Home » Viagens » Os 10 lugares mais visitados do mundo que você deve visitar em algum momento da sua vida

Os 10 lugares mais visitados do mundo que você deve visitar em algum momento da sua vida

O mundo tem lugares muito famosos que atraem milhões de pessoas todos os anos. Mas quais são as mais visitadas? Nova Iorque?

Vamos descobrir neste artigo quais são os 10 lugares mais visitados do mundo.

10. Grand Central Terminal, Nova Iorque, EUA EUA

Vamos começar nossa lista com uma referência histórica e turística de Nova York: o Grand Central Terminal.

A estação de trem mais utilizada do mundo atende 21 milhões de pessoas anualmente, o equivalente a 57.500 por dia.

Foi inaugurado em 1871 pela Ferrovia Central de Nova York durante a era de ouro do transporte ferroviário de longa distância.

Está localizado em Manhattan, na Park Avenue com a 42nd Street. Possui 44 plataformas e 2 níveis subterrâneos de trilhas, a superior com 41 e a inferior com 26.

O Grand Central também é uma atração turística visitada por pessoas que não têm intenção de viajar. Emblemáticos são seus cofres de tijolos projetados pelo mestre construtor, Rafael Guastavino Moreno (1842-1908).

A entrada para o imponente lobby é impressionante com seus grandes espaços, telhado aquático e a agitação de milhares de passageiros.

Mais de 10.000 refeições por dia são servidas na estação e o estabelecimento mais antigo é o Centenário, o Oyster Bar, inaugurado em 1913, atualmente uma franquia. É famosa por suas ostras e frutos do mar.

Funcionários do departamento de achados e perdidos nunca faltam trabalho. Todos os anos, cerca de 20.000 pertences pessoais são perdidos e encontrados e 6 em cada 10 são recuperados por seus proprietários. As principais peças que faltam são itens eletrônicos e casacos.

 

9. Cataratas do Niágara, Nova York e Ontário, EUA EUA e Canadá

O nono lugar entre os lugares mais visitados do mundo é ocupado por essas majestosas cachoeiras, entre os Estados Unidos e o Canadá, que a cada ano são vistos por 22 milhões de observadores.

As amplas cortinas de água de 64 metros de altura formadas pelo rio Niagara, abrangem 3 setores: as Cataratas do Canadá, a Cachoeira Americana e a Cachoeira véu de noiva, a menor das três.

As Cataratas canadenses, também conhecidas como Ferradura, recebem seu nome em inglês a partir da forma de ferradura de sua crista monumental de mais de 670 metros de largura, que cobre 90% de toda a água do Niágara. Aproximadamente 2/3 é no Canadá e 1/3 nos Estados Unidos.

A Catarata Americana está no estado de Nova York, EUA. Sua crista tem 250 metros de largura em linha reta e sua altura máxima é de 57 metros.

O Véu de Noiva também está localizado em solo americano e está separado das Cataratas de Ferradura e das Cataratas americanas, pela Ilha das Cabras e pela Ilha da Lua, respectivamente.

A água das cataratas é usada desde o final do século XIX para produzir eletricidade. Foi lá que a invenção de Nikola Tesla do sistema de corrente alternada, atualmente o padrão da indústria elétrica, foi testada.

8. Templo Senso-ji, Tóquio, Japão

Este templo budista dedicado a Kannon, bodhisattva do budismo associado à compaixão e frequentemente chamado no Ocidente, de “deus da misericórdia”, recebe 30 milhões de visitantes anualmente.

A estátua de Kannon dentro do templo foi encontrada pelos irmãos Hamanari e Takenari Hinokuma, no rio Sumida, no ano 628.

Os pescadores entregaram-no a Hajino Nakamoto, o chefe da aldeia, que reconheceu sua importância e remodelou sua própria casa para torná-lo um pequeno templo.

O santuário, no distrito de Asakusa, foi inaugurado em 645, tornando-o o mais antigo da capital japonesa.

O poderoso xogunato Tokugawa, que dominou o Japão entre 1603 e 1868, designou senso-ji como seu templo tutelar.

O templo foi destruído pelos bombardeios da Segunda Guerra Mundial, e mais tarde foi reconstruído e reaberto como um símbolo do Renascimento japonês.

De um lado está o Santuário de Asakusa, um templo xintoísta que homenageia os fundadores do Senso-ji. Sua construção ocorreu em 1649 por ordem do xogun Tokugawa Iemitsu. Seu logotipo são 3 redes de pesca que homenageiam os pescadores do século VII que encontraram a imagem de Kannon.

7. Santuário Meiji, Tóquio, Japão

Este santuário de Tóquio construído em homenagem ao Imperador Mutsuhito é um dos lugares turísticos mais importantes do mundo, recebendo anualmente 30 milhões de visitantes.

Mutsuhito, imperador nº 122 do Japão, subiu ao trono em 1868 até morrer em 1912. Seu reinado encerrou o período de 265 anos de governo dos xoguns Tokugawa, inaugurando a era Meiji ou “era da adoração ao governo”.

Com o Imperador Mutsuhito, o Japão se abriu para a modernidade seguindo o modelo prussiano de Kaiser Guilherme II, tornando-se o poder que seria derrotado pelos EUA. EUA para acabar com a Segunda Guerra Mundial.

Após sua morte, os imperadores japoneses são chamados como a era em que reinaram e o nome póstumo de Mutsuhito é Meiji Tenno.

O santuário xintoísta Meiji, erguido em sua homenagem, foi construído em um campo de lírios na capital japonesa, que o imperador se tornou apaixonado por visitar na companhia da Imperatriz Shoken.

Foi lindamente construído em cipreste e madeira de cobre, sendo inaugurado em 1926. O bombardeio de Tóquio durante a fase final da guerra destruiu-a, mas foi reconstruída em 1958.

O santuário fica no meio de uma bela floresta de 70 hectares. Tem murais e um museu aludindo à vida do casal real.

 

6. The Strip, Las Vegas, EUA EUA

The Strip é uma faixa de 6400 metros do Las Vegas Boulevard que concentra os cassinos e sites de entretenimento mais famosos da “Cidade do Pecado”. Recebe 30,5 milhões de pessoas anualmente, sendo um dos lugares mais visitados do mundo.

A rua vegana mais famosa tem pontos turísticos como as fontes do Hotel Bellagio, as réplicas da Torre Eiffel e da Estátua da Liberdade, o Museu Madame Tussauds, o shopping Fashion Show e o Aquário do Recife de Tubarões.

As fontes do Bellagio Hotel são o melhor show gratuito em Las Vegas. Seus 1200 jatos d’água foram levantados pela primeira vez ao ritmo da música em 1998 e desde então o lugar tornou-se popular como o ponto final dos casamentos celebrados na “Capital Mundial do Casamento”.

O Museu de Cera Madame Tussauds, no veneziano hotel e cassino de Las Vegas, exibe mais de 100 figuras de cera de figuras famosas do cinema, música e esportes, como Leonardo DiCaprio, Sandra Bullock, Britney Spears, Lady Gaga e Tiger Woods.

O Aquário do Recife de Tubarões, no Mandala Bay Resort and Casino, tem um imenso tanque de 4,9 milhões de litros de água, onde mais de 100 espécies nadam, incluindo tubarões e raias.

5. Union Station, Washington D.C., EUA

A principal estação ferroviária da capital americana é visitada anualmente por 40 milhões de pessoas, ocupando a quinta posição entre os lugares mais frequentados do mundo.

Foi inaugurado em 1907 de acordo com o projeto do arquiteto e urbanista americano, Daniel Burnham.

O Senado dos EUA Os EUA pediram a Burnham em 1901 para preparar o plano “Beautiful City”, para conferir a Washington D.C. uma aparência digna de uma capital mundial.

O urbanista então concebeu o novo terminal removendo o emaranhado de estradas que haviam tomado conta do centro da cidade.

A entrada oferece aos visitantes uma fachada abobadada muito alta e uma estatuária de 183 metros de comprimento. O salão principal tem um teto de quase 30 metros de altura, onde a folha de ouro que reflete os raios solares que entram pelas enormes janelas de Diocleciano se destaca brilhantemente.

O antigo saguão central, convertido no coração da estação, se estende por 232 metros. Seu teto de vidro abobadado sobe 14 metros, tornando este salão um dos maiores do mundo.

Union Station também serve como uma estação de ônibus, metrô e táxi. É igualmente um destino comercial popular para os moradores do bairro do Capitólio.

4. Central Park, Nova Iorque, EUA

O conhecido Central Park em Nova York é um dos lugares mais visitados do mundo. Este retângulo verde de Manhattan de 3,4 km2 A superfície é o principal pulmão vegetal da “Big Apple” e o parque mais frequentado nos EUA. Nos EUA, com um fluxo de 40 milhões de pessoas por ano.

Além de vastas áreas verdes com espaços gramados para atividades de entretenimento, o parque conta com lagos artificiais e pistas de patinação no gelo. Em sua flora tem um bosque de 1700 olmos, um dos últimos ecossistemas desta espécie no Nordeste americano.

Sua fauna inclui esquilos, peixes, tartarugas, coelhos, sapos e uma variedade aviária de cerca de 280 espécies, o que o torna um lugar favorito para observadores de aves.

O Central Park é o local mais concuNova York rrido para entretenimento ao ar livre e esportes.

Park Drive, sua rua mais longa com 10 km de extensão, é frequentada por corredores, patinadores e ciclistas. A chegada da Maratona de Nova York é no Central Park.

O parque é agitado no verão com apresentações do Teatro Público de Nova York, concertos da Orquestra Filarmônica da cidade, cinema ao ar livre e figuras conhecidas da música pop e danças.

3. Times Square, Nova Iorque, EUA EUA

Entre os lugares mais turísticos do mundo, devemos notar a Times Square em Nova York, que recebe 50 milhões de visitantes por ano.

É o cruzamento da Sétima Avenida com a Broadway Avenue e tem o nome de One Times Square, o prédio onde ficavam os escritórios do The New York Times.

É o lugar que simboliza a publicidade luminosa americana, sendo um ícone urbano de Nova York como piccadilly circus, em Londres e Red Square, em Moscou.

Nos anos após a independência dos EUA, era uma área de agricultura e criação de cavalos de propriedade do General John Scott.

A moda nova-iorquina de arranha-céus, entre o final do século XIX e início do século XX, colocou a Times Square sobre a mesa e seus teatros, restaurantes e hotéis de luxo eram frequentados por celebridades como Charles Chaplin e Fred Astaire.

A taxa de criminalidade cresceu significativamente na Times Square durante o período decadente pelo qual Nova York passou nas décadas de 1970 e 1980, da qual se recuperou na década de 1990 com o trabalho do prefeito, Rudolph Giuliani.

Entre as principais atrações localizadas ou muito próximas à Times Square, estão o famoso baile de Réveillon que pode adotar até 16 milhões de tons de cores; a sede de Nova York do Museu de Cera Madame Tussauds e os teatros da Broadway.

2. El Zócalo, Cidade do México, México

O segundo lugar entre os lugares mais visitados do mundo é ocupado pelo zócalo da capital mexicana, que recebe anualmente cerca de 85 milhões de pessoas.

Seu nome oficial é Plaza de la Constitución e tem uma área de quase 47000 m2, sendo a maior praça do mundo de língua espanhola.

Está localizado no centro histórico da Cidade do México, ao lado do Templo Mayor, o principal centro religioso e político da cidade pré-hispânica de Tenochtitlan, capital do Império Asteca.

O zócalo é cercado pelo Palácio Nacional, a Catedral Metropolitana da Cidade do México, o Prédio do Governo da cidade e o Palácio da Prefeitura Velha, por isso continua sendo o centro político e religioso do país.

O Palácio Nacional é a sede do governo federal. De sua varanda principal, o Presidente da República faz o famoso Grito de Dolores todo dia 16 de setembro, que comemora a independência mexicana.

O interior do palácio é decorado com famosos murais de acesso público pelo famoso pintor, Diego Rivera.

A catedral metropolitana é a principal igreja colonial da cidade construída entre os séculos XVI e XIX, abrigando estilos arquitetônicos de 4 séculos.

O zócalo tem sido palco dos principais eventos políticos e sociais do CDMX desde os tempos pré-hispânicos.

1. Grand Bazaar, Istambul, Turquia

A lista com os lugares mais visitados do mundo é encabeçada pelo Grand Bazaar da antiga Constantinopla, capital do Império Romano do Leste, a atual Istambul, a maior cidade da Turquia.

O Grand Bazaar tem 91,3 milhões de visitantes por ano, sendo o maior da Turquia e um dos mais importantes do mundo.

Atualmente é composta por 58 ruas comerciais onde há 4 mil lojas e barracas especializadas em joias, ourives, especiarias, antiguidades, tapetes e milhares de outros itens.

Preservando uma tradição do século XV, as lojas são agrupadas por guildas ou tipo de atividade.

Possui 2 camas, o típico edifício comercial do Império Otomano, com um design semelhante ao de uma mesquita.

O mais antigo e primeiro leito do Grand Bazaar foi construído em 1464 por Mehmed II, o sultão otomano que tomou Constantinopla em 1453, terminando mais de mil anos de Império Romano.

O Grand Bazaar original era dedicado principalmente à venda de tecidos, sendo conhecido na época como o Bazar da Seda.

A área do Grand Bazaar é de 45.000 m2 e tem 22 portas. Vende mais de 12.500 itens diferentes e emprega 20.000 pessoas.

As ruas são nomeadas em homenagem às guildas que oferecem seus produtos neles, como a alegriaeros, vendedores de peles e vendedores de espelhos.

Quais países ou regiões do mundo são os lugares mais visitados?

De acordo com as estatísticas internacionais de viagens da Organização Mundial do Turismo (2017), o país com mais visitantes estrangeiros é a França, com 89,9 milhões de turistas.

Em segundo lugar está a Espanha, com 81,8 milhões de visitantes. É seguido pelos Estados Unidos (75,9 milhões), China (60,7 milhões) e Itália (58,3 milhões).

Quais são os países mais visitados do mundo?

França, Espanha, Estados Unidos, China e Itália, que formam o top 5 do turismo mundial em número de visitantes estrangeiros, são seguidos pelo México (39,3 milhões), Grã-Bretanha (37,7 milhões), Turquia (37,6 milhões), Alemanha (37,5 milhões) e Tailândia (35,4 milhões).

Qual é o país mais visitado da Europa?

O país mais visitado da Europa é a França, com 89,9 milhões de visitantes estrangeiros por ano.

O turismo mundial permanece seduzido por Paris, com suas grandes atrações como o Museu do Louvre, a Torre Eiffel, a Catedral de Notre Dame, a gastronomia francesa e os cabarés parisienses.

O top 10 europeu é completado por Espanha, Itália, Grã-Bretanha, Alemanha, Rússia, Áustria, Ucrânia, Grécia e Polônia.

Lugares mais visitados do mundo: América Latina

O México é seguido na América Latina pela Argentina, com 6,7 milhões de visitantes por ano, Brasil (6,6 milhões), Chile (6,5 milhões) e República Dominicana (6,2 milhões).

Qual é o seu resultado final? Em qual desses destinos você esteve? Compartilhe este artigo com seus amigos para que eles também saibam quais são os lugares mais visitados do mundo.

goncalo sousa

Sobre Goncalo Sousa

Gonçalo Sousa, graduado em Turismo, é um apaixonado viajante com uma rica bagagem de experiências internacionais. Seu currículo inclui a exploração de diversos países, o que o tornou um especialista na arte de viajar. Sua formação em Turismo é complementada por vivências autênticas em diferentes culturas, o que lhe confere uma visão única sobre o setor. Com um profundo conhecimento e uma paixão pela descoberta, Gonçalo busca compartilhar seu entusiasmo pelas viagens e contribuir para a indústria do turismo, tornando-o um profissional valioso e inspirador.