Home » Viagens » Estados Unidos » Chicago City Pass, vale a pena comprar?

Chicago City Pass, vale a pena comprar?

O Chicago City Pass é um talão de cheques que oferece uma série de atrações diferentes das quais você deve escolher um determinado número, no entanto, seu alto preço faz com que alguns cálculos sejam necessários para avaliar se vale ou não a pena comprar.

Chicago City Pass

Embora durante nossas viagens para Nova York e São Francisco não tenhamos comprado o City Pass, fizemos para a viagem para a cidade de Chicago.

Como dissemos, um City Pass é um talão de cheques com diferentes atrações. No caso de Chicago São 7 atrações oferecidas e você pode fazer 5 delas. Somado o preço das atrações individualmente é superior ao preço do talão de cheques em sua totalidade. Em alguns casos, o ingresso permite escolher entre duas atrações e em outros oferece uma atração específica.

Passe da Cidade de Chicago

Quanto custa o Chicago City Pass?

O Chicago City Pass custa aproximadamente US$ 100 e inclui Passe Rápido (um passe rápido para evitar filas), algo que é especialmente apreciado no Skydeck e 360º Chicago Hancock Bem, a espera para pegar o elevador até o topo de ambos os edifícios costuma ser importante.

O voucher Chicago City Pass inclui os seguintes bilhetes:

* Skydeck Chicago Fast Pass (49 US$)
* Aquário Shedd (US$ 39.95)
* Museu de História Natural (22 US$)
* Museu de Ciência e Indústria (US$18) ou 360º Chicago Hancock Fast Pass (US$44)
* Planetário Adler com dois shows (US$39,95) ou Art Institute of Chicago (US$29)

Seu valor real é de quase US$ 200 no caso de adultos. Mais Detalhes aqui.

Vale a pena comprar o Chicago City Pass?

A dica é escolher previamente as atrações que queremos ir. Faça uma pequena lista, some seus preços e confira se for inferior a US$ 100. Se for menos, não vale a pena. É mais barato comprar ingressos na bilheteria de cada um deles. Se, por outro lado, virmos que vamos economizar alguns dólares, vale a pena!

Em nossa opinião, se você vai visitar a cidade por alguns dias e tem pouco tempo, vale a pena comprar o Chicago City Pass

Os bilhetes para o Skydeck e Chicago Hancock, duas das atrações mais importantes, com fast track pass custam US$ 49 e US$ 44, respectivamente. Você evita horas de filas que você poderia aproveitar ao visitar a cidade

Se, por outro lado, você estiver interessado apenas em uma ou duas das atrações do talão de cheques e tiver tempo, provavelmente não vale a pena comprar o Chicago City Pass. Em qualquer caso, recomendamos que você clique no banner a seguir para saber os preços e ofertas mais atualizados.

Fizemos uso de todos os ingressos do talão de cheques, exceto o oferecido pelo Museu de Ciência e Indústria ou o 360º Chicago Hancock Fast Pass. A tarde que escolhemos para subir o Hancock estava totalmente nublada e a atração estava fechada. Era nosso último dia e não pudemos desfrutar de uma vista panorâmica de Chicago durante a noite.

Carrinho de Chicago & Double Decker Co.

Durante a visita a Chicago compramos dois passes para o ônibus turístico que percorre a cidade com a empresa Chicago Trolley & Double Decker Co. Os passes são comprados na loja Explorer localizada no edifício chamado Block Thirty Seven, um centro comercial muito central.

Esta empresa organiza quatro passeios de ônibus diariamente. Em três deles diferentes bairros de Chicago são visitados e no quarto, o passeio principal, o centro da cidade é visitado. Ele pode ser combinado muito bem com o Chicago City Pass, pois muitas das paradas ficam bem na entrada das atrações oferecidas no talão de cheques

Os ônibus são muito confortáveis e úteis para visitar a cidade e aprender mais sobre ela, pois levam um guia que de forma agradável explica curiosidades sobre Chicago. Os ônibus partem de um dos lados do famoso Millennium Park.

goncalo sousa

Sobre Goncalo Sousa

Gonçalo Sousa, graduado em Turismo, é um apaixonado viajante com uma rica bagagem de experiências internacionais. Seu currículo inclui a exploração de diversos países, o que o tornou um especialista na arte de viajar. Sua formação em Turismo é complementada por vivências autênticas em diferentes culturas, o que lhe confere uma visão única sobre o setor. Com um profundo conhecimento e uma paixão pela descoberta, Gonçalo busca compartilhar seu entusiasmo pelas viagens e contribuir para a indústria do turismo, tornando-o um profissional valioso e inspirador.