Home » Plantas ornamentais » Kalanchoe » Planta de Kalanchoe e seus cuidados

Planta de Kalanchoe e seus cuidados

O kalanchoe é uma planta herbácea e perene nativa principalmente do hemisfério norte da África. Conhecida mundialmente desde a antiguidade pelas suas propriedades medicinais, esta planta suculenta desenvolveu grande importância como planta de interior. Aqui contamos tudo sobre a planta kalanchoe e seus cuidados de cultivo.

  • Temperatura: 20 – 27 °C
  • Solo: Arenoso com matéria orgânica. Bem drenado.
  • Umidade: Pouco a moderado.
  • Poda: Quando a planta cresce demais ou tem folhas danificadas.
  • Fecundação: Uma ou duas vezes por mês

Cuidados gerais da planta kalanchoe

A planta kalanchoe prefere lugares onde não recebe sol direto, mas uma abundância de luz. Você pode colocá-lo perto de uma janela ou em outro lugar iluminado em sua casa, ou escritório, de fato, graças ao seu pequeno tamanho e sua beleza particular, o kalanoche é amplamente utilizado como peça central.

Temperatura

Seu crescimento ideal é em temperaturas de 20 a 27 °C, como seu habitat é geralmente quente, não tolera temperaturas abaixo de 10 °C. É por isso que, apesar de ser uma planta resistente, não em nenhum país pode ser colocada ao ar livre (uma vez que não resiste ao frio).

Substrato

Uma mistura para cactos é boa para esta planta. Você precisa que o substrato tenha uma boa drenagem. Você pode obter um substrato em uma loja de plantas ou fazer sua própria mistura com matéria orgânica (composto ou húmus), areia, turfa e um pouco de perlita para permitir o escoamento da água de irrigação.

Irrigação

O gênero kalanchoe geralmente armazena água em suas folhas, por isso não exigem rega constante. Uma vez a cada 10 a 15 dias em estações temperadas será suficiente. Em épocas ou áreas de calor excessivo, a irrigação pode ser aumentada para uma vez por semana e, no inverno, a irrigação é diminuída para uma vez por mês ou a cada três semanas.

Curiosidades

Kalanchoe está acostumada a áreas secas e muito quentes, podando suportar a seca. No entanto, para fazê-lo crescer de uma forma muito ornamental, é preferível acostumá-lo a receber seus nutrientes e umidade a cada 15 dias com uma dose moderada de água.

Outras recomendações de irrigação:

  • Regue o Kalanchoe com moderação durante a estação de crescimento sempre que o substrato se sentir seco ao inserir um polegar.
  • Não use água da torneira ou água da chuva muito dura, esta planta prefere água sem cal (potável).
  • Regue em goles até que o líquido saia da panela.
  • Após alguns minutos de rega, remova o excesso de água do pires de base, pois os kalachoes são muito sensíveis ao encharcamento.
  • Os kalaches floridos, como a variedade Blossfeldiana, devem ser mantidos uniformemente úmidos, mas não muito. Regue-os um pouco mais frequentemente do que seus parentes sem flores.
  • Tente regar com água morna, as raízes desta planta são sensíveis à temperatura e não gostam de água muito fria.

Poda

Dependendo da variedade, a poda do kalanchoe deve ser menos regular. Sempre que houver crescimento excessivo ou a planta começar a desenvolver folhas amarelas, ou mofadas , será necessário podar essas partes da planta.
Como a planta kalanchoe é podada?

  • Use uma faca afiada e bem desinfetada.
  • No caso de espécies de Kalanchoe floridas, podar somente após a floração.
  • Se houver flores ou folhas murchas, pegue cuidadosamente as cabeças individuais entre o polegar e o dedo indicador e corte-as o mais próximo possível do caule / folha da base.

Curiosidades

Dependendo da espécie, os kalanchoes floridos formam umbelas verticais com pequenas flores ou sinos suavemente pendurados. Não cometa o erro de cortar toda a umbel só porque as primeiras flores estão murchando, remova apenas as partes velhas ou danificadas da planta.

As folhas secundárias do Kalanchoe ocasionalmente secam e tornam-se amarelas e feias. Isto é devido ao processo de envelhecimento natural e não é nada preocupante. Apare essas folhas regularmente para que elas não se tornem um alvo perfeito para patógenos.

Fertilizante

O fertilizante ideal para essas plantas deve ser líquido sendo adicionado diluído na água de irrigação uma vez por mês. Durante a fase de floração, o kalanchoe precisa ser fertilizado com um potássio extra (K).

Transplante

Este gênero tem raízes pequenas e muito resistentes que não ocupam muito espaço para realizar sua função, razão pela qual os kalanchoes não precisam ser transplantados continuamente, porque, embora os caules e folhas cresçam muito, a raiz não precisará de mais espaço até depois um par de anos.

Como propagar kalanchoes?

A maioria das variedades deste gênero produz pequenos brotos nas bordas de suas folhas, que se reproduzem por si mesmos ao cair no substrato. É por isso que em alguns países eles consideram kalanchoes como plantas suculentas invasoras (que crescem excessivamente) de terras áridas.

Propagação foliar

Uma das melhores maneiras de propagar suculentas é através de suas folhas, tudo o que você precisa fazer é:

  1. Encha um vaso ou recipiente com substrato para cactos com boa drenagem.
  2. Coloque as folhas recém-podadas dispostas diretamente sobre o substrato.
  3. Coloque a panela em um lugar muito brilhante com uma temperatura quente.
  4. Molhe imediatamente com a ajuda de um atomizador de água.
  5. Continue umedecendo as folhas por alguns meses, você notará o crescimento de novos brotos de kalanchoe.

Propagação por otários

Quando as plantas crescem o suficiente, surgem novos brotos na base ou no substrato que podem ser transplantados para outro vaso quando atingem cerca de 10 a 15 centímetros de altura.

Doenças e pragas do gênero kalanchoe

Sendo perenes de folhas grossas, os kalanchoes atraem pragas de insetos sugadores (que sugam a sálvia das folhas), como pulgões, tripes, cochonilhas e alguns tipos de ácaros, como ácaros vermelhos. Além disso, o excesso de irrigação dessas suculentas pode gerar o apodrecimento de suas raízes ou o aparecimento de fungos patogênicos.

Como eliminar as pragas de Kalanchoe?

Pragas são fáceis de combater se a ação for tomada a tempo, quando você observar que sua planta foi atacada por pequenos animais, recomendamos que você remova todas as folhas e partes afetadas e, em seguida, pulverize folhas, caules e a superfície do substrato com as seguintes misturas:

  • Sabão de potássio: É um composto natural à base de água, lipídios e hidróxido de potássio. Serve para controlar várias pragas de insetos, como pulgões, pulgões, moscas-brancas e mineiros. Este pesticida pode ser facilmente encontrado em lojas especializadas em jardinagem e horticultura.
  • Maceração alcoólica de pimenta e alho: 50 gramas de alho, 50 gramas de pimenta piquín ou pimenta são moídos em uma argamassa e colocados em um litro de álcool etílico a 90° por 7 dias, coados e espalhados com aspersão nas folhas para combater pulgões, ácaros, ácaros, cochonilhas e mosca-branca.

Como salvar meu kalanchoe?

Existem várias situações em que a planta pode ser encontrada. É necessário observar que os cuidados básicos da planta estão sendo realizados e saber como agir rapidamente se as folhas aparecerem com pontos marrons, esbranquiçados ou muito fracos.

  • Podridão da raiz: Se a rega for muito abundante, as suculentas morrem. As raízes principais não podem mais absorver água e a planta seca, mesmo que tenha sido regada regularmente. Nestes casos, a solução é transplantá-lo o mais rápido possível para um vaso com substrato fresco. Em pouco tempo o kalanchoe vai se recuperar.
  • Fungos como oídio, botrytis, etc.: eles são fungos comuns que podem ocorrer em plantas de interior, se as condições são adequadas para o seu crescimento. Para resolvê-lo, remova as folhas afetadas e deposite-as no lixo doméstico. Em seguida, lave e espalhe no kalanchoe um fungicida adequado ou faça o seu próprio com folhas de urtiga fermentadas.
silvana occhialin

Sobre Silvana Occhialin

Silvana Occhialin é uma engenheira agrônoma graduada na Universidade Federal de Minas Gerais. Com conhecimento especializado e paixão pela agricultura, ela se destaca na promoção de práticas agrícolas sustentáveis e no aumento da produtividade. Sua formação sólida a capacita para abordar desafios complexos no setor agrícola, aplicando técnicas inovadoras e soluções eficazes. Silvana é uma defensora da segurança alimentar e da preservação ambiental, tornando-a uma profissional valorizada na busca por um futuro agrícola mais responsável e produtivo.