Home » Meio Ambiente » Vulcões submarinos: [Características, Exemplos e Imagens]🗻

Vulcões submarinos: [Características, Exemplos e Imagens]🗻

O que é um vulcão submarino?

👉 O vulcão subaquático é um fenômeno que ocorre no fundo do mar, semelhante ao que ocorre em picos de altas montanhas na superfície da terra, onde torrentes de lava ardente deslizam debaixo d’água.

À medida que expelem lava, destroem e constroem; destruir o fundo do mar como é conhecido, destruindo as espécies existentes no entorno da erupção, mas constroem liberando nutrientes que permitem a origem de bactérias e novas espécies capazes de sobreviver em temperaturas extremas.

São Novas espécies foram estudados por cientistas de National Geographic e Fundação Waitt –uma organização encarregada de supervisionar os oceanos– que encontraram incríveis criaturas marinhas em lugares inóspitos devido à temperatura da água e à acidez.

Você sabia que…?

Os achados de enormes tubarões e espécies até então desconhecidas nas Ilhas Salomão, onde está localizado o vulcão Kavachi, segundo os pesquisadores, são resultado de gases e metais desenvolvidos por a erupção vulcânica submarino que favorece a composição química da água.

Essa composição química é o que permite a formação de grandes cadeias alimentares e novas espécies resistentes a altas temperaturas, que preenchem os espaços onde antes existiam outras criaturas.

Como é produzido um vulcão submarino?

Vulcões submarinos nascem onde existem rachaduras, falhas geológicas ou fraturas que separam as placas tectônicas. Eles são produzidos em áreas fracas da crosta do planeta onde a lava flui tentando vir à superfície.

À medida que expelem lava, formam novas áreas no fundo do mar.

Você sabia que…?

Acredita-se que no mundo há mais de três mil vulcões marinha ativa, que pode ser encontrada perto da certeza terrestre ou a mais de dois mil metros de profundidade.

Como é produzido um vulcão submarino?Esses vulcões expelem 70% do magma anual, ajudando a desenvolver a nova crosta terrestre. A presença de fumarolas ou fontes hidrotermais são uma indicação de que a atividade vulcânica está ocorrendo em uma determinada área.

Dentro as ilhas havaianaspor exemplo, há intensa atividade de vulcões submarinos independente das zonas divergentes que se originam nos pontos quentes.

O hot spot é o local por onde sai o magma e a crosta terrestre se desloca sobre ele criando novos vulcões, o que contribui para o alinhamento das ilhas.

Vulcões próximos à superfície podem formar ilhas no mar; aqueles em grandes profundidades criam placas que se sobrepõem e mudam o ecossistema inferior.

Os vulcões submarinos são perigosos?

Vulcão subaquático Marsili

Embora a maioria dos vulcões submarinos não represente um grande perigo, há alguns que preocupam a comunidade científica, como o caso de marsilio maior vulcão da Europa, localizado a 150 quilômetros de Lombardo, na Itália.

Os vulcões submarinos são perigosos?Trata-se de um enorme monte submarino de três mil metros com muita atividade, o que tem motivado a constante atenção e preocupação da comunidade científica.

Vulcão subaquático Kolumbo

Há vulcões que quando entram em erupção Destruíram as ilhas com grande perda de vidas humanas, como aconteceu com Kolumbo, na ilha de Santorini na Grécia, quando entrou em erupção, devorando grande parte da ilha, em 1628. Este vulcão é continuamente estudado para evitar outra catástrofe.

Vulcão subaquático Tonga

Vulcão subaquático KolumboNa ilha de Tonga, na Polinésia Ocidental, na Oceania, há uma sucessão de vulcões que a tornam uma das áreas mais vulcanicamente ativas do mundo, pois o arquipélago fica na fronteira das placas tectônicas que ligam a Austrália ao Pacífico. conhecido como o Anel de Fogo do Pacífico.

Vulcão submarino da Hungria

Em dezembro de 2014, o vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha’apai entrou em erupção de forma tão brutal que ficou ativo por semanas, dando origem a uma nova ilha com dois quilômetros de extensão e cem metros de altura.

Vulcão subaquático Krakatoa

Talvez o vulcão mais famoso pela destruição que causou seja o Krakatoa, que entrou em erupção em 27 de agosto de 1883, desaparecendo a ilha de Java. Emergiu do canal do mar há mais de cem anos e sempre continuou em erupção.

Em 2018, uma erupção deste vulcão produziu um tsunami, uma onda gigantesca que causou trezentas mortes e feriu outras mil pessoas, na Indonésia.

Que famosos vulcões submarinos podemos encontrar?

Além de Krakatoa, existem muitos vulcões subaquáticos famosos, como o vulcão Kilauea, no arquipélago havaiano, que é uma atração turística incomparável. É um vulcão submarino que após milhares de anos emergiu à superfície dando origem à ilha do Havai.

Às vezes, despejou lava no mar, dando origem a um espetáculo colorido que atrai turistas pelo contraste do fogo brilhante espalhado nas águas azuis do mar.

Você sabia que…?

  • Na Isla del Hierro, nas Ilhas Canárias, um vulcão entrou em erupção por cinco meses, em 2011.
  • No Japão, em 2013, um vulcão submarino perto da Ilha Nishimoshima ejetou tanto material vulcânico que emergiu à superfície, unindo-se a ele e aumentando de tamanho onze vezes.
  • A Islândia também é famosa por seus vulcões submarinos, que atraem turistas de várias partes do mundo.

sergio koifman

Sobre Sergio Koifman

Sergio Koifman é um renomado biólogo com mais de duas décadas de experiência dedicadas à pesquisa e ao entendimento dos ecossistemas naturais. Seu extenso histórico inclui estudos aprofundados sobre a biodiversidade, conservação e sustentabilidade ambiental. Ao longo de sua carreira, Sergio desempenhou um papel fundamental na preservação da vida selvagem e na promoção de práticas sustentáveis. Sua paixão e compromisso em relação à natureza o tornam uma autoridade respeitada na comunidade científica e um defensor incansável da proteção ambiental. Seu trabalho tem um impacto duradouro na preservação dos ecossistemas e na conscientização ambiental.