no início do trabalho de limpeza.

Nesse período, todos os sólidos de pequeno, médio e grande porte são separados, como restos de lixo, plásticos, entre outros, com o apoio de diversas grelhas que funcionam como filtros de diferentes espessuras.

Após essa primeira filtragem, são aplicados na água armadilhas de areia que retiram as partículas de areia presentes na forma dissolvida e que as peneiras não conseguem filtrar de forma alguma.

Concluída esta fase, procede-se à extração de gorduras e óleos com desengordurantes especiais que os separam da água. Este é mantido por um tempo dentro de recipientes de decantação e sedimentação, apoiados por gravidade, o que ajuda a eliminar os sólidos remanescentes, que ficam no fundo.

Esta primeira etapa é realizada para evitar que sólidos e outros resíduos arenosos entupam e danifiquem as tubulações, mas também é feito para que as reações sucessivas que devem ser aplicadas no restante do tratamento sejam altamente fluidas e altamente eficazes.

Tratamento secundário e biológico

Tratamento secundário e biológicoA segunda etapa, denominada tratamento biológico ou secundário, consiste na eliminação dos restos orgânicos presentes na água, como detritos humanos e animais, detergentes, bactérias, microrganismos, entre outros.

Existem várias técnicas que são aplicadas para realizar esta tarefa de limpeza. Os mais importantes são:

lodo ativado

Tratamentos à base de microorganismos e oxigênio adicionado são usados ​​para livrar a água desses nutrientes e resíduos biológicos. Também libera a água de metais traço que fazem parte de seu metabolismo.

desbaste

Consiste em um novo processo de filtragem com peneiras muito mais finas capazes de reter fibras muito mais grosseiras de origem orgânica e outras, por exemplo: papel, tecidos, tecidos de diversos tipos, entre outros como vestígios de metal e resíduos biológicos.

reatores biológicos

É uma técnica utilizada para eliminar os nutrientes biológicos que vivem na água e que podem abrigar existência microbiana altamente poluente. São leito móvel e membrana.

Tratamento químico terciário

Esta é a fase final do tratamento de efluentes que visa aumentar a qualidade final da água, antes de ser entregue para seu novo uso no meio ambiente. São utilizados processos de filtração, lagoa, remoção de nutrientes e desinfecção.

Filtração

A água passa por leitos de areia, carbono ou outros materiais que filtram elementos em suspensão e toxinas variadas que podem ter sobrevivido ao processo de limpeza secundária.

Lagoa

Quais etapas são realizadas no tratamento de águas residuais - LagooningSão “salas de água” ou “lagoas” onde as substâncias mais densas caem por gravidade.

Além disso, a falta de oxigênio causa a morte de certas formas de vida ainda presentes onde ocorre uma fase de lagoa facultativa e no final outra de maturação. Requer grande espaço.

Remoção de nutrientes

Remoção de nutrientesNeste ponto do tratamento, ainda pode haver altos níveis de nutrientes, como fósforo e nitrogênio, que suportam o crescimento de algas que são tóxicas para muitas espécies de peixes e invertebrados.

É por isso que é necessário aplicar um rigoroso processo de oxidação biológica onde certas bactérias altamente eficazes são usadas nesta purificação mais profunda da água.

Desinfecção

É a fase final de todo o tratamento. A quantidade de organismos microscópicos que vivem na água é totalmente reduzida, com o apoio de diferentes métodos.

Técnicas como bombardeio químico com ozônio (03) a aplicação de altas doses de cloro e luz ultravioleta (UV) para finalizar a purificação da água.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.